You are currently viewing Opinião | Habemus partido: Amazonino Mendes se filia ao Cidadania para concorrer ao Governo

Opinião | Habemus partido: Amazonino Mendes se filia ao Cidadania para concorrer ao Governo

Opinião | Habemus partido: Amazonino Mendes se filia ao Cidadania para concorrer ao Governo

Plínio Valério manda indireta para ex-governador e reafirma candidatura

União Brasil sai na frente é já tem chapa de federal formada

‘Somos o primeiro partido a apresentar nominata de pré-candidatos’, afirma Pauderney

‘Temos que romper com o passado e continuar transformando a vida das pessoas’, diz Fausto Jr

Wilson Lima ressalta que já cumpriu 87% das promessas de campanha

Candidaturas coletivas ganham destaque no pleito deste ano

Júlio Cabral se aposenta do TCE e Luis Fabian deve assumir vaga

Últimos dias da janela partidária movimentam cenário eleitoral

Prefeito David Almeida assina decreto de flexibilização do uso de máscaras em Manaus

Fumaça branca

Enfim, a fumaça branca foi vista na chaminé da mansão do Tarumã, indicando que Amazonino Mendes já tem partido.

Anúncios

Após uma verdadeira romaria, Amazonino Mendes definiu seu futuro na tarde de ontem (29), e, como o Direto ao Ponto veiculou há alguns dias, ele é o mais novo integrante do Cidadania.

O ex-governador usou o twitter para informar a decisão: “Comunico que estou me filiando ao Cidadania. Quando o povo quer, não há força que nos faça parar de lutar. Dias melhores virão”, escreveu.

Estrada longa

A estrada percorrida até a definição foi longa.

Primeiro Amazonino Mendes perdeu o Podemos, partido pelo qual foi candidato a prefeito de Manaus em 2020, e neste ano viu o União Brasil sair de seus domínios e cair no colo do governador Wilson Lima.

Recentemente, por exemplo, chegou perto de ir para o PSDB, mas sofreu resistência interna e foi para o Cidadania, que está federado com a sigla tucana.

Recado dado

Logo após o ex-governador anunciar sua filiação ao Cidadania, o senador Plínio Valério usou as redes sociais para reafirmar sua pré-candidatura ao Governo pelo PSDB e, segundo ele, com a anuência da executiva nacional do partido.

“Comunico a todos aqueles que gostam de mim — e também aos que não gostam — que decidi permanecer no PSDB na condição de pré-candidato ao governo do Amazonas. Decisão tomada em conjunto com a Executiva Nacional do partido, nesta terça-feira (29)”, escreveu no Twitter.

Problemas à vista

Como PSDB e Cidadania estão aliançados em federação, as siglas só poderão ter um candidato ao Governo.

Desta forma, Amazonino pode ter que contar com o poder de influência de Arthur junto a liderança do PSDB nacional para brecar o desejo de Plínio.

Ao que parece, o senador vai jogar pesado para ser o candidato e atrapalhar as pretensões de Amazonino.

Posicionados

Com a filiação de Amazonino ao Cidadania, todos os pré-candidatos ao Governo do Amazonas já estão posicionados em uma sigla partidária.

Wilson Lima no União Brasil, Eduardo Braga no MDB, Ricardo Nicolau está no Solidariedade, Carol Braz no PDT e Marcelo Amil que é do PSOL.

Se todos vão manter a candidatura só o tempo dirá, mas uma coisa é certa: pelo histórico do Amazonas muita água ainda vai rolar e muitas pernadas acontecerão.

Porque em política boi voa.

Adiantado

Por falar em União Brasil, o partido recém-criado pela fusão do DEM com o PSL, saiu na frente e foi o primeiro a definir a chapa de candidatos a deputado federal.

O anúncio foi feito ontem (29), em evento realizado no Hotel Intercity, que contou com a presença de Wilson Lima e de apoiadores do governo.

