Você está visualizando atualmente Opinião | Eleição em Coari começa oficialmente e pega fogo

Opinião | Eleição em Coari começa oficialmente e pega fogo

Opinião | Eleição em Coari começa oficialmente e pega fogo

Postulantes dão início às propagandas eleitorais nas redes sociais e ações de rua

Keitton aposta em hit do momento com Adail Filho como garoto propaganda

Robson Tiradentes faz música que lembra o ‘Lula lá’

Caciques da política local escolhem seus candidatos na Terra do Gás

União de Governo e Prefeitura vai injetar R$ 150 milhões em Manaus

Dada a largada

A eleição suplementar para Prefeitura de Coari – que será realizada no dia 5 de dezembro – teve início oficialmente no último sábado (6), quando os quatro candidatos ao cargo puderam iniciar a propaganda eleitoral na internet e pedir votos à população.

Por conta do curto tempo de campanha, o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) decidiu que não haverá propaganda gratuita em rádio e televisão, colocando as redes sociais em evidência na busca pelos votos dos quase 50 mil eleitores coarienses.

Candidatos

Os postulantes a gerir um orçamento anual de mais de R$ 200 milhões são: Keitton Pinheiro (PP), candidato da família Pinheiro; Robson Tiradentes (PSC); professor José Henrique (PL) e Mil Mitouso (PSB).

Jingles definidos

Os dois principais candidatos do pleito decidiram por caminhos opostos também na escolha dos jingles de campanha.
Keitton Pinheiro está apostando em uma música “chiclete”, que evidencia o seu número 11 e também em uma paródia do hit “coração cachorro” com o ex-prefeito Adail Filho como protagonista.

Já Tiradentes foi menos criativo e apostou no clichê “chama o Robson que dá jeito”, em forma de toada.

Lula lá

A música de Robson Tiradentes, inclusive, é digamos que uma versão piorada do famoso jingle “Lula lá”, do ex-presidente Lula (PT).

Na versão coariense, a canção diz “olha lá, aquela voz que tentaram apagar, olha ela lá”.

“Peia” e “lapada”

Em um tom mais afrontoso, as músicas de Keitton falam de dar “peia” e “lapada” na oposição. Em um dos jingles um trecho diz: “vai apanhar de lapada dobrada uma, duas, três, quantas vezes meter a cara”.

Apoios definidos

Os candidatos mais fortes de Coari também já têm seus apoios definidos, com caciques da política local envolvidos direta e indiretamente, tanto na campanha de Keitton quanto na de Robson Tiradentes.

Além do apoio dos membros da família Pinheiro, Adail Pinheiro e Adail Filho, Keitton também tem como aliado os ex-governadores Eduardo Braga (MDB) e Amazonino Mendes (União Brasil), além do deputado federal Silas Câmara (Republicanos) – que traz consigo o maciço auxílio dos membros da igreja Assembleia de Deus – e dos deputados estaduais Dra. Mayara (Progressistas) e Dermilson Chagas (Podemos).

Os Pinheiros, vale lembrar, nunca perderam uma eleição em Coari.

Campanha multipartidária

Tiradentes conta com um palanque de peso, com nove partidos além do PSC em seu arco de aliança: Podemos, PSD, PSDB, PT, União Brasil, PDT, PROS, PRTB e Solidariedade.

Entre os nomes que referendam sua candidatura estão os deputados federais Sidney Leite (PSD) e Capitão Alberto Neto (Republicanos), e os deputados estaduais Abdala Fraxe (Podemos), Álvaro Campêlo (Progressistas), Sinésio Campos (PT) e o líder de Wilson Lima na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), Felipe Souza (Patriota).

Apoio velado

O governador Wilson Lima está dando um apoio velado ao correligionário Robson Tiradentes. O chefe do Executivo tem sido orientado por interlocutores a ser cauteloso e não se expor na disputa de Coari.

O apoio tem sido mais com estrutura. Além do vice, coronel Ayrton Norte, ter sido indicado pela cúpula do Governo – ele era o comandante-geral da Polícia Militar até duas semanas atrás – o diretório do PSC no Amazonas se mudou para Coari e ficará na Terra do Gás até a eleição.

União milionária

A união entre o Governo do Amazonas e a Prefeitura de Manaus, que se torna mais nítida a cada dia, vai culminar em ganhos para a população da capital.

No último sábado (6), durante o lançamento da Festa das Luzes, o governador Wilson Lima (PSC) ratificou o pacote de investimentos na ordem de R$ 580 milhões que o Estado fará em Manaus e anunciou que nesta segunda-feira (8), assinará o primeiro de uma série de 11 convênios com a Prefeitura.

Este primeiro será de R$ 150 milhões e destinado para o recapeamento das ruas da cidade.

Aliança política

Nos bastidores já se comenta bastante que a aproximação entre Wilson Lima e David Almeida vai ser confirmada em uma aliança na próxima eleição.

A especulação é que o secretário municipal de Limpeza, Sabá Reis, pode ser indicado por David como vice de Wilson em 2022.

Além dele, o secretário municipal de Agricultura e Abastecimento, Renato Júnior, também é um dos homens de confiança do prefeito que pode ser inserido na chapa.

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

Receba a coluna no seu WhatsApp: 92 98422-0558

Redação: 92 99189-4271

Editor-chefe: 92 99109-1099

Deixe um comentário