Greve continua | Emissário de Amazonino da bolo em professores e deputados

Greve continua | Emissário de Amazonino da bolo em professores e deputados

O Secretário de Educação do Amazonas, Lorenço Braga, gazetou a sessão na ALE-AM na qual daria esclarecimentos sobre o reajuste proposto aos professores. Na oportunidade, representantes da classe também apresentariam suas reivindicações e confrontariam o Secretário.

Segundo nota encaminhada pelo secretário executivo da SEDUC, Marcelo Campbel, a falta foi motivada “por questões de segurança”.

Governo do Amazonas é enquadrado pela ALE-AM

Os deputados da oposição liderados por David Almeida, atropelaram a base governista e intimaram o secretário Lourenço Braga (SEDUC) a comparecer a uma nova Audiência Pública na próxima quinta-feira (5), para explicar perante os professores e a sociedade, os motivos pelos quais o Governo se recusa a negociar com os professores.

Caso o secretário volte a faltar à sessão, poderá ser judicialmente acionado pela Assembleia por crime de responsabilidade.

União faz a força

O discurso dos professores na Assembleia Legislativa mostrou que pelo menos até onde se pode perceber, há uma união que fortalece o movimento, superando as divergências de grupos.

O que torna mais difícil para o governo Amazonino barganhar e conter o movimento grevista.

Política

Apesar dos discursos dos deputados em defesa ao movimento e em prol de que os professores não se deixem envolver por questões partidárias, é certo que por trás proliferam interesses políticos e com eles, leia-se movimentos relacionados às eleições desse ano.

Átila e Belarmino Lins flertam com o PP

A dois dias do fim da janela partidária os irmãos deputados ainda negociam nos bastidores o melhor caminho para suas reeleições.

O meio de campo com o PP de Rebecca Garcia foi feito pelo governador Amazonino Mendes (PDT). Os irmãos também já sondaram o MDB de Eduardo Braga, PSD de Omar Aziz e PTB de Cirilo Anunciação.

Átila e Belão, são os parlamentares com mais mandatos no Amazonas (24 anos cada), e buscam a oitava legislatura.

20 Senadores a favor da prisão de Lula

Aproximadamente 1/4 dos Senadores já assinaram manifesto a favor da prisão em segunda instância destinado à presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia.

A carta, que possui o apoio de 20 dos 81 senadores, foi entregue por um grupo de parlamentares para a Oficial do gabinete da Presidência do Supremo, Helta Gomes de Lima.

Os senadores Omar Aziz (PSD) e Eduardo Braga (MDB) não assinaram e não se manifestaram sobre o assunto.

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB) disse em vídeo publicado no Facebook que o presidente Lula está sendo perseguido e que prender alguém em segunda instância sem o trânsito em julgado do processo é inconstitucional.

Gilmar Mendes aposta que a sociedade vai acabar engolindo a soltura de Lula

“Um lado dirá que foi benfeito, que a decisão foi correta, e outro dirá que não foi correta e gerará críticas, mas em seguida haverá sentimento de acomodação e respeitar-se-á a decisão tomada pelo Tribunal.”

“Exército compartilha anseio de repúdio à impunidade”, diz comandante

O general Villas Boas disse no Twitter que o Exército “julga compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição” e “se mantém atento às suas missões institucionais”.

“Nessa situação que vive o Brasil, resta perguntar às instituições e ao povo quem realmente está pensando no bem do País e das gerações futuras e quem está preocupado apenas com interesses pessoais?”, escreveu.

O general da reserva Luiz Gonzaga Schroeder Lessa afirmou hoje ao Estadão que é dever das Forças Armadas restaurar a ordem, se o STF der uma rasteira na Constituição.

 

Generais declaram apoio ao comandante do Exército

Outros importantes generais se somaram à manifestação do comandante do Exército, Villas Boas, que disse compartilhar o anseio social de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição.

Alguns até publicaram gritos de guerra, como “Aço!” e “Selva!”.

É um rastilho de pólvora.

 

Dizem por aí…

Que o governador Amazonino Mendes já avisou o Senador Eduardo Braga (MDB) que o teto dele nessas eleições é para o cargo de deputado federal. E que se estiver em sua chapa não o quer muito próximo.

Ou seja, Amazonino já conta com essas duas vagas no Senado em sua chapa como moeda de troca para seduzir possíveis aliados.

 

 

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook:
 facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

 

Fale com a gente:

WhatsApp: 92 984132214                                                                                                                               

E-mail: [email protected]

Deixe um comentário