“Somos o primeiro partido do Amazonas a apresentar uma nominata de pré-candidatos a deputado federal”, afirmou Pauderney Avelino, que é presidente estadual da sigla e também pré-candidato a uma cadeira na Câmara dos Deputados.

Os nomes

Além de Pauderney, o União Brasil terá como candidatos a federal os deputados Delegado Pablo, Fausto Jr e Saullo Vianna, o ex-secretário de Segurança Pública, Coronel Bonates, a delegada-geral Emília Ferraz, a secretária executiva da Pessoa com Deficiência (SePcD), Lêda Maia e uma bancada coletiva composta por seis conselheiras tutelares encabeçada por Hana Campos.

“O União não é apenas o maior partido do Brasil, mas também do Amazonas. Temos que continuar rompendo com o passado. A nova política deu certo e a renovação iniciada em 2018 deu certo e continuará transformando a vida das pessoas”, afirmou Fausto Jr.

Promessas cumpridas

Em seu discurso, o governador Wilson Lima fez questão de exaltar a qualidade do time escalado por sua sigla e aproveitou para lembrar os feitos de seu governo, que segundo ele, já cumpriu 87% das promessas feitas durante a campanha.

“Já cumprimos 87% do que prometemos em campanha, mesmo com a pandemia e a maior enchente da história. E chegaremos a 100% dos compromissos cumpridos até o final do ano e ninguém até hoje conseguiu fazer isso”, destacou.

Candidaturas coletivas

Após fazer a “estreia” na eleição municipal de 2020, as candidaturas coletivas terão uma participação mais efetiva no pleito deste ano.

Até o momento, três candidaturas coletivas estão confirmadas: do União Brasil e do PSD, ambas formada por conselheiras tutelares para uma vaga na Câmara Federal, e a “Bancada das Manas”, que é do PCdoB, para uma vaga na Assembleia Legislativa do Amazonas.

Novo membro

O secretário de Articulação do Governo, Luis Fabian Pereira Barbosa, deve tomar posse como conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) ainda essa semana no lugar Júlio Cabral, que deu entrada em sua aposentadoria ontem (29).

Luis Fabian tem 42 anos e foi secretário de Educação antes de assumir a articulação política e nome de confiança do governador Wilson Lima.

Peças em movimento

Perto do fim da janela partidária, as peças do tabuleiro político local estão em movimento, com uma verdadeira dança das cadeiras, sobretudo dos candidatos a deputado federal e estadual.

Somente ontem, por exemplo, várias filiações foram confirmadas.

Hissa Abrahão foi para o Avante para disputar uma cadeira na Câmara Federal, bem como o ex-diretor do Hospital Francisca Mendes, Marcus Granjeiro, que é pré-candidato a deputado estadual. Além deles, o vereador de Manaus, Amom Mandel, seguiu os passos de Amazonino e se filiou ao Cidadania para ser candidato a deputado federal.

Orsine Oliveira, ex-secretário da Amazonastur de filia ao PSD de Omar Aziz para disputar uma vaga na Câmara Federal.

Sem máscara

O prefeito de Manaus, David Almeida, assinou decreto que passa a valer a partir de hoje (30), flexibilizando o uso da máscara de proteção na capital em locais fechados, além de estabelecer algumas recomendações para a utilização da peça em determinados espaços.

Ainda conforme o decreto, as medidas nele previstas poderão ser reavaliadas a qualquer momento, de acordo com a situação epidemiológica do município.

“Temos que ressaltar que Manaus foi a cidade, em todo o mundo, que mais sofreu com a pandemia de Covid-19, então não dá para liberar geral. Estamos exigindo ainda a obrigatoriedade de máscara em locais fechados, como ambientes hospitalares, tanto para os profissionais de saúde quanto para os pacientes, e também no transporte coletivo, como ônibus, micro-ônibus, táxis e transporte compartilhado”, informou o prefeito em suas redes sociais.

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

Receba a coluna no seu WhatsApp: 92 98422-0558

Redação: 92 99189-4271

Editor-chefe: 92 99109-1099

Deixe um comentário