Você está visualizando atualmente Opinião | Coronel Menezes é expulso do PL

Opinião | Coronel Menezes é expulso do PL

Opinião | Coronel Menezes é expulso do PL

Ele foi penalizado por infringir o estatuto do partido

Decisão teve o aval de Bolsonaro e Valdemar Costa Neto

Direita e cúpula do PL chegam a conclusão que Menezes mais atrapalha que soma

Conselheiro do TCE-AM critica construção de lixão da Marquise que vai poluir todo o Rio Tarumã-Açu

Amazonas conquista o melhor conceito no ranking de qualidade da informação contábil e fiscal

Câmara de vereadores arquiva pedido de impeachment contra David Almeida

Deputado Roberto Cidade tem quatro projetos de lei aprovados no mesmo dia

Lei do Dr. George Lins que garante meia-entrada aos profissionais de saúde é promulgada pela Aleam

Águas de Manaus tem até sexta-feira (25) para começar a cumprir redução da tarifa de esgoto

Expulso do PL

Existe um ditado antigo que remédio para doido é um doido e meio. 

Depois de criticar, xingar e fazer ilações com o intuito de prejudicar e difamar o presidente do PL Amazonas, Alfredo Nascimento e PL Manaus, Capitão Alberto Neto, Coronel Menezes foi expulso do Partido Liberal (PL).

O militar foi enquadrado em processo ético-disciplinar no partido, após o presidente nacional do partido, Valdemar Costa Neto, determinar que a executiva municipal de Manaus apurasse a conduta de Menezes.

Deu ruim

Ao que parece, Menezes ainda se achava blindado por Bolsonaro, que segundo informações de bastidores, após saber da confusão que o ex-superintendente da Suframa tem feito no partido no Amazonas, lavou as mãos sobre o assunto.

Instância superior

Em suas redes sociais Menezes classificou a decisão do conselho de ética do partido como esdrúxula, absurda e descontextualizada.

E afirmou que vai buscar as instâncias superiores do partido para reverter sua expulsão. Em outras palavras, vai tentar apelar pela intervenção de Bolsonaro. 

Menezes só esquece que tudo já foi feito com o aval da executiva nacional, Valdemar da Costa Neto e Bolsonaro, que já entenderam que ele mais atrapalha a direita do que soma no processo eleitoral.

Derrotas e desunião 

O fato é que Menezes é o maior responsável pelas derrotas de Bolsonaro em 2020 na eleição para a prefeitura de Manaus e para o Senado ano passado. 

Em 2020, Menezes dividiu toda a direita em Manaus, e com a sua inabilidade política e arrogância pulverizou os votos bolsonaristas na capital do Amazonas.

Em 2022, foi candidato ao Senado mesmo sabendo que existiam nomes mais fortes e com votos no interior capazes de derrotar o senador Omar Aziz, mas não abriu mão por vaidade e sede de poder e levou uma peia em um dos maiores algozes do ex-presidente Bolsonaro e aliado do presidente Lula. 

Cavalo Paraguaio 

Menezes já foi testado e reprovado duas vezes nas urnas com o apoio de Bolsonaro, o maior cabo eleitoral do país.

Politica é pragmática, errar uma vez é humano, duas pode até ser compreensível, ter vezes já é uma grande burrice.

A grande maioria da direita no Amazonas, assim como as cúpulas nacional e estadual do PL já entendeu o recado.

Pelo visto Menezes ainda não… Se não abrir o olho seu caminho será o mesmo que o de Chico Preto em 2020, com uma candidatura isolada, sem apoio, sem tempo de tv e fundo partidário e com uma votação pífia.

Que fase.

Poluição do Tarumã-Açu

O Conselheiro do TCE-AM, Josué Neto, criticou em suas redes sociais a construção de um aterro sanitário em uma Área de Proteção Permanente (APP) localizada na BR-174. 

O obra da empresa de lixo Marquise vem sendo questionada por políticos do estado por conta das irregularidades e do poder de destruição ambiental que ela pode causar no Rio Tarumã-Açu.

“Lixeira”

“Essa foto é de uma nova “LIXEIRA” que vai poluir todo o Rio Tarumã-Açu. Ou seja, toda a polêmica em torno dos flutuantes no Tarumã-Açu é 100 vezes menos poluente do que uma lixeira no mesmo Rio Tarumã-Açu. O planeta pede socorro com as mudanças climáticas e o poder público abre exceção para a poluição do segundo rio mais importante de Manaus.”, disse Josué Neto. 

Ranking

O Amazonas está entre os estados com maior transparência fiscal do país. O estado acaba de receber da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), órgão ligado ao Ministério da Fazenda, o melhor conceito estabelecido pelo Ranking de Qualidade da Informação Contábil e Fiscal, um dos principais indicadores de gestão e transparência das finanças públicas no país.

Segundo o secretário de Estado da Fazenda, Alex del Giglio, “essa conquista reflete o esforço de toda a equipe e o cumprimento da determinação do governador Wilson Lima, de aprimorar os processos de gestão, para que tenhamos maior segurança financeira para avançar no desenvolvimento do estado”, disse ele. 

Arquivamento

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) arquivou, nesta quarta-feira (23), um pedido de impeachment contra o prefeito David Almeida. 

O pedido foi protocolado na semana passada, mas foi rejeitado pela falta de pressupostos legais.

Segundo a assessoria jurídica da casa legislativa, faltaram elementos básicos para a admissão do pedido. 

Entre eles, o endereço do denunciante e as provas anexadas.

Recorde

O deputado estadual Roberto Cidade (União Brasil), presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), teve quatro Projetos de Lei (PLs) aprovados durante a sessão plenária realizada nesta quarta-feira (23). Um recorde no parlamento.

Ele é autor de propostas que abrangem diversas áreas, com foco especial em saúde, educação, empreendedorismo e geração de emprego e renda.

“Selo Produto Amazonense”

Entre os projetos está a criação do “Selo Produto Amazonense”, destinado a atestar a origem e incentivar o consumo de produtos hortifrutigranjeiros produzidos no Estado do Amazonas.

Meia-entrada

A Aleam promulgou, nesta quarta-feira (23), a Lei nº 6.389/2023, de autoria do deputado estadual Dr. George Lins (União Brasil), que garante aos profissionais da saúde o direito à meia-entrada em eventos artísticos, culturais, cinematográficos e desportivos realizados no estado do Amazonas.

De acordo com a Lei, o benefício da meia-entrada aplica-se tanto aos profissionais do sistema público de saúde quanto do privado, incluindo os aposentados.

Prazo

A Concessionária Águas de Manaus tem até esta sexta-feira (25), para começar a cumprir a redução da tarifa de esgoto na capital.

O Termo de Ajuste de Gestão (TAG) foi firmado durante os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), em junho deste ano.

O TAG garantiu o desconto de 25% na taxa de esgoto aos usuários já existentes. Também foi estabelecida a tarifa zero para os consumidores que não possuem nenhuma etapa do serviço de esgotamento.

A empresa teria o prazo de 60 dias para colocar a medida em prática.

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

Receba a coluna no seu WhatsApp: 92 98422-0558

Redação: 92 99189-4271

Editor-chefe: 92 99109-1099

Deixe um comentário