Você está visualizando atualmente Opinião | Pesquisa IPEN: David e Cidade crescem; Amom e Alberto Neto caem

Opinião | Pesquisa IPEN: David e Cidade crescem; Amom e Alberto Neto caem

Opinião | Pesquisa IPEN: David e Cidade crescem; Amom e Alberto Neto caem

Roberto Cidade ultrapassa Capitão Alberto Neto e diminui a distância de Amom

Prefeitura de Manaus participa da operação ‘Chapa Quente’ com a fiscalização de embarcações para Parintins

Zona Franca de Manaus e Reforma Tributária: Bancada Federal do Amazonas Apresenta Demandas Cruciais

MPE-AM recomenda ações preventivas contra a seca em município no interior do Amazonas

Julgamento sobre posse de droga será retomado amanhã pelo STF

Pantanal em chamas: MS decreta emergência após queimadas explodirem

Pesquisa IPEN

O Instituto de Pesquisa do Norte (IPEN) divulgou na manhã desta segunda-feira (24), sua terceira pesquisa sobre as eleições de 2024 em Manaus. 

A pesquisa do IPEN aponta crescimento do prefeito David Almeida e do presidente da Aleam, Roberto Cidade (União Brasil).

O deputado Amom Mandel (Cidadania) e Capitão Alberto Neto caíram nas intenções de voto.

Estimulada

No cenário estimulado, David Almeida lidera com 35,9% das intenções de voto, 12% a frente do segundo colocado Amom Mandel que segue em queda com 23,8%.

Roberto Cidade aparece na terceira colocação com 9,3%, ultrapassando Alberto Neto, que aparece em quarto lugar com 6,1%.

Marcelo Ramos (PT) aparece com 5,2%, Maria do Carmo Seffair (Novo) 3,3%, Wilker Barreto (Mobiliza) com 1,3% e Gilberto Vasconcelos (PSTU) com 0,5%. 

5,4% não souberam ou não responderam, enquanto 9,2% afirmaram votar em branco.

Espontâneo

No cenário espontâneo, onde os entrevistados indicam seus candidatos sem qualquer sugestão do entrevistador, o nome de David Almeida foi lembrado por 15,6% da população. 

Já Amom Mandel foi citado por 7,7%. 

Roberto Cidade recebeu menção de 3,5% e Capitão Alberto Neto foi lembrado por 2,2% dos entrevistados. 

Marcelo Ramos, Maria do Carmo Seffair e Gilberto Vasconcelos foram citados, mas cada um com 1% ou menos das intenções de voto.

Além disso, 4,7% dos eleitores afirmaram que não votariam em nenhum dos candidatos mencionados.

Indecisos

A pesquisa ainda revela que 63,1% dos eleitores de Manaus não têm um candidato definido para a prefeitura. 

Isso significa que, a cada 10 eleitores, seis ainda estão indecisos.

A pesquisa

Foram ouvidos 1000 eleitores durante o período de 10 a 19 de junho de 2024 com margem de erro de 3,09%. 

A pesquisa foi registrada no TSE sob o número AM-08938/2024.

Chapa Quente

A participação da Prefeitura de Manaus na operação ‘Chapa Quente’, com a fiscalização de embarcações para Parintins, é uma medida crucial para garantir a segurança e a ordem durante o evento. 

É essencial que as autoridades mantenham um controle rigoroso para evitar problemas como superlotação e irregularidades que possam comprometer a integridade dos passageiros e o bom andamento das festividades. A colaboração entre órgãos públicos e a comunidade é fundamental para assegurar que todos possam desfrutar do festival com tranquilidade e segurança.

Zona Franca

A bancada federal amazonense deve apresentar nesta terça-feira (25) as demandas da Zona Franca de Manaus (ZFM) e do governo do Amazonas aos deputados do grupo de trabalho da regulamentação da primeira parte da reforma tributária. 

Recomendação

O Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) emitiu recomendações à prefeitura de Benjamin Constant visando a adoção de medidas preventivas que possam mitigar possíveis danos da estiagem à população do município.

Seca

Para este ano, a expectativa é de que a vazante dos rios no estado será mais severa que a histórica ocorrida em 2023.

Entre as recomendações propostas pelo MPE-AM estão a convocação do gabinete de gestão institucional para discutir a ativação precoce do plano de contingência para a estiagem deste ano.

Foi solicitado também o levantamento dos preços de itens essenciais junto aos comerciantes locais, visando evitar práticas abusivas durante uma futura crise.

Descriminalização das drogas

O Supremo Tribunal Federal (STF) retoma, nesta terça-feira (25), o julgamento da descriminalização do porte de maconha para consumo próprio. 

A análise foi interrompida na quinta-feira (20), após o voto do ministro Dias Toffoli. Em seu voto, Toffoli argumentou que a lei vigente, que criminaliza o porte de drogas, deve ser seguida, mas afirmou que não deve haver sanções penais para o usuário. 

Portanto, continuariam valendo as medidas socioeducativas estabelecidas. Até agora, há cinco votos favoráveis à descriminalização, três contra e um novo entendimento. 

Dois ministros ainda vão votar.

Aumento das queimadas

O estado de Mato Grosso do Sul, que abriga quase 70% do Pantanal brasileiro, declarou situação de emergência por 180 dias nos municípios afetados por incêndios florestais. 

Durante esse período, estão autorizadas ações focadas na reabilitação e reconstrução das áreas atingidas, coordenadas pela Defesa Civil do Mato Grosso do Sul. 

Essas ações poderão ser mobilizadas pelos órgãos estaduais envolvidos no enfrentamento do desastre.

Crise

O Pantanal enfrenta uma grave crise ambiental com os incêndios florestais de 2024, sendo 96% pior do que o recorde de queimadas de 2020, segundo Gustavo Figueiroa, biólogo do SOS Pantanal.

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaoponto.am

TikTok: @diretoaoponto.am

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

Receba a coluna no seu WhatsApp: 92 98422-0558

Redação: 92 98566-4150

Editor-chefe: 92 99109-1099

Deixe um comentário