You are currently viewing Opinião | Sabá Reis se filia ao Avante, que pode ter candidato próprio ao Governo

Opinião | Sabá Reis se filia ao Avante, que pode ter candidato próprio ao Governo

Opinião | Sabá Reis se filia ao Avante, que pode ter candidato próprio ao Governo

Secretário de Limpeza tem protagonismo de quem terá papel fundamental nas eleições

David Almeida e cúpula da Prefeitura prestigiam evento

Prefeito diz que recebeu convites e ficou tentado, mas não disputará o pleito deste ano

O vice-prefeito, Marcos Rotta, é ausência na solenidade

Com slogan: ‘A força do Amazonas’, Arthur lança pré-candidatura ao Senado

Ex-prefeito manda recado a Omar Aziz: ‘Vou tomar a cadeira do Senado e botar pra correr quem tá roubando o Amazonas’

Reitora da Fametro, Maria do Carmo Seffair, se filia ao PSDB e pode ser curinga de Arthur

Família Pinheiro articula ida para o Republicanos

Adail Filho mira Brasília e Dra. Mayara a reeleição de deputada estadual

Wilson cresce e diminui contra Amazonino, aponta pesquisa

Campanha pega fogo

A sete dias do fim da janela partidária, a campanha eleitoral começa a pegar fogo no Amazonas.

Anúncios

os discursos inflamados, as ameaças e articulações para definições de chapas majoritárias começam a ganhar corpo com praticamente todos os principais players posicionados em seus respectivos partidos — com exceção de Amazonino Mendes.

Ontem (24) a filiação de Sabá Reis ao Avante e o lançamento da pré-candidatura de Arthur Virgílio Neto ao Senado, mostram para onde caminha a eleição deste ano no Amazonas, que promete ser uma das mais disputadas e hostis da história.

Filiação com pompa

O secretário municipal de Limpeza Pública, Sabá Reis, se filiou ao Avante em uma megafesta realizada no Olímpico Clube, que reuniu o prefeito de Manaus, David Almeida, e quase toda a cúpula da Prefeitura.

Com o local abarrotado de apoiadores, Sabá foi recebido com pompa de quem chega ao partido para ser protagonista, e certamente terá papel estratégico na eleição de outubro.

Há alguns meses ele tem sido cotado para ser o vice na chapa de reeleição do governador Wilson Lima (União Brasil), de quem o prefeito de Manaus se tornou aliado.

Fidelidade

Por falar em candidatura ao Governo, em seu discurso, David Almeida afirmou abertamente que foi convidado e chegou a ficar tentado a disputar a eleição de governador.

O prefeito destacou, no entanto, que não se seduziu porque tem um compromisso firmado com a cidade de Manaus e à lá Dom Pedro, garantiu aos manauaras que fica.

“Vocês não sabem como eu fui tentado a deixar a Prefeitura. É difícil para um político olhar uma pesquisa, duas, três, cinco, eu vi mais de 10 pesquisas, que colocavam meu nome como ganhador da eleição para o Governo do Estado. Mas não me seduzi. Meu amor e meu compromisso com a cidade de Manaus me fizerem dizer assim como Dom Pedro: diga ao povo que fico”, afirmou.

Profecia

Ciente da decisão do prefeito, Sabá Reis exaltou as qualidades do mandatário da cidade e sua boa gestão à frente do Executivo municipal, mas fez questão de afirmar que o Amazonas saberá esperar a hora para ter David como governador.

“O povo desse Estado saberá te esperar porque tu vais ser governador dessa terra e eu quero estar perto para ver a realização desse sonho”, disse olhando nos olhos do prefeito.

Candidatura própria

Mesmo afirmando com veemência que não deixa a Prefeitura, David — que é presidente do Avante — disse que o partido pode ter candidato a governador.

“Não duvidem de que nós temos coragem, não desafiem o Avante, nós temos coragem sim, de até lançar um candidato a governador que não seja eu”, declarou o prefeito.

Jogo

Dentro do jogo político é comum a busca de espaço, protagonismo na disputa eleitoral e muitas vezes acordos são refeitos e desfeitos.

Após o evento, o Direto ao Ponto conversou com interlocutores tanto da Prefeitura quanto do Governo e a afirmação é de que eles devem caminhar juntos na eleição.

Sabá, inclusive, é o nome de preferência para vice.

Ausência

Entre as lideranças ligadas ao Avante e ao prefeito David Almeida, a única ausência sentida foi a do vice-prefeito e secretário de Infraestrutura, Marcos Rotta.

Ele não prestigiou o evento e indagado pelo Direto ao Ponto o motivo, ele respondeu de forma simples e direta: “Trabalhando”, escreveu acompanhado de um ícone de legal e um trator.

Força do Amazonas

Com o slogan “A força do Amazonas’, o ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), lançou ontem (24) sua pré-candidatura ao Senado Federal.

O evento reuniu lideranças políticas locais e nacionais, como o ex-ministro e ex-senador da Bahia, Antônio Imbassahy, o ex-deputado federal Arthur Virgílio Bisneto, a ex-deputada federal Conceição Sampaio, o deputado estadual Wilker Barreto (Cidadania) e os vereadores de Manaus, Rosivaldo Cordovil e Raulzinho, ambos do PSDB.

