Opinião | Em dia tenso na CPI da Covid, Fausto Jr. se destaca

Opinião | Em dia tenso na CPI da Covid, Fausto Jr. se destaca

Opinião | Em dia tenso na CPI da Covid, Fausto Jr. se destaca

Deputado falou sobre irregularidades nas gestões do Governo do AM

Senadores parabenizam desenvoltura do amazonense

Parlamentar viraliza nas redes sociais e ganha milhares de seguidores

Firmeza nas palavras

Em mais um dia tenso na CPI da Covid, o deputado estadual Fausto Júnior (MDB) — relator da CPI da Saúde do Amazonas na Assembleia Legislativa do Estado — cumpriu a sua promessa e expôs aos senadores as irregularidades encontradas na saúde do Amazonas pelo colegiado nas gestões do Governo do Amazonas de 2011 a 2020.

Anúncios

Fausto destacou que, em nove anos, foram feitos pagamentos indenizatórios na ordem R$ 1,5 bilhão e ressaltou que tal prática é uma porta aberta para corrupção.

Indiciados

O deputado afirmou que todos os governadores desse período deveriam ser indiciados, incluindo o presidente da CPI, senador Omar Aziz (PSD), que governou o Amazonas de 2010 a 2014.

Obviamente, após essa afirmação, o clima entre ambos ficou tenso e Fausto chegou a dizer que Omar estava o ameaçando de prisão. O senador se dirigiu ao depoente com o microfone desligado.

“Meu compromisso é com a verdade e não me intimidarei diante de ameaças”, afirmou Fausto.

Tragédia anunciada

Logo no início de seu pronunciamento, Fausto Junior lembrou que o problema da saúde pública do Amazonas não é recente, e que o sistema já estava à beira de um colapso há bastante tempo.

“A fragilidade do sistema de Saúde do Amazonas era muito clara. Já tínhamos um sistema à beira do colapso. Como receberíamos a pandemia com um sistema tão frágil? Era uma tragédia anunciada. Era uma bomba relógio e a pandemia foi o estopim para a crise que atingiu o estado nos últimos meses”, disse.

Parabenizações

A postura do deputado Fausto Junior — além de agradar os internautas, considerando os diversos trechos de seu depoimento que viralizaram nas redes sociais — também foi elogiada por senadores que participaram da sessão de ontem (29).

Marcos Rogério (DEM-RO), autor do pedido de convocação do parlamentar amazonense, foi um deles.

O vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), também destacou a desenvoltura de Fausto. Já Eduardo Girão (Podemos-CE) ressaltou a segurança do deputado nas respostas.

Preparação

Até mesmo o presidente da CPI, senador Omar Aziz, com quem Fausto trocou farpas, agradeceu a contribuição do deputado à Comissão e, ao encerrar a sessão, elogiou o desempenho do deputado.

“Parabéns para quem preparou o deputado Fausto”, disse Omar.

Bem na mídia

Para provar que realmente o depoimento de Fausto convenceu, basta analisar as redes sociais do deputado. Até a noite de ontem (29), ele havia conquistado mais de 40 mil seguidores em suas redes sociais e milhares de comentários nas suas publicações.

Em apenas uma publicação no IG sobre a CPI, por exemplo, havia mais 1,5 mil comentários e em outra no twitter, 3,5 mil comentários. Em sua quase totalidade elogiando a postura do deputado.

Fausto também viralizou e ganhou fãs bolsonaristas que compartilharam suas falas na CPI. Entre eles, as deputadas federais Carla Zambelli (PSL-SP), Bia Kicis (PSL-DF), Caroline de Toni (PSL-SC) e o filho do presidente Jair Bolsonaro, o vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro.

Prorrogação dos trabalhos

Por falar em CPI da Covid, ao que tudo indica, o colegiado terá seus trabalhos prorrogados por mais 90 dias. No Twiiter, o presidente Omar Aziz anunciou que já tinha 31 assinaturas, quatro a mais do que o necessário, para estender as investigações por mais 3 meses.

Além de Omar, os outros dois senadores do Amazonas, Eduardo Braga (MDB) e Plínio Valério (PSDB), também assinaram o documento.

Wizard na mira

Apontado como integrante de um suposto gabinete paralelo de aconselhamento ao presidente da República, o empresário Carlos Wizard, será ouvido nesta quarta-feira (30).

 

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

Rebeca a coluna no seu WhatsApp: 92 98422-0558

Redação: 92 99189-4271

Editor-chefe: 92 99109-1099

Deixe um comentário