Você está visualizando atualmente Claudia Tenney indica Trump ao prêmio Nobel da Paz por acordos de paz no Oriente Médio

Claudia Tenney indica Trump ao prêmio Nobel da Paz por acordos de paz no Oriente Médio

A representante republicana de Nova York, Claudia Tenney, indicou o ex-presidente Donald Trump para o Prêmio Nobel da Paz, sustentando que o direitista teve um papel fundamental nos Acordos de Abraão. A indicação ocorre poucos dias após a morte de três soldados americanos em ataques de grupos apoiados pelo Irã.

Em declaração à imprensa, Tenney afirmou que Trump abriu caminho para os primeiros acordos de paz no Oriente Médio em quase três décadas. Ela criticou a visão convencional que sugeria ser impossível alcançar novos acordos na região sem uma resolução prévia do conflito israelense-palestino, argumentando que o presidente Trump desmistificou as barreiras apresentadas até então.

Ao mencionar o Nobel da Paz, disse que a iniciativa já reconheceu acordos anteriores no Oriente Médio, como o entre Israel e Egito em 1978 e os Acordos de Oslo em 1994. No entanto, Tenney alega que Trump não recebeu o devido reconhecimento por sua contribuição nas negociações, especialmente de se tratar de quatro vizinhos árabes que atuam contra o território israelense.

Esta não é a primeira vez que Trump foi indicado para o Prêmio Nobel da Paz. Em 2020, Christian Tybring-Gjedde, membro do Parlamento norueguês, foi pioneiro e elogiou os esforços do direitista para resolver os conflitos globais. Laura Huhtasaari, membro do Parlamento Europeu, também o indicou em 2021 pelo papel na construção da paz e estabilidade. Além disso, um grupo de legisladores australianos fez a terceira indicação em setembro de 2020, argumentando que Trump atuou para conter guerras prolongadas e reduzir o envolvimento militar dos EUA.

Fonte: Conexão Política

Deixe um comentário