Opinião | Juíza determina que deputado Fausto Jr. pague R$ 80 mil a Omar Aziz por chamá-lo de corrupto

Opinião | Juíza determina que deputado Fausto Jr. pague R$ 80 mil a Omar Aziz por chamá-lo de corrupto

Opinião | Juíza determina que deputado Fausto Jr. pague R$ 80 mil a Omar Aziz por chamá-lo de corrupto

Parlamentar convoca coletiva de imprensa após decisão da justiça em favor do senador

Omar processa mais de 80 sites, figuras públicas e pessoas comuns que o questionam ou criticam nas redes sociais

Menezes comenta saída de Ramos: ‘No PL não há lugar para comunista’

Capitão Alberto Neto é eleito o melhor Parlamentar da bancada federal do Amazonas

Braga defende candidatura de Simone Tebet para presidência da República

Amazonense ganha prêmio de melhor profissional de marketing digital do Brasil

“Lockdown e as narrativas trocadas” é o título do artigo do jornalista Thiago Botelho

Clima quente

Após mais de cinco meses do depoimento do deputado estadual Fausto Jr. (MDB) na CPI da Covid do Senado e dois meses do término dos trabalhos da Comissão, o clima continua quente e tenso entre o senador Omar Aziz, que presidiu o colegiado, e o parlamentar que foi o relator da CPI da Saúde no Amazonas.

Anúncios

À época, o deputado colocou Aziz em uma “saia justa” para todo o Brasil quando afirmou, em cadeia nacional, que o presidente da CPI deveria ter sido indiciado e que encaminhou para órgãos de controle diversos contratos suspeitos na saúde entre 2010 e 2014, quando Omar governou o Amazonas.

Relator

Fausto foi o relator da CPI da Saúde do Amazonas, que ano passado identificou R$ 1,5 bilhão em pagamentos com indícios de corrupção de 2010 a 2020, investigou 149 empresas e pediu o indiciamento de 50 pessoas.

Ameaças

Ainda durante a CPI, Omar ameaçou dar voz de prisão para Fausto, que não se intimidou com o senador e denunciou a coação.
“Meu compromisso é com a verdade e não me intimidarei diante de ameaças”, afirmou.

Ato de coragem

O depoimento de Fausto foi classificado por Bolsonaro como um ato de coragem.

“Omar Aziz, tu levou um catrapo, um contravapor do deputado estadual lá do Amazonas, quando ele afirmou que você deveria ser indiciado”, comentou o presidente em sua live semanal.

‘Corrupto e Escória Social’

Logo após Fausto Jr. repercutir sua participação na CPI do Senado em discurso na Assembleia Legislativa do Amazonas, onde denunciou que Omar Aziz é investigado por corrupção e desvios de R$ 260 milhões de verbas públicas da saúde pela Polícia Federal, e tê-lo chamado de ‘Corrupto e Escória Social’, o parlamentar foi processado pelo senador e, na última terça-feira (6), a juíza do caso emitiu sentença a favor de Omar.

R$ 80 mil

A decisão da juíza de Primeira Instância, Maria Eunice do Nascimento, da 9ª Vara Cível do AM, determina o pagamento de indenização de R$ 80 mil ao senador Omar Aziz.

Coletiva de Imprensa

Fausto ainda não se pronunciou sobre o assunto, mas convocou uma coletiva de imprensa nesta quinta-feira (9), às 9h, na Assembleia Legislativa do Amazonas, para falar sobre o caso.

Pelo visto, o assunto ainda vai render…

Censura

Omar já entrou com mais de 80 processos contra sites, figuras públicas e pessoas comuns que fazem postagens questionando e criticando o senador.

A estratégia utilizada por Omar visa coibir as críticas a pouco mais de um ano das eleições de 2022.

Além disso, o parlamentar segue bloqueando e apagando os comentários negativos em suas redes sociais.

Cai fora

O pré-candidato ao Senado da República, Coronel Menezes (sem partido), usou as redes sociais para comemorar, ao seu estilo provocador, a saída do deputado Marcelo Ramos do Partido Liberal (PL).

Desafeto do militar desde que comandava a superintendência da Suframa em 2019, Menezes disse que a sigla do presidente Bolsonaro não é lugar de comunista.

“Se tiver vergonha na cara vai se assumir comunista e deixar de enganar o povo do Amazonas querendo ser liberal. Duvido muito que se reeleja. No PL não há lugar para comunista. Selva!”, escreveu Menezes.

Saída amigável

A saída de Ramos do PL era dada como certa desde a filiação de Jair Bolsonaro, já que uma das principais bandeiras do mandato do parlamentar amazonense é fazer duras críticas ao Governo Federal.

Com uma relação respeitosa com o presidente nacional do PL, Valdemar da Costa Neto, Marcelo Ramos conseguiu deixar a sigla de forma amigável e sem problemas para seu mandato.

Ele vai continuar, inclusive, no cargo de vice-presidente da Câmara, que na prática é do partido e não do político.

Nos bastidores é dada como certa sua filiação no PSD do seu principal aliado no Amazonas, senador Omar Aziz.

Ranking dos Políticos

Por falar em Câmara Federal, o deputado Capitão Alberto Neto (Republicanos), foi eleito o melhor parlamentar do Amazonas em 2021 pelo instituto Ranking dos Políticos.

A premiação foi realizada ontem (8), em Brasília. Pelas redes sociais, o parlamentar comemorou o reconhecimento obtido.

“Recebi o prêmio de melhor parlamentar do Amazonas pelo instituto Ranking dos Políticos. Mas esse prêmio não é só meu, é de todo o povo do Amazonas, onde me sinto muito horando por estar aqui em Brasília, trabalhando pelo nosso Estado e pelo meu povo.”, disse Alberto Neto, acompanhado de sua mãe.

Critérios

O Ranking dos Políticos considera os seguintes critérios para definir a nota de cada candidato: anti-privilégios (votações), anti-desperdício (presenças e economia de verbas), anticorrupção (ficha limpa) e outros (iniciativas relevantes não previstas nos demais critérios), prezando pela imparcialidade e por uma classificação genuinamente técnica.

Contra a polarização

O senador Eduardo Braga (MDB-AM) participou do lançamento da candidatura da correligionária e também senadora Simone Tebet à presidência da República ontem (8), em Brasília.

O parlamentar fez elogios à trajetória da colega e destacou que o País precisa de um amplo projeto de pacificação nacional, em resposta ao lulismo e ao bolsonarismo.

Amazonas no topo

O amazonense Rodrigo Gadelha foi eleito o melhor profissional de marketing digital do Brasil pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcom). Esse é o mais importante prêmio da categoria.

Gadelha é considerado um dos principais nomes do Mercado Digital da América Latina, tendo participado do planejamento de campanhas e palestras nos EUA, México, Uruguai, Argentina, França e Portugal.

Narrativas trocadas

Em seu artigo desta semana, o jornalista Thiago Botelho fala sobre as narrativas trocadas em cima do tema “lockdown” e a politização e polarização da pandemia entre bolsonaristas e lulistas.

 

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

Rebeca a coluna no seu WhatsApp: 92 98422-0558

Redação: 92 99189-4271

Editor-chefe: 92 99109-1099

Deixe um comentário