You are currently viewing Opinião | Anitta declara apoio a Lula e diz: ‘ex-presidiário também é gente’

Opinião | Anitta declara apoio a Lula e diz: ‘ex-presidiário também é gente’

Opinião | Anitta declara apoio a Lula e diz: ‘ex-presidiário também é gente’

Funkeira pede que petista legalize as drogas

Bolsonaro critica cantora por fazer apologia à maconha

Delegado Pablo alfineta: ‘Anitta Rousseff da Silva’

Juíza quer proibir bandeira do Brasil em propaganda eleitoral

Deputado Fausto Jr. classifica como absurda a restrição: “Ninguém vai me proibir de usar a bandeira do Brasil!”

Ricardo Nicolau reafirma candidatura ao Governo do Amazonas

‘Não vamos fazer conchavos políticos e nem abrir mão das nossas convicções de mudança’

Presidente Roberto Cidade faz balanço das atividades do primeiro semestre da Aleam

Clima quente: Alessandra Campelo chama Joana Darc de mentirosa

“Alguém já viu o cururu de tanga? É só mexer com a ZFM… Aí eu viro bicho!”, diz Arthur Virgílio

TCE suspende pregão da Secretaria de Saúde de Coari

Anitta lulista

A cantora Anitta declarou nesta semana que apoiará Lula na eleição presidencial deste ano. A cantora rompeu uma posição de indecisão para prestar apoio à candidatura do petista.

Anúncios

“Para fazer ele bombar aqui na Internet e nas redes sociais é só me pedir que estando ao meu alcance e não sendo contra lei eleitoral eu farei”, disse.

“Não sou petista e nunca fui. Mas este ano estou com Lula”, escreveu a cantora.

Estopim

O estopim para a cantora mudar de ideia foi o caso de Foz do Iguaçu — onde um militante petista que comemorava seu aniversário foi morto por um agente penal eleitor de Bolsonaro.

“Se não houvesse uma morte envolvida neste caso do apoiador de Lula que foi atacado por um bolsonarista eu diria que a burrice dessas pessoas chega a ser engraçada”, disse em outro tweet.

“Mas não. É apavorante”, concluiu.

‘Golaço’

A mensagem de Anitta declarando voto em Lula foi comemorada por dirigentes petistas como um gol de Copa do Mundo.

Uma das mais entusiasmadas foi a ex-senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB), pré-candidata a deputada federal que fez uma série de stories nas suas redes sociais comemorando as declarações da funkeira.

Ex-presidiário

Depois de declarar seu voto, a cantora ainda argumentou que um ex-presidiário pode se regenerar na cadeia e se reinserir na sociedade.

Para a artista, ex-detentos também são “gente”, e que ela luta para que o Brasil conceda novas “oportunidades” de reinseri-los “na sociedade”.

Legalização das drogas

Anitta confessou, também, ser a favor da legalização da maconha. A “confissão” foi feita durante uma live promovida ontem entre ela e o rapper Filipe Rett.

“Acho que proibir as drogas não faz com que as pessoas parem de usar. Em vez de estarem colaborando com essa guerra na favela — que só mata o pobre, gente que não tem nada a ver com isso, e só deixa rico esse povo que não paga imposto e que lava dinheiro — tinha que virar empresa, gerar emprego. Sou a favor de virar tudo empresa legalizada.”

Alô, Lula

Ela ainda fez um apelo para que o petista fomentasse o apoio à legalização da maconha.

“Será que o Lula apoia isso, gente? Apoia essa legalização aí para nós”, pediu a cantora.

Degradação

Os desejos de Anitta são apenas um exemplo do que boa parte da dita classe artística de esquerda sonha para o Brasil: transformar o País num prostíbulo com drogas liberadas, total degradação da família e bandidos e ex-presidiários no comando do país.

Ou seja, tudo aquilo que a maioria dos cidadãos comuns tentam combater, parte dos famosos militantes de esquerda querem fomentar.

Críticas

E as recentes falas de Anitta não passaram despercebidas do presidente Jair Bolsonaro (PL).

O mandatário da nação ironizou a declaração da cantora sobre as drogas e reconheceu que Anitta tem influência sobre jovens, mas fez críticas a ela e ao petista.

“Eu vi a Anitta cobrando o Lula: ‘Estou te dando o maior apoião, libera a maconha aí, Lula’. É o limite dela, né”, disse Bolsonaro.

Bolsonaristas

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) também se posicionaram contra a legalização das drogas e criticaram a cantora.

O deputado federal Delegado Pablo (União Brasil), classificou a funkeira de louca e de maneira irônica, chegou a comprar a Anitta com Dilma Rousseff.

“Anitta Rousseff da Silva, pede apoio a Lula para a legalização das drogas no Brasil”, escreveu o parlamentar nas redes sociais.

Bandeira do Brasil

A juíza gaúcha Ana Lúcia Todeschini Martinez proibiu a utilização da bandeira do Brasil durante as eleições.

