Opinião | Bolsonaro se filia ao PL após dois anos sem partido

Opinião | Bolsonaro se filia ao PL após dois anos sem partido

Opinião | Bolsonaro se filia ao PL após dois anos sem partido

Em discurso, presidente exalta a importância da liberdade

Flávio Bolsonaro sobe o tom nas críticas a Moro

Políticos do Amazonas participam do evento em Brasília

Alfredo Nascimento e David estreitam laços para 2022

Renato Júnior e Sabá Reis são os curingas do prefeito para compor chapa majoritária de governo

Marcelo Ramos sinaliza saída do Partido Liberal

Governador e prefeito de Manaus firmam convênios de R$ 30 milhões para reforma de 29 feiras de Manaus

Wilson critica Amazonino e Eduardo Braga: ‘Enquanto eles acordavam 11h da manhã no passado, as 6h já estamos trabalhando.”

David critica Amazonino e Eduardo Braga: “Perseguiram e tiraram R$ 1 bilhão de Manaus”

Nova casa

Sem partido desde que deixou o antigo PSL, em novembro de 2019, o presidente Jair Bolsonaro enfim tem uma nova casa.

Anúncios

O casamento com o Partido Liberal, que há alguns dias teve contornos de separação antes mesmo do matrimônio, foi selado ontem (30), em Brasília.

Em seu discurso, o presidente da República ressaltou que a escolha não foi fácil, que foi cortejado por outras siglas e falou mais de uma vez sobre a importância do que chamou de bem maior, que é a liberdade.

Pouca polarização

Bolsonaro também falou pouco sobre a esquerda, algo comum em seus discursos. Citou apenas que sua eleição tirou o País das mãos dos esquerdistas e resgatou o patriotismo da população.

Em nenhum momento, por exemplo, o presidente tocou no nome de Lula (PT), seu principal adversário nas eleições de 2022.

Moro é o alvo

Seguindo os passos do pai, o senador Flávio Bolsonaro (RJ) também assinou a ficha de filiação no PL e ao tomar a palavra, fez críticas ao ex-juiz Sergio Moro, que será candidato a presidente da República pelo Podemos.

O parlamentar chamou o ex-magistrado de traidor e de interferir na Polícia Federal.

“A política pode até perdoar traição, mas não o traidor”, disse.

Amazonenses na plateia

A solenidade de filiação de Bolsonaro ao PL contou com a presença de vários políticos amazonenses, entre eles o prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), o ex-superintendente da Suframa, Coronel Menezes, o deputado federal Capitão Alberto Neto (Republicanos), os secretários municipais Renato Júnior e Sabá Reis – que é filiado ao PL – e o presidente do diretório estadual do Partido Liberal no Amazonas, Alfredo Nascimento.

Vai ter que sair

Alfredo Nascimento, inclusive, afirmou em entrevista que o vice-presidente da Câmara Federal, deputado federal Marcelo Ramos, terá que deixar o PL, já que é opositor de Jair Bolsonaro.

“Ele vai ter que sair, já que não concorda com a filiação do presidente”, disse.

After

No Twitter, Ramos disse que em respeito ao partido, só irá se manifestar sobre a filiação de Bolsonaro e sua decisão de ficar ou não na sigla nesta quarta-feira (1º).

A tendência natural é que o deputado federal deixe o Partido Liberal e ingresse ou no PSB, onde foi candidato a governador do Amazonas em 2014, ou no PSD, do seu aliado Omar Aziz.

Afinados

Articulada pelo secretário municipal de Limpeza Pública, Sabá Reis, a relação entre David Almeida e Alfredo Nascimento tem se intensificado nos últimos meses e há, inclusive, uma articulação política em curso com vistas nas eleições do ano que vem.

Nos bastidores, comenta-se que Alfredo Nascimento pôs o PL à disposição de David para articular alianças para disputas majoritárias em 2022 com Sabá Reis como principal nome para composição de chapa majoritária.

Bola da vez

A tendência é que Sabá seja a bola da vez de David na hora compor as chapas para o próximo pleito. Por ora, o que se desenha é que o secretário de Limpeza seja vice de Wilson Lima (PSC).

Nesse caso, David, Wilson, Menezes e Bolsonaro estariam no mesmo palanque.

Parceria

Dando continuidade à parceria entre Governo do Amazonas e Prefeitura de Manaus — que vai culminar em investimentos na ordem de R$ 580 milhões à capital — nesta quarta-feira (1), Wilson e David assinaram convênios de R$ 30 milhões para a reforma de 29 feiras e mercados municipais da cidade.

Uma curiosidade que chamou atenção é que Wilson e David já trabalharam na feira ajudando os pais que foram permissionários durante muito tempo em Manaus.

Indireta I

Durante a cerimônia que começou às 6h da manhã, na Feira da Compensa, o governador Wilson Lima criticou os ex-governadores Amazonino Mendes e Eduardo Braga.

‘Enquanto eles acordavam 11h da manhã no passado, às 6h já estamos trabalhando.”, afirmou Wilson, reiterando que hoje em dia o Amazonas tem governador e prefeito que acordam cedo e que estão nas ruas trabalhando e ouvindo as pessoas.

Indireta II

Em seu discurso, David também dirigiu palavras duras para os ex-governadores Amazonino Mendes e Eduardo Braga.

O prefeito foi direto ao ponto e afirmou que no passado os dois ex-governadores perderam no voto em Manaus e tiraram receitas da Capital que hoje já estão na ordem de R$ 1 bilhão.

“A verdade tem que ser dita. O governador Wilson Lima está devolvendo esse recurso para Manaus. Até ano que vem, já serão devolvidos R$ 580 milhões.”, afirmou David, reiterando que Manaus foi punida pelos governadores antecessores.

Dobradinha

As ações em parceria entre Governo do Amazonas e prefeitura de Manaus estão se intensificando.

Tanto Wilson, quanto David têm afirmado que em quase duas décadas os poderes não atuavam juntos e em harmonia para melhorar a qualidade de vida da população. E que hoje isso é uma realidade.

Vale ressaltar que o governo federal também tem sido um importante parceiro para o Amazonas. Anteontem (29), David saiu de um encontro com Bolsonaro com a garantia de investimentos federais na ordem de R$ 1,154 bilhão para Manaus.

Já dizia o ditado: “Quando um não quer, dois não brigam.” Ou melhor, três.

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

Receba a coluna no seu WhatsApp: 92 98422-0558

Redação: 92 99189-4271

Editor-chefe: 92 99109-1099

Deixe um comentário