Você está visualizando atualmente Opinião | Wilson Lima lança pré-candidatura a reeleição

Opinião | Wilson Lima lança pré-candidatura a reeleição

Opinião | Wilson Lima lança pré-candidatura a reeleição

‘Somos o maior partido do Amazonas’, diz sobre o União Brasil

Governador recebe apoio de 48 prefeitos do interior

Roberto Cidade deixa o PV para acompanhar Wilson no UB

Em evento do União Brasil, Pauderney enaltece David Almeida

Adail Filho define palanque e vai de Wilson Lima

Eduardo Braga acusa golpe, alfineta ex-aliados e manda indireta para Wilson

Arthur peita Dória: ‘Não mexa com a Zona Franca de Manaus’

Zé Ricardo elogia performance de Pabllo Vittar no Lollapalooza

A quatro dias do fim da janela partidária, Amazonino segue com futuro indefinido

Play na reeleição

O governador Wilson Lima (União Brasil) lançou sua pré-candidatura à reeleição ao Governo do Amazonas em uma grande festa que reuniu milhares de pessoas no último sábado (26), na quadra da Escola de Samba Aparecida, em Manaus.

Diversas lideranças políticas do Estado estiveram presentes no evento. Vereadores da capital e do interior, secretários, deputados e prefeitos foram ao local demonstrar apoio ao mandatário do Estado.

Dos 62 prefeitos do Amazonas, 48 deles, inclusive, já anunciaram que também se filiarão ao União Brasil, que já se configura como o maior partido do Estado.

Grandeza

E essa grandeza do União Brasil foi exaltada por Wilson Lima durante seu discurso no evento de sábado.

Visivelmente entusiasmado com a multidão presente no local, o governador demonstrou que está confiante em sua reeleição, ao afirmar que o povo está com ele.

“Esse é um partido que foi formado para unir o Brasil, para unir o Amazonas, para melhorar a vida de quem mora nesse estado. O povo do Amazonas está comigo”, disse.

Alfinetada

O governador aproveitou a oportunidade para alfinetar seus adversários políticos, a quem chamou de “velhos caciques”, e afirmou que eles se uniram para minar sua gestão.

“Se uniram para me atacar e inviabilizar o nosso governo, mas nenhum deles enfrentou a maior pandemia e cheia de todos os tempos. Nunca imaginei que a velha política ia me atacar nos momentos mais difíceis. Eles não aceitam que alguém do povo seja governador do Amazonas, mas acabou o tempo dos velhos caciques”, afirmou.

No caminho do líder

Quem também decidiu seguir Wilson no União Brasil foi o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Roberto Cidade.

Desta forma ele deixa a presidência estadual do Partido Verde, que assumiu em outubro do ano passado.
“Entrei para o União Brasil porque acredito no projeto. Acredito no governador Wilson Lima. Acredito que o Amazonas tem muito para crescer. E, para crescer, precisa da união de uma pessoa jovem, de fibra, competente e guerreiro, como é o nosso governador, com os deputados da Assembleia Legislativa que trabalham pelo bem do Amazonas. Vamos nos unir”, afirmou.

Time fortalecido

O ex-prefeito de Coari, Adail Filho, foi outra liderança política do Estado que decidiu abraçar a reeleição do atual governador.

Ele prestigiou o evento do União Brasil e já informou para pessoas próximas que subirá no palanque de Wilson Lima. Ele e a irmã, a deputada estadual Dra. Mayara – que também esteve no evento – disputarão o pleito deste ano pelo Republicanos.

O ex-comandante de Coari pleiteia uma cadeira na Câmara Federal. Já a médica quer sua reeleição na Aleam.

Keitton no UB

O atual prefeito de Coari e primo de Adail e Mayara, Keitton Pinheiro, inclusive, se filiou ao União Brasil no megaevento de sábado.

Aliança confirmada

Presidente estadual do União Brasil, o ex-secretário de Educação de município, Pauderney Avelino, além de dar as boas-vindas a Wilson, fez questão de ressaltar a aliança do prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), com o atual governador.

“Ele está com a gente e tenho certeza que vai continuar com a gente pelo bem do Amazonas”, disse ao tecer elogios ao chefe do Executivo Municipal por sua gestão, que segundo pesquisas, tem a aprovação de 80% da população de Manaus.

Acusou o golpe

Toda essa articulação em torno do nome de Wilson Lima deixou o senador Eduardo Braga (MDB) chateado. Além de estar despencando nas pesquisas de intenções de votos, ele tem visto antigos aliados “pularem fora do barco” e se aproximarem de Wilson.

