You are currently viewing Opinião | Wilson Lima faz maratona no interior em últimos dias de inaugurações e assinaturas de convênios

Opinião | Wilson Lima faz maratona no interior em últimos dias de inaugurações e assinaturas de convênios

Opinião | Wilson Lima faz maratona no interior em últimos dias de inaugurações e assinaturas de convênios

Governador não poderá participar de inaugurações a partir do dia 2

Prefeitos correm para garantir repasses de convênios até 1º de julho, antes de bloqueio eleitoral

Nomeações, contratações e demissões sem justa causa serão suspensas

Pré-candidatos apresentadores de TV e Rádio devem se afastar dos programas

Menezes se aproxima do governador e percorrerá sete municípios do interior ao lado de Wilson

Roberto Cidade receberá honraria da Câmara Municipal de Manaus

Em artigo, Arthur Neto fala sobre sua imersão no interior do Amazonas

Anúncios

Agenda intensa

O governador Wilson Lima (União Brasil) está intensificando sua agenda nesta semana a fim de dar celeridade na entrega de obras e assinatura de novos convênios.

Isso porque a partir do próximo sábado (2), ele estará impedido de promover inaugurações de obras e outras solenidades públicas. A medida é reflexo da proximidade do processo eleitoral.

Legislação

A legislação prevê que três meses antes do pleito esse tipo de atividade é proibida, a fim de garantir a igualdade de oportunidades entre os candidatos.

Diante disso, uma série de ações já consta na agenda do governador, no decorrer desses próximos dias. Ontem (29), por exemplo, ele esteve em Benjamin Constant e Tabatinga. Hoje estará em Eirunepé e Carauari e amanhã tem agenda em Boca do Acre.

Proibido

A partir de sábado (2), o chefe do Executivo estadual — que vai disputar a reeleição — ainda ficará impedido de autorizar publicidade institucional dos atos, programas, obras, serviços e campanhas de todos órgãos e departamentos do Governo do Estado, salvo em caso de grave e urgente necessidade pública, assim reconhecida pela Justiça Eleitoral.

Além disso, Wilson Lima não poderá fazer pronunciamento em cadeia de rádio e de televisão, fora do horário eleitoral gratuito.

Expectativa

Com essa agenda positiva de entrega de obras e ações sociais, a expectativa da cúpula do Governo é quanto aos números de Wilson Lima nas próximas pesquisas de intenções de votos.

No mês de julho são esperadas novas rodadas de estudos e servirá para medir o seu crescimento após esse mês intenso de inaugurações, obras, assinaturas de convênios por todo o interior, em especial em Manaus, peça chave na disputa eleitoral.

Avanço

Nas pesquisas de junho, Wilson Lima já apresentou melhoras. Nos levantamentos espontâneos – que é quando os nomes dos candidatos não são apresentados aos eleitores – o governador figurou à frente de Amazonino Mendes (Cidadania) em algumas pesquisas.

Repasses de recursos

Por falar em gestores públicos, os prefeitos do Amazonas estão tendo que correr para garantir o repasse de recursos de convênios firmados com a União e com o Governo do Estado até 1º de julho.

De acordo com a legislação eleitoral (Lei 9.504/1997), são vedadas transferências voluntárias aos municípios durante os três meses que antecedem a eleição, sob pena de anulação do pleito por favorecimento ou conduta vedada.

A exceção vale apenas para acordos firmados antes do período, nos quais as obras já estejam iniciadas.

Convênios

Para garantir a continuidade de obras financiadas com recursos federais ou estaduais, os prefeitos têm que renovar e celebrar novos convênios, entregar a documentação necessária e iniciar a obra até o dia 1º de julho, já que a partir do dia 2 inicia o prazo de bloqueio dos repasses por conta do período eleitoral.

Nomeações

Além disso, agentes públicos não poderão nomear, contratar, admitir, demitir sem justa causa, suprimir ou alterar vantagens, remover, transferir ou exonerar servidor público, nem dificultar ou impedir o exercício funcional.

A limitação vale até a posse dos eleitos, em 1º de janeiro de 2023.

Rádio e TV

A legislação eleitoral determina que a partir desta quinta-feira (30), emissoras de rádio e televisão não podem mais veicular programas apresentados ou comentados por pré-candidatos às eleições de 2022.

