Você está visualizando atualmente Opinião | Bolsonaro reúne 750 mil pessoas na paulista e dá largada rumo às eleições

Opinião | Bolsonaro reúne 750 mil pessoas na paulista e dá largada rumo às eleições

Opinião | Bolsonaro reúne 750 mil pessoas na paulista e dá largada rumo às eleições

Ex-presidente fala em pacificação do país e pede que parlamentares aprovem anistia para manifestantes de 8 de janeiro

Bolsonaro dá prova de força e chegará “turbinado” para eleger prefeitos e vereadores

Capitão Alberto Neto, pré-candidato a prefeitura de Manaus, lidera caravana bolsonarista do Amazonas

“Vamos realizar uma motociata histórica em Manaus em breve, com Bolsonaro.”, afirma Alberto Neto

Manifestação pró-Bolsonaro aumenta tensão entre esquerda e direita e pode impactar eleições

David Almeida tem agenda com chefão do PL, Valdemar Costa Neto

Verde e amarelo

Numa extraordinária demonstração de resiliência e determinação, 750 mil brasileiros de verde e amarelo foram à Avenida Paulista, em São Paulo, sem se deixarem intimidar pela multiplicidade de desafios apresentados por forças da esquerda e pela grande mídia lulista.

Melar a manifestação

Para começar, os petistas tentaram entrar no Ministério Público para barrar a manifestação, mas não obtiveram sucesso. Em seguida, a esquerda utilizou sua máquina de fake news para espalhar que as pessoas que fossem à manifestação poderiam ser presas, mas a estratégia não funcionou. A grande mídia também divulgou ao longo do dia que a previsão para o domingo na Paulista seria de chuvas intensas, mas isso não foi confirmado por São Pedro.

Perseguição

Um jornalista estrangeiro que veio cobrir o evento chegou a ser detido e interrogado por quatro horas pela Polícia Federal de Alexandre de Moraes (PF). A ação foi vista como uma tentativa de censura. Também houve relatos e vídeos que circularam pelas redes sociais sugerindo um número incomum de postos de controle da Polícia Rodoviária Federal nas entradas de São Paulo, aparentemente parando muitos ônibus com caravanas de participantes em direção à manifestação.

Coincidência?

Bolsonaro

Em seu discurso, o ex-presidente Jair Bolsonaro defendeu a pacificação do país e propôs um projeto de anistia para os presos das manifestações de 8 de janeiro de 2023. Ele também rebateu as acusações de que teria planejado um golpe de Estado, feitas durante a operação Tempus Veritatis, autorizada pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Bolsonaro expressou gratidão pela presença dos manifestantes na Avenida Paulista, destacando que a imagem do evento terá repercussão internacional.

Anistia

Particularmente, considero muito justo esse pedido de anistia. Em 1979, já houve anistia para pessoas que cometeram crimes como assaltos a banco, sequestros, atentados a tiros, lançamento de bombas, agressões e detenções. Todos foram anistiados em prol da conciliação nacional.

Talvez o dia 25 de fevereiro seja lembrado por esse pedido de anistia como um meio de promover a reconciliação nacional.

Esperança

O apelo de Bolsonaro acendeu uma luz de esperança. A mensagem transmitida pela direita ficou clara: estão vivos, unidos e são fortes. E não abrirão mão da liberdade, do respeito e da justiça, especialmente no que diz respeito à Constituição brasileira.

Políticos

O ato reuniu deputados estaduais, deputados federais, senadores e governadores aliados do ex-presidente, inclusive do Amazonas.

Estiveram presentes o deputado federal e pré-candidato à prefeitura de Manaus, Capitão Alberto Neto, os deputados estaduais Delegado Péricles e Débora Menezes, o ex-senador Arthur Neto e o ex-superintendente da Suframa, Coronel Menezes.

Motociata

Capitão Alberto Neto foi o único bolsonarista da caravana do Amazonas que teve acesso ao trio e esteve ao lado de Bolsonaro na manifestação.

Em suas redes sociais, ele registrou vídeos e fotos e anunciou que em breve, Bolsonaro estará em Manaus.

“A manifestação foi gigante, a direita está mais unida do que nunca, e vamos realizar uma motociata histórica em Manaus em breve, com Bolsonaro”, disse o deputado.

Popularidade

A deputada Débora Menezes usou a ironia para comentar a manifestação.

“O curioso caso do presidente que perdeu as eleições, mas continua muito mais popular do que aquele que ‘ganhou'”, indagou a bolsonarista em suas redes sociais.

Eleições

A manifestação de apoio ao ex-presidente Jair Bolsonaro elevou a tensão entre a esquerda e a direita no Brasil e poderá gerar reflexos nas eleições municipais de outubro.

O ato pró-Bolsonaro será um divisor de águas no momento político e contou com amplo apoio, apesar das ameaças do sistema, que busca intimidar a população.

O ex-presidente mostrou que a popularidade não está abalada e chegará turbinada às próximas eleições municipais para eleger aliados que tenham compromisso com ele e com a direita em 2026.

Pé do ouvido

O portal Real Time 1 publicou que o prefeito de Manaus, David Almeida, tem agenda amanhã (27) com Valdemar Costa Neto, presidente nacional do PL, em São Paulo.

O encontro, que contará com a presença do presidente do PL Amazonas, Alfredo Nascimento, poderá ser decisivo para a definição do PL na disputa eleitoral.

O prefeito de Manaus, David Almeida, candidato à reeleição, vai ou não para o PL?

A resposta para essa pergunta pode mudar totalmente o tabuleiro político do Amazonas.

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaoponto.am

TikTok: @diretoaoponto.am

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

Receba a coluna no seu WhatsApp: 92 98422-0558

Redação: 92 99189-4271

Editor-chefe: 92 99109-1099

Deixe um comentário