Facebook muda nome para Meta

Facebook muda nome para Meta

Facebook muda nome para Meta

Em meio à crise do Facebook Papers, o Facebook mudou de nome. Agora, se chama Meta e se autodenomina como “uma empresa de tecnologia social”.

Anúncios

A rede social continuará com o mesmo nome — o rebranding serve para a empresa, que além do Facebook também controla o Instagram, o WhatsApp e a Oculus.

A novidade foi anunciada por Mark Zuckerberg nesta quinta-feira (28) durante o evento Facebook Connect, que discute realidade aumentada e virtual dentro da empresa.

O nome é uma alusão ao metaverso, um esforço da empresa em combinar realidade aumentada e virtual.

“Tenho pensado muito sobre nossa identidade e como começaremos esse novo capítulo. O Facebook é um dos produtos mais usados da história no mundo”, disse Zuckerberg. “Hoje, somos vistos como uma empresa de redes sociais. Mas em nosso DNA somos uma empresa que cria tecnologia para conectar pessoas. E o metaverso é a próxima fronteira, tal como as redes sociais eram quando começamos”, completou o CEO.

“Eu sei que algumas pessoas acreditarão que essa não é a hora de focar no futuro, e quero reconhecer que há questões importantes para serem trabalhadas no presente. Sempre haverá”, disse Zuckerberg no evento. “Por isso, para muitas pessoas não sei se haverá um bom  momento para focar no futuro. Mas tabém sei que há muitos de vocês que sentem o mesmo que eu”, declarou.

Além da mudança de nome, Zuckerberg apresentou uma série de conceitos do metaverso, incluindo recursos sociais, de jogos e para ambiente de trabalho.

O Messenger, por exemplo, permitirá fazer chamadas em realidade virtual. Também há planos para uma loja virtual na qual as pessas poderão vender bens virtuais, além de uma tela inicial no Oculus Quest para permitir que as pesoas conversem e joguem em realiade virtual.

“Seus dispositivos não serão mais o ponto focal da atenção”, disse Zuckerberg. “Estamos começando a ver várias dessas tecnologias se unind nos próximos cinco ou dez anos. Muito disso vai se tornar popular e vários de nós criaremos e habitaremos diariamente em mundos [virtuais] que são tão detalhados e convincentes como este”.

Novas estruturas

Em comunicado à imprensa, a Meta diz que “o metaverso funcionará como uma combinação híbrida das experiências sociais online atuais, às vezes expandido em três dimensões ou se projetando no mundo físico. Ele permitirá que você compartilhe experiências imersivas com outras pessoas mesmo quando vocês não puderem estar juntos, e fazer coisas que não poderiam fazer juntos no mundo físico”.

A empresa ressalta, no entanto, que sua estrutura corporativa não está mudando. Mas eles mudarão como divulgarão seus resultados financeiros — que agora serão separados entre os aplicativos e o “Reality Labs”, divisão responsável pelas iniciativas em realidade virtual e aumentada. Na bolsa, empresa passará a utilizar a sigla MVRS a partir de 1 de dezembro.

Eles ressaltam que o anúncio não muda a maneira como usam ou compartilham dados.

Fonte: CNN Brasil

Deixe um comentário