Em caso de descumprimento, a multa pode variar entre R$ 21.282,00 e R$ 106.410,00 para a emissora, duplicada em caso de reincidência.

Além disso, a candidatura do apresentador é revogada. A regra vale tanto para as eleições proporcionais quanto para a majoritária. Os apresentadores, portanto, têm até quinta para se afastarem, se quiserem concorrer nas eleições.

Datena e Tiradentes

É o caso de José Luiz Datena, que anunciou sua despedida do comando do programa Brasil Urgente, na TV Bandeirantes, pois ele pretende concorrer ao Senado pelo PSC de São Paulo.

O radialista Robson Tiradentes, ex-candidato a prefeito de Coari, também a anunciou o seu afastamento da Rádio Tiradentes Coari. Ele é candidato a deputado estadual pelo PSC.

Colado

Por falar em pré-candidato, Coronel Menezes (PL) — que almeja uma cadeira no Senado da República — colou no governador e está acompanhando Wilson Lima em sua agenda no interior nesta semana.

Eles vão percorrer pelo menos sete municípios em três dias e a proximidade demonstra que, por conta do apoio do governador ao presidente Jair Bolsonaro (PL), seu candidato ao Senado, pelo menos oficialmente, será mesmo o militar do Exército.

Dois postulantes

A chapa de Wilson, que muito provavelmente terá PL e Avante, pode ter dois candidatos ao Senado: o próprio Menezes e o ex-vereador de Manaus, Chico Preto, que é do Avante do prefeito David Almeida.

A confirmação do nome de Chico, inclusive, dependia de uma autorização do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de que uma coligação pudesse ter dois candidatos ao Senado.

Essa autorização foi confirmada na semana passada pelo pleno da Corte Eleitoral.

Situação inusitada

O fato é que esse arco de aliança de Wilson colocará no mesmo palanque figuras da política local que não se bicam.

David e Menezes já trocaram farpas públicas após terem sido vazados áudios do pré-candidato ao Senado dizendo que “tirou o prefeito da sala do presidente”.

Após o caso ganhar repercussão na mídia, David chegou a insinuar que Menezes trabalhava contra a Manaus.

Atrito

A relação de Menezes com Chico Preto também não é das melhores. Apesar de ambos se intitularem conservadores e apoiadores de Bolsonaro, ambos nunca conseguiram se alinhar e trocam cutucas com constância.

Honraria

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado estadual Roberto Cidade (União Brasil) será agraciado com a “Medalha de Ouro Cidade de Manaus”, maior honraria da Câmara Municipal de Manaus (CMM).

A outorga da comenda foi aprovada por unanimidade pelos vereadores de Manaus na sessão de ontem (29). A propositura é do vereador Fransuá Matos (PV).

Agradecimento

Cidade usou as redes sociais para agradecer a deferência dos vereadores de Manaus.

“Me sinto muito honrado e agradecido por receber a maior honraria concedida pela Câmara Municipal de Manaus. Sou cidadão de Manaus e me alegra poder estar a serviço desta cidade com a minha trajetória de vida. Hoje contribuo como deputado estadual, mas sempre busquei contribuir, ser útil à minha cidade como cidadão. Agradeço ao vereador Fransuá e todos os demais que aprovaram a concessão dessa medalha”, afirmou.

Ministra

Por falar em condecoração, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Cristiane Britto receberá, nesta quinta-feira (30), a Medalha Ruy Araújo e o Título de Cidadã do Amazonas do parlamento estadual.

Cristiane está no Amazonas desde ontem para uma série de ações e entregas a municípios do interior. A sessão está marcada para as 14h no plenário Ruy Araújo.

“Povo guerreiro e acolhedor”

Em artigo, o ex-senador e ex-prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), fala sobre sua imersão no interior do Amazonas nas últimas semanas, onde percorreu mais de 20 municípios, nas diversas calhas de rio – Negro, Solimões, Purus, Madeira, Amazonas – de Iranduba a Humaitá.

“Cada canto do Amazonas tem uma potencialidade a ser utilizada em favor da população e da economia dos municípios.”

Confira o artigo na integra no site do Direto ao Ponto

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

Receba a coluna no seu WhatsApp: 92 98422-0558

Redação: 92 98566-4150

Editor-chefe: 92 99109-1099

Deixe um comentário