You are currently viewing Opinião | Roberto Cidade e Carlinhos Bessa devem trocar o PV pelo União Brasil

Opinião | Roberto Cidade e Carlinhos Bessa devem trocar o PV pelo União Brasil

Opinião | Roberto Cidade e Carlinhos Bessa devem trocar o PV pelo União Brasil

Presidente e vice-presidente da Aleam querem acompanhar Wilson Lima na nova sigla

Licenciada, Alessandra Campêlo também pode se filiar na legenda recém-criada

Governador articula ingresso de 40 prefeitos ao seu partido

Arthur Virgílio anuncia Amazonino no PSDB e faz aceno a Eduardo Braga

Articulação é um “chega pra lá” em Plínio Valério, que quer ser o candidato tucano ao Governo

Interlocutores de David Almeida alimentam candidatura do prefeito ao Governo

Bolsonaro quer que o vice seja do Partido Liberal

Sabá Reis, ainda no PL, pode ser solução para o imbróglio

Menezes e Capitão Alberto Neto se filiam à legenda do presidente da República

Wilson Lima lança pacote de obras de R$ 1,1 bilhão para a capital e interior

David Almeida é diagnosticado com câncer de pele e passa por procedimento

Nos passos do líder

O presidente e o vice-presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), os deputados Roberto Cidade e Carlinhos Bessa, devem deixar o Partido Verde e se filiar ao União Brasil, nova sigla do governador Wilson Lima.

Anúncios

Bons motivos

Mesmo tendo sido empossado recentemente no cargo de presidente estadual do PV, Roberto Cidade tem motivos plausíveis para migrar ao União Brasil.

Primeiro que não se sente confortável na federação do PV com o PT e o PCdoB, afinal, Cidade nunca foi inclinado à esquerda, e também porque deseja continuar na presidência da Assembleia no próximo ano.

Cidade, que hoje garante uma relação harmônica e republicana entre os poderes legislativo e executivo, se tornou peça fundamental na reeleição de Wilson Lima e sua ida para o União Brasil mostra que está cada dia mais alinhado com o governador.

Estrutura

Além disso, o União Brasil é um partido grande, com tempo de TV e Fundo Eleitoral robusto e, na condição de chefe do parlamento, Cidade chegaria como
um dos protagonistas da sigla.

No PV, além de ter que pedir votos para Lula, o deputado não teria toda essa estrutura a disposição. Pelo menos, não com recursos do partido.

Eu também

Quem também deve se filiar ao União Brasil é a deputada licenciada Alessandra Campêlo, atualmente no MDB.

Ela é aliada de primeira ordem de Wilson e, desde o ano passado, comanda a Secretaria de Assistência Social do Estado.
Coincidentemente, ela e Cidade protagonizaram um embate pela presidência da Aleam, vencido pelo deputado. Agora, ambos podem estar juntos na mesma legenda.

Coisas da política…

Time fortalecido

E não é só de parlamentares que o União Brasil será fortalecido no Amazonas. Sob articulação de Wilson Lima, pelo menos 40 prefeitos do interior devem se filiar à nova sigla.

O evento, inclusive, deve acontecer no próximo dia 19.

Negão tucano

O presidente estadual do PSDB no Amazonas, Arthur Virgílio Neto, foi direto ao ponto e por meio de nota à imprensa afirmou que Amazonino Mendes será candidato a governador pelo partido.

O tucano aproveitou para fazer um aceno ao senador Eduardo Braga (MDB), numa tentativa de unir o parlamentar ao time.

A ideia é que o trio marche junto na próxima eleição.

Fora do game

Mal nas pesquisas, Braga deve mesmo aceitar a proposta de Arthur Virgílio e declinar de sua pré-candidatura ao Governo.

Se vai compor com Amazonino, ainda é uma incógnita. Há quem aposte na sua neutralidade no pleito, o que pode ser considerado um apoio informal ao governador Wilson Lima.

Pelo histórico de Braga, essa decisão só será tomada na primeira semana de agosto, quando se esgota o prazo das convenções partidárias e registro de candidatura.

Até lá, muito boi vai voar…

Quem manda sou eu

A afirmação de Arthur também é uma forma de reafirmar a Plínio Valério que quem manda no PSDB local é ele.

O senador, vale lembrar, tem afirmado que vai anunciar pré-candidatura ao Governo do Amazonas com apoio do diretório nacional tucano, passando por cima do líder local.

Golpe

O fato é que Arthur Virgílio sempre foi o responsável pela articulação eleitoral do PSDB no Amazonas e Plínio quis dar um golpe por Brasília.

Ao que parece, não vai conseguir.

Desafio

O vascaíno, Plínio Valério, ainda desafiou o flamenguista, Arthur Neto, nesta segunda-feira (14) a conseguir filiar Amazonino no PSDB.

“Se o Amazonino for candidato pelo PSDB eu visto a camisa do flamengo e desfilo onde o Arthur determinar”, desafiou o Plínio.

Aceno

Falando em candidatura ao Governo, interlocutores de David Almeida (Avante) afirmam que o prefeito tem analisado a possibilidade de ser candidato a chefe do Executivo Estadual.

Até o momento, a possibilidade é remota. O mais provável é que o prefeito apoie a candidatura de Wilson Lima, da qual, inclusive, não abre mão de indicar o vice.

O prazo para desincompatibilização vai até o dia 2 de abril, onde o prefeito precisa renunciar para ser candidato ao governo. Quem assumiria a prefeitura é o vice, Marcos Rotta (sem partido).

Sabá vira solução

E é justamente nisso que há um pequeno imbróglio. O presidente Jair Bolsonaro quer que o vice de Wilson seja do PL.

Para não ter atrito nem com Bolsonaro nem com David, a solução para Wilson deverá vir com o secretário de Limpeza Pública, Sabá Reis, como parceiro de chapa.

O experiente político ainda é filiado ao PL — estava de saída para o Avante — e é homem de confiança do prefeito de Manaus.

PL fortalecido

Por falar em Partido Liberal, a sigla do presidente recebeu um reforço de peso nesse final de semana.

O pré-candidato ao Senado, Coronel Menezes, e o deputado federal Capitão Alberto Neto assinaram ficha de filiação na legenda no último sábado (12).

O evento, realizado em Brasília, contou com a presença de Jair Bolsonaro e do presidente estadual do PL, Alfredo Nascimento.

Pacotão de obras

O governador do Amazonas, Wilson Lima, lança pacote de obras para o exercício 2022, que vai aquecer o mercado da construção civil, com a perspectiva de gerar cerca de 28 mil empregos diretos e indiretos. O investimento é de mais de R$ 1,1 bilhão, em 187 obras para execução na capital e nos 61 municípios interior.

O pacote inclui obras do novo Programa Social e Ambiental de Manaus e Interior (Prosamin+), reforma e construção de hospitais, reforma de delegacias, implantação de sistema de iluminação em LED, recuperação de estradas, sistema viário e saneamento básico.

Câncer de pele

O prefeito de Manaus, David Almeida, foi submetido neste domingo (13), a uma cirurgia na região do nariz, após ser diagnosticado com carcinoma basocelular, tipo mais comum de câncer de pele, que em 75% dos casos, tem alcance de cura definitiva.

O procedimento foi bem-sucedido e realizado pelo dermatologista Dr. Carlos Chirano, em Manaus.

O prefeito passa bem e ficará despachando em home office por sete dias, conforme orientação médica.

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

Receba a coluna no seu WhatsApp: 92 98422-0558

Redação: 92 99189-4271

Editor-chefe: 92 99109-1099

Deixe um comentário