Você está visualizando atualmente Forças de Israel resgatam quatro reféns com vida

Forças de Israel resgatam quatro reféns com vida

Forças de Israel resgatam quatro reféns com vida

Quatro reféns israelenses foram resgatados com vida, na manhã deste sábado (8), de um esconderijo do Hamas durante uma operação militar no centro da Faixa de Gaza hoje. O anúncio foi feito pelas Forças de Defesa de Israel.

Os reféns resgatados são: Noa Argamani, Almog Meir Jan, Andrey Kozlov e Shlomi Ziv. Todos os quatro foram sequestrados por terroristas do Hamas em 7 de outubro no festival de música Supernova.

As forças especiais israelenses atacaram simultaneamente dois esconderijos do Hamas em Nuseirat, no centro de Gaza. 

Todos os reféns resgatados estão em boas condições de saúde, de acordo com avaliações médicas iniciais. Eles foram levados a um hospital para novas avaliações.

Durante a operação, foram realizados ​​ataques aéreos contra instalações do Hamas e em apoio às tropas terrestres.

Quem é Noa Argamani?

Uma das resgatadas neste sábado é Noa Argamani, de 25 anos. Ela foi sequestrada no festival de música junto com seu namorado, Avinatan Or. Apesar de ter passado quase 250 dias em cativeiro do Hamas, a condição de Argamani é considerada estável.

O vídeo que mostra Noa sendo levada na garupa de uma motocicleta tornou-se uma das mais emblemáticas do ataque terrorista de 7 de outubro de 2023.

Desde então, ela apareceu em várias gravações do Hamas, que usa as imagens como parte de sua estratégia de terror psicológico.

A mãe de Noa, Liora Argamani, foi recentemente diagnosticada com câncer metastático e tem falado na imprensa israelense sobre seu desejo de ver sua filha novamente antes de partir.

A operação heróica das FDI que libertou e trouxe para casa Noa Argamani, Shlomi Ziv, Andrey Kozlov e Almog Meir Jan é um triunfo milagroso. Agora, com a alegria que toma conta de Israel, o governo israelense deve lembrar-se do seu compromisso de trazer apoiar todos os 120 reféns ainda detidos pelo Hamas – os que vivem para reabilitação, os assassinados para serem enterrados”, disse o Fórum de Famílias de Reféns. 

Continuamos a apelar à comunidade internacional para que aplique a pressão necessária sobre o Hamas para que aceite o acordo proposto e liberte os outros 120 reféns mantidos em cativeiro; cada dia é um dia longe demais.”

Fonte: O Antagonista

Deixe um comentário