Você está visualizando atualmente União faz a força

União faz a força

Do governador Amazonino Mendes sobre a reunião sem resultados com o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, na tarde de terça-feira (5).

“A bancada deu exemplo de unanimidade, de homogeneidade. Mostrou que, quando se trata de interesse do Estado, todo mundo se une”.

O Negão só não explicou quando é que não se trata de interesse do Estado, haja vista que a bancada foi eleita exatamente para defender isso lá em Brasília.

Complexo de Pollyanna

Amazonino parece sofrer do complexo de Pollyana, aquela adolescente famosa na década de 1980 que jogava o “Jogo do Contente” para suportar melhor as decepções da vida.

Pelo jogo, era preciso encontrar o lado positivo das coisas e situações, a qualquer custo. O governador bem que conseguiu.

Cálculo assustador

Pelas contas do deputado Dermilson Chagas, líder de Amazonino na Assembleia Legislativa, o decreto que altera as alíquotas do IPI das empresas de refrigerante da ZFM vai resultar em demissão de 100 mil pessoas e na saída de 25 empresas de Manaus.

Tiroteio

Chega a ser engraçada a situação dentro da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), onde a bancada da situação e a da oposição se alfinetam todas as manhãs – de terça à quinta, que fique bem claro –, em acusações mútuas de falsas promessas eleitorais.

Nesta quarta, o deputado Vicente Lopes (PV) sintetizou bem: “todo mundo promete o céu e a terra em época de eleição”. Do mesmo jeitinho como fez o líder do parlamentar, no ano passado, ao prometer muito amor ao Amazonas.

Nas asas do amor

Por falar em amor, deu no site Radar Amazônico que o governador Amazonino Mendes está alugando nada menos que sete aeronaves de vários tamanhos para viajar por todo o Estado.

A chamada para a licitação foi feita em maio. O que significa que agora em junho, com certeza, o pregão será consumado e será possível saber quanto custará esse aluguel de baciada.

Impressionante que basta somar 1 + 1 para entender o motivo de tanta viagem, mas parece que ninguém percebe.

Primos pobres

Sem tantos recursos, os deputados da oposição estão vasculhando o interior do Estado com pente fino, só para colocar na conta do governador.

É escola totalmente despedaçada no quilometro 67 da BR-174; é lixeira a céu aberto em Codajás, é lixeira em Humaitá, é escola sem quadra de esportes em Itacoatiara e muito mais.

Menino mimado

O deputado Serafim Corrêa disse que o governador Amazonino Mendes está “fazendo birra” porque se recusa a implantar as emendas impositivas dos deputados estaduais, aprovadas durante a votação do orçamento de 2018, em dezembro passado.

A execução das emendas é obrigatória. Mas Amazonino se joga no chão e bate o pé dizendo que “não” e pronto!

Fim do prazo

Vale lembrar que o último dia para a execução de convênios a partir das emendas dos deputados é 7 de julho.

Ou seja, se conseguir empurrar com a barriga só mais 30 dias, o governador vai poder alegar tranquilamente que a lei eleitoral proíbe a assinatura de convênios após essa data.

Padrinho

O deputado Sabá Reis apresentou um Projeto de Lei para fixar o piso remuneratório de advogados em R$ 3 mil mensais, por trabalho de quatro horas por dia. Se o trabalho for de oito horas diárias, o menor salário a ser pago deverá ser de R$ 5 mil. Com vantagens adicionais como bônus e participação nos lucros da empresa. E pode isso?

David Almeida lança pré-candidatura ao governo

Nesta quinta-feira (07), às 19h, acontece o lançamento da pré-candidatura do David Almeida para o governo do Amazonas.

“Ser escolhido pelo PSB-AM como pré-canditato do partido ao Governo do Amazonas é uma grande honra. Obrigado ao exército de filiados e militantes pelo apoio e pela confiança. Nesta quinta, começaremos a escrever, junto com a população uma nova história para o nosso amado Amazonas.” – Afirmou David em publicação no Facebook.

Supremo derruba voto impresso

O STF derrubou o voto impresso nas eleições deste ano.

Votaram pela suspensão do voto impresso Alexandre de Moraes, Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Marco Aurélio, Rosa Weber e Ricardo Lewandowski.

Gilmar Mendes, o relator da ação, e Dias Toffoli entenderam que cabe ao Congresso decidir sobre o assunto, desde que a impressão seja implementada de modo gradual e conforme a disponibilidade de recursos.

Fux vai revogar compra de urnas

O STF também decidiu que o julgamento que suspende a implantação do voto impresso na eleição de 2018 tem efeito retroativo.

Luiz Fux, que preside o TSE, anunciou que vai revogar a licitação de R$ 57 milhões, já realizada, para compra de urnas com impressão de voto.

PF pede quebra de sigilo de Temer, Moreira e Padilha

A PF pediu ao STF a quebra do sigilo telefônico de Michel Temer e de seus ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco, referente ao ano de 2014, informa O Globo.

O objetivo é aprofundar a investigação sobre o pagamento de R$ 10 milhões que teria sido feito pela Odebrecht e acertado em um jantar no Palácio do Jaburu, residência do então vice-presidente Temer.

Os investigadores buscam rastrear eventuais telefonemas feitos entre Temer, Moreira e Padilha em datas próximas das entregas de dinheiro em espécie relatadas pelos delatores da empreiteira.

Fontes no Supremo disseram ao jornal carioca que o pedido da PF, protocolado sob sigilo, chegou ao gabinete de Edson Fachin em março. Ele enviou o processo para que Raquel Dodge se manifestasse e recebeu os autos de volta há duas semanas.

 

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook:
 facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

 

Fale com a gente:

WhatsApp: 92 984132214                                                                                                                               

E-mail: [email protected]

Deixe um comentário