Foi grande o número de ex-filiados ao MDB e aliados que foram prestigiar o atual governador no evento do último sábado. Diversos prefeitos do interior que estavam “acertados” com Braga, estiveram na solenidade do final de semana.

“Obrigado a todos os prefeitos amazonenses, que não tem preço, mas tem valor, e seguem conosco sonhando em resgatar o AM, recuperar o emprego do povo, retomar o desenvolvimento e construir um estado mais justo para todos. Experiência não é “velharia”. É responsabilidade e firmeza”, escreveu o senador no Twitter.

Até tu

Um dos “patrimônios históricos” do MDB no Amazonas, a contadora Geralda Vitorino, conhecida como Geraldinha — que está filiada na sigla desde a época do ex-governador Gilberto Mestrinho — não só esteve na festa do União Brasil como vestiu a camisa do novo partido de Wilson Lima.

O registro circulou em grupos de Whatsapp no final de semana. Na foto, ela aparece ao lado de Adail Filho e Mayara Pinheiro.

Recado dado

Surpreendido com a notícia de que o governo paulista cancelou, na última sexta-feira (25), os créditos de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) para os produtos produzidos na Zona Franca de Manaus (ZFM), o ex-prefeito e ex-senador Arthur Virgílio Neto divulgou um vídeo em suas redes sociais, no sábado (26), enquadrando o governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

“Meu recado ao governador João Doria, cuja amizade privo há muitos anos, é direto, simples e claro: peço que São Paulo recue. Se não recuar, tenho apenas duas atitudes a tomar: ir à Justiça, assim como fiz contra o injusto decreto presidencial, claramente inconstitucional, e declarar o governo paulista inimigo do Amazonas e do modelo econômico que sustenta os empregos dos amazonenses e mantém a maior parte da floresta amazônica brasileira em pé”, disse Virgílio.

Entenda o caso

Os créditos de ICMS estão previstos em lei e garantem competitividade à Zona Franca de Manaus. Na prática, com a medida, as empresas paulistas que compram os produtos produzidos pelo Polo Industrial de Manaus (PIM) não terão mais o abatimento do ICMS. Ou seja, os produtos do Amazonas se tornam mais caros e, logicamente, menos competitivos.

Elogios a Pabllo Vittar

O deputado federal José Ricardo (PT-AM) elogiou em publicação nas redes sociais, a apresentação da cantora drag queen Pabllo Vittar no Lollapalooza.

A artista exaltou a imagem do ex-presidente Lula ao erguer uma bandeira que levava seu rosto.
“Dessa vez a Pabllo foi longe demais. E fomos com ela”, escreveu o parlamentar”, no Twitter.

TSE veta

Após a repercussão do fato, o Partido Liberal (PL) ingressou na Justiça contra a atitude de Pabllo Vittar ao afirmar que configurou-se em propaganda eleitoral antecipada.

Ontem (27), o ministro Raul Araújo, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), classificou como propaganda eleitoral a manifestação da cantora no Lollapalooza e determinou multa de R$ 50 mil para a organização do festival se houver outras.

Destino indefinido

A quatro dias para o fim da janela partidária, o ex-governador Amazonino Mendes ainda não definiu seu futuro.

O experiente político se articulou com o União Brasil, mas perdeu a sigla para Wilson Lima e desde então busca um abrigo. Recebeu convite do PSDB, mas viu uma briga interna o afastar do ninho tucano.

Nos bastidores, comenta-se que ele tenta tirar o PP da órbita do atual governador, mas o curto tempo que tem para isso joga contra. Desta forma, as alternativas que restam são o Cidadania e o PV.

Espaço vago

O Partido Verde era um destino improvável até sábado, quando Roberto Cidade decidiu sair da sigla e abriu um espaço na legenda.

A boa relação com a presidente do PV, Eliane Ferreira, que inclusive foi secretária de Estado quando Amazonino foi governador interino, coloca o ex-governador numa condição favorável para se abrigar na sigla verde.

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

Receba a coluna no seu WhatsApp: 92 98422-0558

Redação: 92 99189-4271

Editor-chefe: 92 99109-1099

Este post tem um comentário

  1. Paulino Ferreira Dos Santos

    Sou eleitor amazonense, nas estou no Estado do Maranhão, acompanho o Direto ao Ponto porque fico sem informado sobre a política do AMAZONAS. Paulino Santos-Advogado.

Deixe um comentário