Amazonino critica Omar

Amazonino critica Omar

O governador Amazonino Mendes ignorou até onde pode as movimentações políticas dos ex-aliados, hoje adversários políticos, Omar Aziz e Arthur Virgílio.

Anúncios

Durante um evento de inauguração da sede do Solidariedade no final de semana, Amazonino criticou o programa “Ronda no Bairro”, menina dos olhos do Senador Omar Aziz.

Para o Governador o programa que custou R$ 1,4 bilhão era muito caro.

“O Bosco já reduziu drasticamente os índices de criminalidade no Amazonas. Agora pergunte quanto ele gastou? Zero! É isso que nós queremos e é isso que o Amazonas estava precisando. De um governante!” – Afirmou Amazonino.

O programa Ronda no Bairro foi o carro chefe do governo de Omar e enquanto durou trouxe números positivos na segurança pública do Amazonas.

No governo Melo, quando o programa foi extinto, o Amazonas passou por um dos seus momentos mais críticos com o aumento da criminalidade, crime organizado e rebeliões, que passaram a ser freqüentes nos noticiários.

A sensação de insegurança no Estado nunca foi tão grande.

Não era amor

Quando assumiu o governo, Amazonino reimplantou o Ronda no Bairro e disse aos 4 cantos do Estado que essa era a solução para a segurança pública do Amazonas.

O próprio secretário de Segurança Pública Bosco Saraiva bebeu da fonte e trouxe para sua equipe as pessoas que cuidaram do Ronda no Bairro.

Mas o amor acabou, e descobriram que o projeto era Cilada.

Descontinuidade

A descontinuidade administrativa permanece um dos grandes problemas dos políticos brasileiros. Parece ser uma praga invencível, marca maior da falta de amadurecimento institucional do país.

As consequências são inúmeras, desde a interrupção de programas, engavetamento de projetos, desvios e desperdício do dinheiro público.

Hoje vamos relembrar alguns casos famosos: Alfredo quando prefeito lançou o Expresso, que foi enterrado na gestão de Amazonino e Serafim, que retornou com o nome de BRT na gestão de Arthur.

Serafim quando prefeito lançou a Domingueira e a Integração Temporal, bons projetos que foram encerrados na gestão de Amazonino. Ambos tiveram seus retornos anunciados por Arthur na campanha para a reeleição mas, até agora, ficou só na promessa, como tantos outros projetos do atual prefeito de Manaus.

É esperado dos que chegam ao poder a alteração da composição do governo e é do jogo que operem para que suas crenças sejam acolhidas.

Mas já está mais que na hora de caminharmos para uma democracia saudável que estimule o debate e evite que o processo de mudança ocorra de maneira autoritária, impulsiva ou insensata.

Morde e assopra

Após publicar nas redes sociais que o presidente da Aleam, deputado David Almeida, seria coadjuvante no processo eleitoral de 2018, o deputado Josué Neto retornou ao tema horas depois e deu continuidade à sua análise colocando o ex-governador no segundo escalão de políticos que podem, de certa forma, ter alguma influência no processo.

Vale lembrar que Josué recebeu centenas de mensagens criticando sua opinião, por ter deixado David de fora do protagonismo e da corrida ao Governo do Amazonas.

Happy Deus

A ação e mobilização promovida por David Almeida na sexta-feira (23), com o objetivo de atingir a marca de 50 mil curtidas em sua página do Facebook, não funcionou.

O #HappyDeus (me segue, me curte e compartilha) ficou longe de atingir seu objetivo de conquistar 1.550 amigos na rede social.

Apesar da forte divulgação e mobilização de sua tropa, até o presente momento, ainda faltavam mais de 700 pessoas para atingir o objetivo de 50 mil curtidas na sua fanpage.

Honraria

O presidente da Aleam David Almeida, recebe, nesta segunda-feira (26), o título de Cidadão Borbense.

De autoria do vereador Luiz Almeida, a proposta foi aprovada por unanimidade no fim do ano passado.

No período em que foi governador, David destinou R$ 5,5 milhões para investir em Educação no município.

Borba é o quarto município que homenageia o presidente do parlamento amazonense com entrega de título de cidadão. Em 2017, David recebeu a honraria nos municípios de Manacapuru, Itacoatiara e Rio Preto da Eva.

Cartilha

O deputado estadual Serafim Corrêa convida professores e amigos da educação para o lançamento da cartilha do Fundeb que apresenta o passo a passo sobre o recebimento e aplicações dos recursos federais, nesta segunda, dia 26, às 10h, no auditório da Aleam.

Imaturidade

A Juventude do PSDB passou um pito no prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, de 72 anos.

O grupo tucano manifestou, em nota no Facebook, “seu imenso repúdio com a falta de companheirismo e ausência de espírito democrático daquele que, não somente se inscreveu, bem como indicou membros para a Comissão de Prévias, que já havia sido instalada por decisão democrática da Direção Nacional do Partido.

Após ensaiar uma participação midiática, nosso correligionário desiste da disputa [contra Geraldo Alckmin], recorre a táticas subterrâneas, contorce propositalmente os significados da democracia, para não assumir o abandono do processo de prévias devido às suas próprias limitações, numa tentativa descabida de jogar nosso partido à vala das legendas de aluguel.”

Berlusconi

Não é só no Brasil que condenado por corrupção lidera pesquisa eleitoral. Será que eleitor tem vocação para mulher de malandro?!

Ele foi dado como politicamente morto após ser condenado e tornado inelegível. Mas, aos 81 anos, Silvio Berlusconi está de volta. Três vezes chefe de governo, ele dominou a vida partidária italiana por mais de 20 anos.

“Il Cavaliere” ainda cumpre pena por fraude fiscal, acompanhado de uma proibição de se candidatar até 2019 mas, a coalizão política que comanda, informalmente lidera as pesquisas para a eleição do dia 4.

Deixe um comentário