Opinião | Ricardo Nicolau se filia no Solidariedade para concorrer ao Governo do Amazonas

Opinião | Ricardo Nicolau se filia no Solidariedade para concorrer ao Governo do Amazonas

Opinião | Ricardo Nicolau se filia no Solidariedade para concorrer ao Governo do Amazonas

Eduardo Braga quer Nicolau como vice

Hissa Abrahão cutuca Ricardo e afirma que deve ser candidato ao Governo do Amazonas

Hiram Nicolau e Bosco Saraiva fortalecem partido para disputa na Aleam

Wilson critica postura de Braga na CPI: “está visando as eleições”

Omar tenta colocar nome de Fausto Jr entre os indiciados, mas senadores recusam

Nicolau de casa nova

O deputado estadual Ricardo Nicolau, que já lançou sua pré-candidatura ao Governo do Amazonas nas eleições de 2022, se filou ontem (26), ao partido Solidariedade.

Anúncios

A assinatura da ficha de ingresso na legenda foi feita em Brasília e contou com a presença do presidente regional da sigla, deputado federal Bosco Saraiva, e do presidente nacional, o também deputado federal Paulinho da Força (SP).

Além de Ricardo, o irmão dele, o ex-vereador de Manaus, Hiram Nicolau, também ingressou na agremiação.

Chapéu no PDT

A filiação de Nicolau surpreendeu muita gente, já que ele se aproximou do PDT nos últimos meses, inclusive, tendo se reunido em Manaus com o mandatário do partido, Carlos Lupi.

A estratégia, ao que parece, foi ingressar em uma sigla que não tenha candidato a presidente da República e, com isso, fugir da polarização que tomará conta da disputa no próximo pleito.

Mesmo que o Solidariedade apoie um presidenciável, o fato de não ter um candidato majoritário dará mais liberdade para os postulantes regionais.

Relação de confiança

A decisão de Ricardo também tem um aspecto de confiança.

Na eleição municipal do ano passado, vale lembrar, o Solidariedade foi o primeiro partido a declarar apoio a ele.

Além disso, com Bosco Saraiva, o candidato certamente terá mais autonomia para fazer articulações do que com Hissa Abrahão, que preside o PDT no estado.

Cutucada

Em contato com o Direto ao Ponto, Hissa afirmou que encarou com naturalidade a filiação de Ricardo Nicolau no Solidariedade e desejou sucesso ao deputado sem, claro, deixar de dar uma cutucada.

“Desejamos sorte a ele, mas prefiro Ciro Gomes a Paulinho da Força. Nosso candidato nunca foi condenado a nada nem pela justiça comum nem pelo STF”, disse.

Candidatura

Com exclusividade, Hissa revelou que a direção do partido se reúne no próximo dia 3 de novembro e que a sigla terá candidato ao Governo do Amazonas.

Seu nome, inclusive, é um dos avaliados.

Hissa Abrahão já foi vereador de Manaus, vice-prefeito e deputado federal. Também já foi candidato a governador e senador.

Vice de Braga

Por mais que Ricardo Nicolau negue com veemência, fontes do Direto ao Ponto confirmam que existem pessoas próximas tentando articular uma aproximação dele com o senador Eduardo Braga (MDB).

Na composição, o novo filiado do Solidariedade seria vice na chapa encabeçada pelo senador emedebista.

Mesmo que Ricardo negue essa possibilidade, é sempre bom lembrar que em política boi voa, e não seria surpreendente ele recuar para compor em uma nova chapa mais competitiva.

Até porque o cenário de 2022 é bem diferente do ano passado, quando Ricardo teve um grande arco de aliança na disputa para a prefeitura de Manaus, com tempo de TV e fundo partidário.

Força na Aleam

Com a decisão de Bosco Saraiva de ser candidato a deputado estadual em 2022 e a filiação de Hiram Nicolau, o Solidariedade terá um “time” forte para a disputa por cadeiras na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

Como ambos têm bons potenciais de votos, é possível que a sigla eleja os dois e, quem sabe, até um terceiro nome. Isso vai depender da composição da chapa.

Politicagem

Eduardo Braga tanto pressionou que conseguiu inserir o nome do governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), na lista de indiciados no relatório final da CPI da Covid no Senado.

O parlamentar ameaçou votar contra o relatório e até travar a votação e o relator, Renan Calheiros (MDB-AL), acabou cedendo.

Em coletiva de imprensa, Willson tachou de “politicagem” a postura de Braga.

“É mais uma prova de que o trabalho incomoda. A gente sabe das intenções do senador, o objetivo dele é me atacar, é arrancar manchetes nacionais, visando as eleições 2022. Não tem outra explicação para que isso efetivamente aconteça”, disse.

Não deu

Por falar em CPI, o presidente do colegiado, Omar Aziz (PSD), tentou colocar o nome do deputado estadual Fausto Jr. (MDB) na lista dos indiciados numa clara retaliação ao depoimento feito pelo parlamentar que, publicamente, bateu de frente com o senador.

O pedido, no entanto, foi rechaçado pela cúpula da CPI, por falta de fundamentos e cabimentos.

O relatório final da CPI da Covid pediu o indiciamento de 81 pessoas.

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

Receba a coluna no seu WhatsApp: 92 98422-0558

Redação: 92 99189-4271

Editor-chefe: 92 99109-1099

Deixe um comentário