Ela disse entender que a bandeira do Brasil será considerada uma propaganda eleitoral a partir do início oficial da campanha, em 16 de agosto.

Na visão da juíza, o símbolo nacional tornou-se marca de “um lado da política” no país. Ela não cita o presidente Jair Bolsonaro.

Absurdo

O deputado Fausto Santos Jr. (União Brasil) classificou como absurdo o caso.

“Ninguém vai me proibir de usar a bandeira do Brasil! Pelo contrário, agora vou comprar uma maior. Vamos dobrar a meta!”, disse o parlamentar, reiterando que os símbolos nacionais exaltam os valores positivos de uma nação.

Fausto ainda frisou que os quatro símbolos oficiais do Brasil: a Bandeira Nacional, o Hino Nacional, o Brasão Nacional e o Selo Nacional, estão descritos na Constituição Federal, lembrando do Art. 10 da Lei nº 5.700 de 1971 – “A Bandeira Nacional pode ser usada em todas as manifestações do sentimento patriótico dos brasileiros, de caráter oficial ou particular.”

Data definida

O Solidariedade informou que a convenção que confirmará o nome do deputado estadual Ricardo Nicolau como candidato a governador do Amazonas da sigla será realizada no dia 30 de julho.

Nicolau não só confirmou a candidatura como fez questão de afirmar que sua caminhada é independente e que representa uma mudança para o Amazonas.

“Não vamos fazer conchavos políticos e nem abrir mão das nossas convicções de mudança, renovação e de novas formas de governar”, disse.

Encontro com Braga

Anteontem ouve um encontro de Ricardo Nicolau com Eduardo Braga, onde foi tratado sobre a possibilidade de uma aliança entre eles, com Nicolau como vice.

Segundo informações de bastidores, Nicolau declinou e na sequência distribuiu nota à imprensa confirmando sua candidatura ao Governo do Amazonas.

Apesar de que para muitos a marcação da data do evento pode ser entendida como o fim a um rumor constante de que o parlamentar desistiria da disputa para apoiar a candidatura do senador Eduardo Braga (MDB), para outros ele é classificado como uma manobra para valorizar o passe.

Até o dia 05 de agosto, prazo limite para definição das chapas, muito boi pode voar.

Balanço positivo

A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) entra de recesso nesta sexta-feira (15) e as sessões plenárias ficaram suspensas até o dia 2 de agosto.

Ontem (14), o presidente da Casa, deputado Roberto Cidade (União Brasil) prestou contas das atividades parlamentares do primeiro semestre da Casa.

Entre os destaques, segundo o presidente, estão as aprovações da LDO 2023; do Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos servidores da Sefaz; do Serviço Extra de Gratificação para Bombeiros e Policiais Militares; dos reajustes salariais para servidores da Saúde e para os peritos criminais, legistas e odontolegistas da Polícia Civil.

Clima quente

Por falar em Assembleia, a última sessão antes do recesso foi marcada por um clima quente por conta da votação do Projeto de Lei 77, que aumenta o número de vagas nos concursos públicos do Estado.

Inicialmente, a líder do governo, Joana Darc (União Brasil) havia afirmado que tinha articulado com os demais deputados a retirada da matéria da votação, mas quis mudar o discurso quando percebeu que haviam manifestantes na galeria do plenário.

Mentirosa

Darc foi, inclusive, chamada de mentirosa pela também deputada Alessandra Campêlo (PSC), que é sua amiga no parlamento.

“Mentirosa! Eu não vou falar isso na tribuna, mas tu tá mentindo. Você disse na reunião que ia tirar”, disse.

A fala de Campêlo, mesmo em particular, foi flagrada por câmeras que estavam dentro do plenário e o vídeo acabou viralizando nas redes sociais.

Cururu de tanga

Em entrevista a uma rádio local, o ex-prefeito de Manaus e pré-candidato ao Senado, Arthur Virgílio Neto (PSDB), afirmou que assim como fez no passado, se eleito, defenderá com unhas e dentes a manutenção dos incentivos à Zona Franca de Manaus.

O tucano chegou a falar que qualquer arranhão contra a ZFM se tornará em uma guerra contra o presidente.

“Independente do presidente, qualquer um vai ver o cururu de tanga como os outros viram”, disse ao se referir à defesa do modelo que pretende fazer no Congresso Nacional.

Pregão suspenso

O conselheiro do Tribunal de Contas do Amazonas (TCE-AM), Fabian Barbosa, suspendeu um processo licitatório no município de Coari.

A licitação tinha por objetivo registro de preços para contratação de empresa especializada em serviços de consulta médica pela Secretaria Municipal de Saúde.

O processo publicado no portal da transparência de Coari avisou sobre a abertura do Pregão Presencial 39 de 2022. No entanto, as informações do edital não foram disponibilizadas na íntegra, em desacordo com a Lei de Acesso à Informação.

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

Receba a coluna no seu WhatsApp: 92 98422-0558

Redação: 92 99189-4271

Editor-chefe: 92 99109-1099

Deixe um comentário