Você está visualizando atualmente Coreia do Norte envia balões com lixo e fezes e diz ser retaliação à Coreia do Sul e que envio seguirá

Coreia do Norte envia balões com lixo e fezes e diz ser retaliação à Coreia do Sul e que envio seguirá

Coreia do Norte envia balões com lixo e fezes e diz ser retaliação à Coreia do Sul e que envio seguirá

O envio de uma série de balões com lixo e fezes vindos feitos pela Coreia do Norte ao território sul-coreano não foi uma ação isolada. A TV estatal norte-coreana KCNA afirmou nesta quarta-feira (29) que Pyongyang enviará “dezenas de vezes mais” artefatos com o mesmo conteúdo ao país vizinho.

O aviso foi a primeira declaração do governo norte-coreano após militares sul-coreanos afirmarem que mais de 250 balões com fezes e lixo dentro chegaram em regiões da Coreia do Sul próximas à fronteira com a Coreia do Norte.

Através da KCNA, a Coreia do Norte disse que os balões foram uma retaliação a uma campanha de propaganda em curso de desertores e ativistas norte-coreanos na Coreia do Sul, que enviam regularmente insufláveis ​​contendo folhetos anti-Pyongyang, alimentos, medicamentos, dinheiro e pen-drives carregados com vídeos de música K-pop e dramas além da fronteira.

Kim Yo-Jong, irmã do líder norte-coreanoKim Jong-Un, emitiu um comunicado na mídia estatal KCNA, criticando Seul como “vergonhosa e descarada” por criticar os balões enquanto defende a liberdade de expressão de seus cidadãos.

Os balões começaram a ser vistos sobrevoando o território sul-coreano na noite de terça-feira (28). Segundo o governo da Coreia do Sul, alguns balões conseguiram chegar a uma província no sudoeste do país.

Imagens divulgadas pela imprensa da Coreia do Sul mostram balões brancos amarrados a sacos plásticos com lixo. Os militares afirmaram que encontraram resíduos como garrafas de plástico, baterias, peças de sapato e fezes.

As autoridades acreditam que o envio dos balões para a Coreia do Sul seja uma resposta a uma ação semelhante promovida por ativistas sul-coreanos e desertores da Coreia do Norte.

Nos últimos anos, críticos ao regime de Kim Jong-un enviaram para a Coreia do Norte balões com panfletos contendo informações negativas sobre o governo norte-coreano, além de cartões de memória com músicas de k-pop.

A Coreia do Sul desencorajou ativistas a continuarem com a prática, afirmando que ações do tipo não contribuem para a paz. Uma lei proibindo o lançamento de balões chegou a ser aprovada em 2021, mas foi derrubada pela Suprema Corte sob o argumento da liberdade de expressão.

Segundo a agência sul-coreana Yonhap, a Coreia do Norte havia prometido uma “ação olho no olho” contra “coisas sujas” enviadas da Coreia do Sul.

Diante da suposta resposta norte-coreana, as autoridades da Coreia do Sul pediram aos moradores que não se aproximem dos balões enviados pelo Norte. Em vez disso, a população deve acionar a polícia.

“Estes atos da Coreia do Norte violam claramente o direito internacional e ameaçam seriamente a segurança do nosso povo”, afirmaram os militares da Coreia do Sul em um comunicado.

O Sul ainda classificou a atitude do Norte como “desumana” e “vulgar”.

Fonte: G1

Deixe um comentário