Opinião | Bolsonaro e Lula 20 pontos na frente de uma terceira via

Opinião | Bolsonaro e Lula 20 pontos na frente de uma terceira via

Opinião | Bolsonaro e Lula 20 pontos na frente de uma terceira via

‘Operação Mão de Ferro’, é executada pela Polícia Militar do Amazonas e Força Nacional

Militares da Força Nacional sofrem acidente na BR-319

CPI da Amazonas Energia foi enterrada na CMM

Polarização segue firme

Pesquisa eleitoral feita pelo PoderData, neste mês de junho, aponta um empate técnico entre o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o ex-presidente Lula (PT) em cenário de primeiro turno das eleições presidenciais de 2022.

Anúncios

Os dois têm uma vantagem de mais de 20 pontos percentuais em relação a Ciro Gomes (PDT), terceiro colocado na pesquisa, e mostram que a polarização entre direita vs esquerda está mais forte do que nunca.

Números

Os números dos candidatos são: Bolsonaro (sem partido) 33%; Lula (PT) 31%; Ciro Gomes (PDT) 10%; Luciano Huck (sem partido) 4%; Mandetta (DEM) 4%; Amoêdo (Novo) 3%; João Doria (PSDB) 3%.

Debate ainda frio

Enquanto o debate sobre as eleições presidências do ano que vem já toma o mundo político, o eleitor ainda se mantém distante do tema. A Covid-19 e o desemprego serão questões prioritárias e decisivas para a escolha do próximo presidente em 2022, mas esse debate ainda não causa efeito mobilizador entre o eleitorado.

Terceira via

As demais opções — João Doria (PSDB), Eduardo Leite (PSDB), Tasso Jereissati (PSDB), Ciro Gomes (PDT), Luiz Henrique Mandetta (DEM), João Amoêdo (Novo), Luciano Huck e Sergio Moro (sem partido) — não estão apresentando uma narrativa consolidada nem militância partidária ou digital engajada para crescerem e, ao que tudo indica, ficarão como coadjuvantes no pleito.

Desunião

Como ainda não existe um nome que seja um consenso para uma terceira via, que aglutine as forças de oposição, o BolsoLula segue firme para a disputar o segundo turno em 2022.

Quando se tem muitos candidatos, na verdade não se tem nenhum. É o caso em questão. Nenhum dos nomes hoje tem força para enfrentar Bolsonaro e Lula. Mas isso pode mudar.

Segurança reforçada

O governador Wilson Lima (PSC) deu início ontem (10) à operação “Mão de Ferro”, que é executada pela Polícia Militar e Força Nacional de Segurança. A operação dá continuidade às ações iniciadas no último domingo (6) para o restabelecimento da ordem no estado, após incêndios e atos criminosos na capital e em municípios do interior.

Segundo o governador, as equipes da Força Nacional vão atuar em Manaus e nos municípios onde houveram registros de ocorrências.

Acidente

No primeiro dia efetivo de atuação da Força Nacional no Amazonas, a equipe sofreu um revés, mas nada relacionado a embate com criminosos.

Uma das viaturas que se deslocava de Porto Velho para Manaus sofreu um acidente e foi parar no fundo do rio na altura do KM 16 da BR–319.

Não houve feridos, apenas um grande susto.

Susto ao vivo

Outra situação inusitada ocorreu enquanto o capitão Mateus Peclat, da Força Nacional, concedia entrevista ao vivo à Rede Amazônica (Globo).

Um homem visivelmente bêbado se aproximou e tentou puxar a arma do militar, causando espanto tanto em quem estava no local quanto para quem assistia.

CPI da Amazonas Energia é enterrada

Após quase quatro meses parada, a CPI da Amazonas Energia, capitaneada pelo vereador Rodrigo Guedes (PSC), foi enterrada oficialmente pela Câmara Municipal de Manaus (CMM).

Um parecer da Procuradoria da Casa alegou falta de competência do Poder Legislativo Municipal para a investigação, que segundo requerimento assinado pelo procurador-geral da CMM, Roberto Tatsuo Nakagima Fernandes Neto, é competência da União.

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

Rebeca a coluna no seu WhatsApp: 92 98422-0558

Redação: 92 99189-4271

Editor-chefe: 92 99109-1099

Deixe um comentário