Opinião | “Cenário nacional segue com polarização de Bolsonaro e Lula”, afirma pesquisador Afrânio Soares

Opinião | “Cenário nacional segue com polarização de Bolsonaro e Lula”, afirma pesquisador Afrânio Soares

Opinião | “Cenário nacional segue com polarização de Bolsonaro e Lula”, afirma pesquisador Afrânio Soares

“No Amazonas, segundo turno deve ter Amazonino Mendes”, afirma professor Afrânio

Arthur, Menezes e Omar são os mais fortes na disputa para o Senado

Pesquisador aponta renovação de três das oito cadeiras para deputado federal

Adail Filho, Fausto Jr e Amom podem surpreender

Renovação na Assembleia Legislativa será acima de 40%

Polarização firme e forte

Em entrevista exclusiva ao Direto ao Ponto, o pesquisador e proprietário da Action Pesquisas, professor Afrânio Soares, falou sobre o cenário político nacional e local e fez diversas projeções acerca da próxima eleição.

Anúncios

Uma delas é que a polarização entre Jair Bolsonaro (sem partido) e Lula (PT) não deve arrefecer até o próximo pleito e o atual presidente e o ex-presidente dividirão a preferência da maioria dos eleitores do País.

“Não sei se o eleitor vai permitir uma terceira via”, afirma.

‘Tudo pode acontecer’

Indagado sobre as atuais pesquisas que apontam o petista bem à frente de Bolsonaro, Soares diz que muita coisa ainda pode acontecer até outubro de 2022 e afirma que os números são apenas especulações da realidade.

“Ainda não dá para afirmar quem tem mais chances de ganhar. Em minha opinião, tudo pode acontecer. A popularidade do presidente pode ser restabelecida”, avalia.

Cadeira cativa

Sobre o cenário local, o pesquisador acredita que o ex-governador Amazonino Mendes (sem partido) tem boas chances de estar no segundo turno, com a segunda vaga bem disputada entre o governador Wilson Lima (PSC) e o senador Eduardo Braga.

“O Amazonino tem votos para ir para o segundo turno. Tem 25% na capital, além dos votos no interior, então penso que pode chegar aos 32% e se garante. Se o Wilson melhorar a sua performance na capital e trabalhar com a máquina no interior tem chances de ir para o segundo turno”, destacou.

Afrânio destacou, ainda, que a capital representará 59% dos votos válidos e que o interior poderá ser o fiel da balança, diferente do que foi em 2018.

Disputa acirrada

Na análise para o Senado da República, o proprietário da Action Pesquisas, vislumbra que e Arthur Neto (PSDB), Coronel Menezes (Patriota) e Omar Aziz (PSD) disputarão voto a voto a vaga do Amazonas. Segundo Afrânio, tem muita gente menosprezando a força eleitoral do ex-prefeito de Manaus, que em sua avaliação, vai crescer durante a campanha.

“Quem pensa que o Arthur não cresce em eleição está enganado. Em todas as eleições ele cresceu. O Arthur nunca foi um candidato que entra para perder”, afirmou.

O pesquisador prevê, também, uma polarização nesse pleito com Omar representando a esquerda e Menezes a direita.

Câmara federal

Das oito vagas de deputado federal que o Amazonas tem, na avaliação de Afrânio Soares, pelo menos três mudarão de dono.

Ele acredita que Zé Ricardo (PT) e Marcelo Ramos (PL) estão praticamente garantidos, além de Capitão Alberto Neto (Republicanos), se acertar na escolha do partido. Outros nomes que correm por fora com boas chances pela força no interior e tradição são de Átila Lins (PP) e Silas Câmara (Republicanos).

O pesquisador destacou três novos nomes para observar e que já aparecem bem em algumas pesquisas: O ex-prefeito de Coari, Adail Filho (PP), o deputado estadual Fausto Jr (MDB) e o vereador de Manaus, Amom Mandel (sem partido).

Além da ex-senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB), que em sua análise tem boas chances de retornar ao Congresso Nacional.

Surpresas

“O Adail Filho é um player que tem base no interior e recursos, o Fausto Jr. vem como candidato oficial do MDB, vem com leque de apoiadores forte no interior e cresceu com a sua participação na CPI da Covid no Senado, e o Amom tem chamado atenção fazendo oposição e tem atuação forte nas redes sociais”, destaca.

Renovação de 40%

Já para a Assembleia Legislativa (Aleam), a perspectiva é pela renovação de 40%, ou seja, entre nove e dez cadeiras.

Dos 24 deputados, três não vão disputar a reeleição: Ricardo Nicolau (sem partido) é candidato ao Governo do Amazonas e Fausto Jr. (MDB) e Saullo Vianna (PTB) são candidatos a deputado federal.

 

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

Rebeca a coluna no seu WhatsApp: 92 98422-0558

Redação: 92 99189-4271

Editor-chefe: 92 99109-1099

Deixe um comentário