O presidente estadual do Cidadania – partido que fará federação com o PSDB – Elcy Barroso Jr, também esteve na solenidade.

Recado a Omar

Arthur subiu mais uma vez o tom e mandou um recado para o senador Omar Aziz ao afirmar que vai “tomar a cadeira de quem está roubando” e outro para Coronel Alfredo Menezes, adversários na disputa.

“Corra porque eu vou tomar a cadeira do Senado e botar pra correr quem está roubando o Amazonas. Tem gente que nasceu para roubar que é apoiado pelo presidente A, outros que nasceram pra não fazer nada que são apoiados pelo presidente B. Eu nasci para lutar”, afirmou sob aplausos dos presentes.

História

Com o discurso eloquente de sempre, Arthur Virgílio ressaltou sua história política, que em maio deste ano completa 44 anos, e destacou que quer recuperar a credibilidade do Amazonas no cenário nacional.

“Eu sou candidato de uma só entidade. Sou candidato do povo do Amazonas que não aguenta mais tanto desrespeito”, disse.

Cutucada futebolística

O ex-prefeito de Manaus aproveitou para dar uma cutucada no senador Plínio Valério (PSDB), que tem tentando articular junto ao diretório nacional sua candidatura ao Governo do Amazonas, mesmo sem a anuência de Arthur.

“Eu desejo ao senador felicidade. Como ele é vascaíno, eu desejo que o Vasco passe para primeira divisão”, ironizou.

De saída

Por falar em Plínio, corre nos bastidores da política local a informação que o parlamentar teve conversas com lideranças do Podemos e pode mesmo deixar o PSDB e migrar para a sigla de Sergio Moro para disputar o Governo do Amazonas.

Time fortalecido

Durante o lançamento da pré-candidatura de Arthur, a reitora da Faculdade Metropolitana de Manaus (Fametro), Maria do Carmo Seffair, se filiou ao PSDB.

Seffair afirmou que sempre foi uma tucana à distância e decidiu se filiar ao partido porque o PSDB é uma sigla comprometida com o desenvolvimento do Brasil. Ela destacou, ainda, que Arthur Neto é o principal expoente político do Amazonas.

“Eu sempre votei no Arthur porque nunca na história do Amazonas tivemos um senador tão atuante que nos fez conhecido como ele”, ressaltou.

Coringa tucana

Atuante nas redes sociais, sobretudo no Twitter, Seffair vem se articulando dede o ano passado para a disputa eleitoral.

Nos bastidores, já comenta-se que ela pode ser uma espécie de coringa de Arthur, podendo ser primeira suplente no Senado, vice numa possível chapa de governador e até mesmo candidata a deputada federal.

Articulação

A família Pinheiro está de saída do Progressistas (PP) e deve ingressar no Republicanos.

Na última terça-feira (22), o ex-prefeito de Coari, Adail Filho, esteve em Brasília onde encontrou com o presidente nacional do Republicanos, o deputado federal Marcos Pereira (SP), que inclusive, convidou o político coariense para ser secretário-geral da sigla no Amazonas.

Adailzinho almeja uma cadeira na Câmara Federal e sua irmã, a deputada estadual Dra. Mayara Pinheiro, busca a reeleição.

Silas escanteado

A informação confirma o que o Direto ao Ponto publicou na semana passada de que o Republicanos no Amazonas não será mais comandado pelo deputado federal Silas Câmara.

O líder da Igreja Assembleia de Deus até deve continuar no partido, mas sem o poder de determinar os rumos políticos da sigla, que deve ser coordenado por pessoas ligadas à Igreja Universal.

Amazonino vs Wilson

Faltando sete meses para as eleições deste ano, o ex-governador Amazonino Mendes (sem partido) e o governador Wilson Lima (União Brasil) devem se enfrentar no segundo turno do pleito. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira, 25, pelo Instituto Pontual e recebeu o registro nº AM-07769/22.

De acordo com os dados da pesquisa, Amazonino Mendes lidera com 30,5% das intenções de votos. Já Wilson Lima, foi lembrado por 20,9% do eleitorado.

A terceira colocação é ocupada por Eduardo Braga (MDB), que recebeu 16,1% das intenções de votos.

Em quarta posição vem Ricardo Nicolau (Solidariedade) com 5,3% das intenções de votos e na sequência vem Carol Braz (PDT) com 3,6% das intenções de votos e Henrique Oliveira (Pros) com 3,2%.

Votos em branco ou nulo somam 13,1% e os indecisos são 7,3%.

Dados da Pesquisa

A pesquisa foi realizada entre 10 e 23 de março, “in loco”, utilizando a técnica “Face-to-Face”, em Manaus, Itacoatiara, Manacapuru, Parintins, Coari, Tefé, Maués, Iranduba, Tabatinga e Manicoré.

Foram entrevistados um total de 2.240 eleitores, sendo 1.240 na capital e 1.000 no interior do Estado.

O estudo tem margem de erro de 2,07% para mais ou para menos, com intervalo de confiança de 95%.

 

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

Receba a coluna no seu WhatsApp: 92 98422-0558

Redação: 92 99189-4271

Editor-chefe: 92 99109-1099

Deixe um comentário