Não tem pra ninguém

Não tem pra ninguém

Amazonino é Amazonino e o boi não lambe! Em apenas 12 minutos de reunião com praças e sargentos da Policia Militar do Amazonas, o governador desarticulou os indicativos de greve, detonou policiais militares com mandato eletivo, cooptou as lideranças revoltosas para seu lado e saiu ovacionado sob gritos de “Negão! Negão!”

Mesmerize

O governador chegou à reunião com os praças da PM, na sede da associação, na avenida Torquato Tapajós, um pouco antes do horário marcado: 15h. E já foi para o palco (é uma casa de shows).

Ao lado dos líderes que até ontem queriam vê-lo pelas costas, Amazonino anunciou a Progressão de todos os soldados – dentro do que prevê a lei – e ainda aumentou: “vai ter data-base pra todo mundo a partir de 4 de abril”.

Espetadinha

Aplaudido até quase o teto cair, Amazonino aproveitou o discurso para dar uma cutucada em seus adversários na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), os deputados Platiny Soares e Cabo Maciel, ambos da Polícia Militar.

“Vocês foram enganados”, disse ele. “Aqueles que eram seus líderes, só queriam se eleger!”.

Inábil

A performance de Amazonino só deixou clara a inabilidade do secretário Bosco Saraiva, da Segurança Pública, em conduzir a primeira crise de seu secretariado.

Mais greve chegando

Os professores do Amazonas devem entrar em greve na próxima semana. Ontem cerca de 1.000 professores paralisaram as avenidas Codajás no Petrópolis, Constantino Nery, Max Teixeira na Cidade Nova, Brasil na Compensa e ruas do Centro. Hoje a categoria promete mais uma manifestação no Centro Manaus.

Entre as reivindicações estão reajustes salariais, retorno do plano de saúde e vale alimentação.

Sinteam

Ainda na tarde de ontem o governador Amazonino Mendes se reuniu com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Amazonas (Sinteam), que apresentou a pauta de reivindicação da categoria e saiu com uma contraproposta do governo.

Caso não seja aceita pela categoria, Amazonino irá passar por mais uma prova de fogo na próxima semana.

Sem votação

A Assembleia Legislativa frustrou as expectativas dos servidores da Universidade Estadual do Amazonas (UEA).

Não houve votação do projeto que iria garantir o tíquete-alimentação para os servidores da universidade e sequer uma explicação para a falta de quórum no plenário.

Um candidato de 10 segundos

Acostumado a brilhar na TV durante quase duas horas por dia, o radialista Wilson Lima foi lançando ontem como pré-candidato a Governador pelo PSC.

O candidato do sistema A Crítica se não coligar com um partido médio, terá apenas 10 segundos para dizer porquê quer ser governador.

Veja o tempo de cada partido:

PT – 53,2 segundos

PMDB – 52,3 segundos

PSDB – 44,2 segundos

PP – 31,1 segundos

PSD – 29,4 segundos

PSB – 27,8 segundos

PR – 27,8 segundos

PTB – 19,6 segundos

PRB – 17,1 segundos

DEM – 17,1 segundos

PMB – 15,5 segundos*

PDT – 14,7 segundos

SDD – 11,4 segundos

PSC – 10,6 segundos

PPS – 7,3 segundos

PROS – 6,5 segundos

PCdoB – 6,5 segundos

PV – 4 segundos

PSOL – 4 segundos

Rede – 4 segundos

PHS – 4 segundos

PTN – 3,2 segundos

PEN – 1,6 segundos

PSDC – 1,6 segundos

PMN – 0,8 segundos

PTC – 0,8 segundos

PTdoB – 0,8 segundos

PSL – 0,8 segundos

PRTB – 0,8 segundos

O PSC é dominado pela igreja e teve recentemente como candidato à presidência da república o pastor Everaldo.

Marielle Franco

Milhares de manifestantes foram às ruas por todo o Brasil para protestar contra o assassinato da vereadora carioca Marielle Franco (PSOL) e pedir justiça, investigação rápida e punição dos culpados, além de criticar a violência em todo país.

Ato em Manaus

“Marielle, presente!”. Discurso e palavras de ordem marcaram o ato que reuniu cerca de 250 pessoas no Largo São Sebastião, no Centro de Manaus, na tarde da quinta-feira (15) em homenagem à vereadora assassinada. Entre os presentes estavam a Senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB) e o ex-vereador pelo PT, Waldemir José.

Mulheres na política

Hoje, o Supremo estabeleceu que pelo menos 30% dos recursos do Fundo Partidário usados por cada partido para financiar candidatos devem ser voltados às campanhas de mulheres.

O percentual de 30% de dinheiro foi estabelecido em comparação com a proporção mínima do número de candidaturas de mulheres por partido exigida por lei, que também é de 30%.

 

Este post tem um comentário

  1. Temos que trabalhar na formação dos cidadãos deste da infância com seriedade , na questão Política Pública e responsabilidade de cada ser humano.

Deixe um comentário