Você está visualizando atualmente Opinião | Lulistas e bolsonaristas trocam insultos, deboches e piadas durante audiência de Dino na CCJ

Opinião | Lulistas e bolsonaristas trocam insultos, deboches e piadas durante audiência de Dino na CCJ

Opinião | Lulistas e bolsonaristas trocam insultos, deboches e piadas durante audiência de Dino na CCJ

Deputados de esquerda fazem ataques homofóbicos a Nikolas Ferreira

Lula reagenda para 11 de abril sua viagem à China

Bannon prevê futuro glorioso para Bolsonaro

Instalação de medidores aéreos volta a ser suspensa pela Justiça no Amazonas

Governo do Amazonas indenizou mais de 140 famílias atingidas por chuvas em Manaus

Prefeitura de Manaus amplia atendimento à saúde básica

Farpas e provocações

A audiência da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados para ouvir o ministro da Justiça, Flávio Dino, virou um embate entre oposição e o governo.

Parlamentares lotaram o plenário 1 na tarde desta terça-feira (28), e trocaram farpas e provocações — algumas delas partiram do próprio Dino —, e até insultos numa discussão centrada sobre armamento, as manifestações do 8 de janeiro e a visita de Dino ao Complexo da Maré, comandada pelo crime organizado, no Rio de Janeiro, há pouco mais de duas semanas.

Também houve casos de homofobia partindo de deputados da esquerda. Mas ontem foi a “homofobia do bem”.

Confronto

No confronto, governistas acusaram os adversários de se comportarem como se estivessem num jardim de infância.

A oposição retrucou, cobrando de Dino explicação de como conseguiu visitar uma região no Rio dominada pelo tráfico sem ir com segurança reforçada.

No caso da visita à Maré, as cobranças vieram dos deputados Nikolas Ferreira (PL-MG) e Alexandre Ramagem (PL-RJ), que questionaram se houve algum acordo com organização criminosa para a ida à favela carioca.

Dino reagiu com deboche à maioria das perguntas.

Deboche

Ao responder Ramagem, disse que não lembrava o nome do parlamentar, e depois perguntou se era “da polícia”.

Nikolas, por sua vez, foi constantemente interrompido por deputados da esquerda que o chamavam de “chupetinha” e de “Nikole”, ao tentar discursar.

“Homofobia do bem”

Bem, meus amigos leitores, se isso não for homofobia, eu não sei o que é. Mas é do “bem”, né?

Cadê a esquerda escandalizada com o comentário homofóbico do Rui Falcão? Onde está o pedido de cassação? Onde estão as matérias sobre a homofobia no parlamento?

Ódio do bem vale em todos os níveis pra essa turma. O machismo do bem; o racismo do bem; a intolerância do bem; a xenofobia do bem; o roubo do bem; a agressão do bem; e por aí vai…

Uma hipocrisia sem tamanho!

“Foder com Moro”

Rosângela Moro (União-SP), esposa do senador Sérgio Moro (União-PR), cobrou explicações sobre a ameaça de morte que sua família sofreu e classificou as falas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva — que declarou que queria “foder” Moro — como “desumanas”.

Dino se defendeu dizendo que todas as operações tiveram a anuência de Lula e que a prova da confiança é que ele não foi demitido.

Nova sabatina

A audiência terminou sem que o ministro conseguisse responder a todas as perguntas por conta de novo tumulto entre os parlamentares.

O deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP) defendeu que a comissão de Segurança Pública poderá fazer um novo chamamento a Dino para cobrar mais explicações sobre sua atuação no governo.

Reagendamento

O presidente Lula (foto) reagendou para o próximo dia 11 de abril sua viagem à China.

A visita ao presidente Xi Jinping foi adiada na última sexta-feira (24), devido a uma “pneumonia leve”, na descrição do Palácio do Planalto, e cancelada dois dias depois, por aconselhamento médico.

Fortalecido

Ex-estrategista de Donald Trump, Steve Bannon, prevê um futuro glorioso para Jair Bolsonaro.

Em entrevista à Folha de S. Paulo, ele afirmou que, mesmo fora do poder e enfrentando processos na Justiça, os ex-presidentes do Brasil e dos Estados Unidos estão fortalecidos.

“Não é o futuro, é o presente, que está mais robusto do que nunca. Veja os resultados de Trump nas pesquisas, à frente do [governador da Flórida, Ron] DeSantis e de Biden. Nosso movimento está mais forte a cada dia. É o mesmo com Bolsonaro”, afirmou Bannon.

Questão de tempo

“Meu único problema com Bolsonaro é que acho que ele não deveria ter deixado o país. Estou muito feliz que está voltando [o ex-presidente retorna amanhã ao Brasil]. […] Vai ser incrível, vai ser reeleito presidente. Espero que Lula não destrua a economia do Brasil até lá”, acrescentou ele.

Suspensão

A Justiça do Amazonas voltou a suspender a instalação dos medidores aéreos da Amazonas Energia.

A decisão é do desembargador Lafayette Júnior e foi proferida em caráter de urgência nesta terça-feira (28).

O desembargador atendeu a um pedido da Defensoria Pública e determinou que a instalação dos medidores fique suspensa até que o Supremo Tribunal Federal (STF) decida sobre o caso.

Lei

Recentemente, a Câmara Municipal de Manaus aprovou um projeto de lei que proíbe a instalação dos medidores na capital do Amazonas.

Amazonas Energia

Em nota, a Amazonas Energia disse que tomou conhecimento da decisão proferida pelo Tribunal, suspendendo a instalação de um sistema comprovadamente seguro, havendo as ações judiciais acerca do mesmo sido extintas, com instalação autorizada pelo Governo Federal e lei impeditiva declarada inconstitucional por unanimidade pelo Supremo Tribunal Federal.

A concessionária disse, ainda, que vai recorrer desta decisão.

Indenização

Mais de 140 famílias atingidas pelas chuvas do fim de semana, em Manaus, foram indenizadas, nesta terça-feira (28), segundo o Governo do Amazonas.

O estado informou que vai atender 200 famílias.

R$ 8 milhões

De acordo com o governo do Amazonas, inicialmente, 142 famílias que já estavam com processos de reassentamento adiantados estão recebendo soluções de moradia, como indenizações e auxílio, em valores que somam mais de R$ 8 milhões.

O pagamento foi feito, nesta terça-feira, em evento no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques, Zona Centro-Sul de Manaus.

Saúde básica

Ontem (28) o prefeito de Manaus, David Almeida, reforçou o compromisso da gestão municipal de investir em novas estruturas básicas de saúde e reformar as existentes, para assim conseguir ampliar a cobertura assistencial da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) em todas as zonas da capital amazonense e seguir elevando os índices no programa “Previne Brasil”, do governo federal.

Ampliação da cobertura

“Hoje, nós temos 317 estruturas de saúde em Manaus. Destas, já conseguimos reformar 43. Estamos construindo dez UBS (Unidades Básicas de Saúde) porte 4, que vão dar uma nova dinâmica e um novo atendimento à população da cidade de Manaus. Essas estruturas funcionam como mini-hospitais e são capazes de atender mais de mil pessoas por dia. Isso vai facilitar o dia a dia dos usuários do sistema público de saúde”, enfatizou Almeida.

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaoponto

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

Receba a coluna no seu WhatsApp: 92 98422-0558

Redação: 92 99189-4271

Editor-chefe: 92 99109-1099

Deixe um comentário