Você está visualizando atualmente Opinião | Manifestação de 7 de setembro divide forças políticas da direita no AM

Opinião | Manifestação de 7 de setembro divide forças políticas da direita no AM

Opinião | Manifestação de 7 de setembro divide forças políticas da direita no AM

Coronel Menezes e Fausto Jr foram na Praça do Congresso

Silas Câmara comandou a concentração na Bola da Suframa

Romero, Péricles, Pablo, Carpê e Chico Preto foram à Ponta Negra, que mobilizou o maior número de pessoas

Capitão Alberto foi convocado a estar com Bolsonaro em SP

Manifestações foram marcadas por multidão nas ruas do País e pela tranquilidade e presença maciça das famílias

Falas de Bolsonaro geram incômodo a ministros do STF

PSDB, PSD, SD e MDB já cogitam impeachment de Bolsonaro

Divisão de forças

Como o Direto ao Ponto destacou ao longo dos últimos dias, Manaus foi a única cidade do País onde a manifestação aconteceu em mais de um local. Ainda resquício da eleição municipal passada onde a direita não conseguiu convergir. O ato foi realizado na Ponta Negra, Praça do Congresso e Bola da Suframa, com muita gente nos três locais.

O fato é que se todos estivessem juntos em um dos três pontos escolhidos, a manifestação chamaria muito mais atenção e colocaria, quem sabe, Manaus entre as cidades com maior concentração de pessoas do Brasil.

No Centro

Interlocutor de Bolsonaro no Amazonas, Coronel Menezes (Patriota) esteve na Praça do Congresso, no Centro de Manaus. Ele, inclusive, foi o principal defensor da manifestação no local, que reuniu algo próximo a 20 mil pessoas.

Ao lado do militar, esteve o deputado estadual Fausto Jr (MDB), que ganhou espaço na direita após peitar o senador Omar Aziz (PSD) na CPI da Covid, em junho.

Manifestação com orações

Já na Bola da Suframa, o deputado federal Silas Câmara (Republicanos) juntamente com líderes evangélicos conseguiu reunir aproximadamente 10 mil pessoas.

A manifestação foi regada a louvores e muita oração pelo Brasil e pelo presidente Jair Bolsonaro.

Mais de 20 mil pessoas

Na Ponta Negra, tradicional ponto de encontro das manifestações da direita, mais de 20 mil pessoas foram manifestar apoio ao Governo Federal e clamar por liberdade de expressão no País.

Por lá, marcaram presença o deputado Federal Delegado Pablo (PSL), o deputado estadual Delegado Péricles (PSL), o vereador Capitão Carpê (Republicanos) e os ex-prefeituráveis Romero Reis e Chico Preto.

Protagonismo do povo

O que ficou claro em todos os pontos da manifestação em Manaus é que o protagonista da manifestação não foi nem Jair Bolsonaro, nem qualquer político ligado a ele, mas sim o povo, que entendeu o momento delicado que o País vive e aproveitou o feriado da Independência para clamar por um Brasil melhor, mais livre e democrático.

Na Paulista

O deputado federal Capitão Alberto Neto (Republicanos), vice-líder de Bolsonaro, esteve tanto na manifestação em Brasília, pela manhã, quanto na Avenida Paulista, em São Paulo, a tarde, a pedido do próprio presidente da República.

Em ambas uma multidão foi às ruas.

Evento de família

O que chamou a atenção nas manifestações Brasil a fora foi a participação das famílias. Em Manaus, Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e demais capitais, foi comum ver idosos e crianças de verde e amarelo cantando o hino nacional.

Inversão de valores

Lamentavelmente, enquanto atos pacíficos como os de ontem foram taxados pela mídia como “antidemocráticos”, manifestações de oposição ao governo, com depredação do patrimônio público e violência, são taxadas pela mídia como “ato em defesa da democracia”.

É a mídia ou a constituição que decide o que é ou não democrático?

Estamos vivendo uma total inversão de valores.

Contra-ataque

Os duros pronunciamentos de Bolsonaro contra os ministros do STF, Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso, não foram bem assimilados pela corte.

Os ministros se reuniram virtualmente ainda na noite de ontem (7), e preparam uma “resposta” ao presidente da República nesta quarta-feira (8).

Políticos de oposição ao governo preparam mais pedidos de impeachment contra o presidente.

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

Rebeca a coluna no seu WhatsApp: 92 98422-0558

Redação: 92 99189-4271

Editor-chefe: 92 99109-1099

Deixe um comentário