Opinião | Detran-AM avançou 10 anos em dois, afirma diretor-presidente

Opinião | Detran-AM avançou 10 anos em dois, afirma diretor-presidente

Opinião | Detran-AM avançou 10 anos em dois, afirma diretor-presidente

“Serviços que demoravam um mês, agora são feitos em horas”, diz Rodrigo de Sá

Interior é uma das prioridades da atual gestão

Concurso público de Detran será o primeiro na história do Amazonas

Parceria entre o órgão e o IMMU irá beneficiar serviços para a população

Avanço significativo

Em entrevista exclusiva ao Direto ao Ponto, o diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), Rodrigo de Sá, fez um balanço de sua gestão, falou sobre as ações que estão sendo implementadas e afirmou categoricamente que o órgão avançou 10 anos em dois do ponto de vista da modernização e atendimento à população.

Anúncios

“Estruturalmente, o Detran era uma instituição esquecida, não se tinha organização administrativa, não se tinha um controle dos atos, não se tinha as estruturas funcionando adequadamente. Nós mudamos toda a rotina administrativa, procedimentos internos, criamos procedimentos de controle e melhoramos a estrutura, sobretudo do ponto de vista tecnológico”, afirmou.

Segundo Sá, os pilares da atual gestão são: tecnologia, interiorização e organização administrativa da instituição.

Tecnologia

Num mundo quase que inteiramente conectado, investir em tecnologia passou a ser algo obrigatório. Ciente disso, o Detran tem avançado constantemente nesta pauta.

Rodrigo conta que estão em desenvolvimento protocolos para eliminar o uso de papel nos documentos e também o atendimento via celular.

“Estamos no processo de estabelecer o atendimento via celular, com biometria facial e com uploads sem necessidade vir à sede. Na sede a gente não pega mais em papel físico, por exemplo”, destacou.

Rapidez

Um dos exemplos do novo momento que Detran vive é a rapidez nos atendimentos. Como a documentação dos veículos passou a ser digitalizada, não é preciso mais esperar o envio de malotes para a sede do departamento para só então dar prosseguimento no processo.

“Em muitos casos as pessoas vinham do interior à Manaus para serem atendidas. Em outros casos iam até os postos nos municípios, mas toda documentação tinha que vir para Manaus e com prazo grande para ela receber a documentação de volta, às vezes até meses, dois ou três meses, dependendo da distância.
Nós evoluímos tecnologicamente e aí os documentos de veículos passaram a ser digitais. Procedimentos que demoravam meses, hoje em dia demoram minutos”, relatou.

Interiorização

Como o Amazonas é um estado de dimensões continentais, o órgão tem ciência de que é preciso expandir os atendimentos para além da capital.

Por isso, a expectativa é que até o final da atual gestão, que se encerra em dezembro de 2022, sejam inaugurados cinco sedes do Detran nos municípios de Humaitá, Parintins, Tefé, Tabatinga e Eirunepé.

“Humaitá, por exemplo, é um município extremamente estratégico para o Estado, no Sul do Amazonas e faz fronteira com Rondônia. Muitas vezes os veículos são registrados em Porto Velho e toda a arrecadação de veículos que circulam lá vai para Rondônia. Com esse polo faremos justiça tributária” destacou.

Concurso público

Rodrigo de Sá revelou, ainda, que por orientação do governador Wilson Lima (PSC), o órgão fará concurso público para dotar o Detran de melhor material humano e consequentemente aprimorar o atendimento à população.

Esse, inclusive, será o primeiro concurso realizado pelo Detran em toda a história da instituição.

“O Detran nunca fez um concurso público. Nunca houve seleção para um corpo estatutário, efetivo, como manda a natureza jurídica da instituição que é uma autarquia. Hoje é preciso fazer uma oxigenação na instituição. Os editais saem ainda esse ano e queremos nomear os aprovados até o ano que vem”, vislumbrou.

Parceria com IMMU

O diretor-presidente da autarquia explicou que há um tripé no quesito segurança de trânsito: prevenção com educação para o transito; fiscalização, que é a parte repressiva, e engenharia de trafego. Nessas ações há uma parceria entre Detran e Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU).

Ele revelou, inclusive, que os órgãos estão prestes a assinar um convênio para troca de experiências.

 

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

Rebeca a coluna no seu WhatsApp: 92 98422-0558

Redação: 92 99189-4271

Editor-chefe: 92 99109-1099

Deixe um comentário