You are currently viewing Opinião | O relógio hollywoodiano que une Eduardo Braga a Brad Pitt

Opinião | O relógio hollywoodiano que une Eduardo Braga a Brad Pitt

Opinião | O relógio hollywoodiano que une Eduardo Braga a Brad Pitt

Senador é flagrado com joia que custa mais de R$ 1,2 milhão

Braga está no top 5 dos senadores mais ricos do Brasil com patrimônio declarado de R$ 31,6 milhões

Redes sociais reagem com zoações e indignações

Wilson e David se unem para fomentar uso de gás natural

Tadeu de Souza ganha força para ser o indicado a vice

Amazonino retorna ao Amazonas em março em busca de um partido

PT estuda lançar João Pedro candidato a governador

Privilégio de poucos

O senador Eduardo Braga não é só noticia pelos seus feitos políticos, denúncias de corrupção e agressões.

Anúncios

Braga — que no meio popular carinhosamente e pejorativamente é chamado de Cadeirudo, por semelhanças com o personagem global da novela ” A Indomada” — tomou voos internacionais após a divulgação pela imprensa da utilização de acessórios milionários, usados pelo ator hollywoodiano, Brad Pitt.

Assim como o artista, o parlamentar pelo Amazonas é um dos poucos privilegiados no mundo a ter um modelo Aquanaut, da marca suíça Patek Philippe.

A joia, usada pelo político e pelo galã hollywoodiano, custa US$ 245.729 (aproximadamente duzentos e quarenta e cinco mil dólares), ou seja, mais de R$ 1,2 milhão em moeda brasileira.

Quem pagou

Brad Pitt ganhou o Patek Philippe de presente, em 2014, da sua então esposa Angelina Jolie.

Já Eduardo Braga a gente não tem certeza se foi ele que comprou ou se alguém deu de presente — mas é possível imaginar de onde saiu o dinheiro.

Flagra

O “flagra” do relógio milionário foi feito pelo próprio Braga, no dia 10 de dezembro do ano passado, quando o senador fez uma publicação nas redes sociais parabenizando o município de Uarini por seus 40 anos de fundação.

Na publicação, ele aparece abraçando um rapaz e o relógio pode ser visto nitidamente.

Ontem (21), a Revista Cenarium produziu uma matéria repercutindo o fato, inicialmente divulgado pelo jornalista Ronaldo Tiradentes, e obviamente as redes sociais reagiram.

O Direto ao Ponto entrou em contato com a assessoria de imprensa do Senador para que o mesmo se posicionasse sobre o assunto que movimentou as redes sociais e o meio político do estado, mas não teve retorno até o fechamento da coluna.

Zoação e indignação

As reações dos internautas foram de zoações a indignações.

Uns brincaram, dizendo que o relógio é falso, e outros tantos se chatearam ao afirmar que quem paga esses privilégios é a população.

“Comprou na 25 de março, galeria pagé”, escreveu um internauta.

“E a conta de luz dos manauaras subindo igual a um foguete”, afirmou outro.

Internautas também cobraram a apresentação da nota fiscal do relógio pelo senador.

Vida nababesca

Eduardo Braga, que é natural do Pará e se tornou político no Amazonas, construiu fortuna em solo amazonense.

Ele está no top 5 dos senadores mais ricos do Brasil. Em 2018, declarou à Justiça Eleitoral um patrimônio de R$ 31,6 milhões.

Na vida política, antes de se tornar senador, Braga foi vereador e prefeito de Manaus, deputado estadual e federal, governador do Amazonas e ministro das Minas e Energia na gestão de Dilma Rousseff (PT) e de Michel Temer (MDB) na Presidência da República.

Gás natural

O governador do Amazonas, Wilson Lima, e o prefeito de Manaus, David Almeida, assinaram, ontem (21), o primeiro protocolo de intenções para estabelecer parceria no segmento de gás natural (GN).

A intenção é expandir o mercado local de gás natural e ampliar o acesso aos benefícios do combustível, que é mais econômico, seguro e gera menos poluição.

O protocolo foi firmado por meio da Companhia de Gás do Amazonas (Cigás) e tem vigência de um ano.

Economia de energia

Assim como já acontece com o Hospital Delphina Aziz — que utiliza gás natural para substituir parte da energia elétrica e já registrou economia de 35% na conta de luz — a maternidade municipal Moura Tapajóz deve passar a ser abastecida com o gás natural.

Transporte coletivo

Entre as estratégias contidas na parceria está também a realização de estudos de viabilidade com o objetivo de utilização do gás natural, fornecido pela Cigás, para abastecimento de embarcações regionais e da frota de veículos do poder público municipal.

Além do ganho econômico para os usuários, de 40% a 50% em relação aos demais combustíveis líquidos, a utilização do gás natural veicular (GNV) contribui para a melhoria da qualidade do ar.

Bola da vez

Por falar em parceria entre Wilson e David, conforme o Direto ao Ponto publicou na semana passada, o nome do secretário da Casa Civil do município, Tadeu de Souza, tem ganhado força nos bastidores para ser o indicado do prefeito para compor como vice da chapa majoritária que a Prefeitura irá apoiar nas eleições de outubro.

Ao que tudo indica, David fará palanque para a reeleição de Wilson Lima e o atual secretário e ex-procurador-geral do Estado pode ser o nome do prefeito para compor a chapa majoritária.

Inicialmente, o secretário de Limpeza Pública, Sabá Reis, era o mais cotado. Tempo depois a secretária de Saúde, Shádia Fraxe, figurou como possibilidade e agora Tadeu é o mais comentado nos bastidores.

De volta

O ex-governador Amazonino Mendes, atualmente residindo em São Paulo (SP), anunciou que retornará de vez para a capital amazonense no início de março, para acelerar o processo eleitoral.

No final de semana, em tom de despedida da terra paulista, o pré-candidato ao Governo do Amazonas postou foto nas redes sociais curtindo as praias do Guarujá, no litoral de São Paulo.

Definição partidária

A primeira missão de Amazonino na volta a Manaus será a definição de seu partido político.

Ele deixou a presidência do Podemos para apostar na filiação ao União Brasil – oriundo da fusão entre DEM e PSL – no entanto, tem sofrido resistência e não conseguiu emplacar seu nome na sigla recém-criada.

Em recente entrevista, ele afirmou que em relação a filiação partidária ele tem o ‘plano A, B, C, D e E.’

Candidato da esquerda

Falando em eleição para o Governo do Amazonas, o Partido dos Trabalhadores (PT) tem conversado sobre a possibilidade de lançar o ex-senador João Pedro como candidato a governador do Amazonas pela sigla.

Grupos internos do partido, liderados pelo deputado federal José Ricardo e pelo próprio João Pedro, apoiam a ideia. Já o grupo do deputado estadual Sinésio Campos está reticente.

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

Receba a coluna no seu WhatsApp: 92 98422-0558

Redação: 92 99189-4271

Editor-chefe: 92 99109-1099

Deixe um comentário