Manaus ganha dois prêmios

Manaus ganha dois prêmios

Segundo o prefeito Arthur Neto, hoje Manaus é a capital do LED no Brasil.

Anúncios

“Já são mais de 40 mil pontos instalados totalizando duas mil vias numa extensão de mil e quatrocentos quilômetros por toda a capital.” – Afirmou o prefeito em publicação nas redes sociais.

Quem também elegeu Manaus como a Capital dos buracos foram os seguidores do prefeito. Que fizeram questão de lembrar Arthur por mais essa conquista.

A equipe do prefeito até tentou responder, mas contra fatos…

Bancada Feminina

Tradicionalmente, em março, a bancada feminina do Congresso articula uma pauta de projetos considerados prioritários aos interesses das mulheres.

O objetivo é buscar uma votação e aprovação mais acelerada das propostas. Essa ano foram estabelecidos 21 projetos no Senado e seis na Câmara dos Deputados.

Entre os projetos aprovados no Senado, vale destacar dois que combatem à violência contra a mulher.

Na mira, a criminalização da divulgação de mensagens misóginas pela internet; da chamada “vingança pornográfica”; e do descumprimento de medidas protetivas determinadas pela Lei Maria da Penha.

Outro projeto aprovado na Câmara dos Deputados, de autoria da Senadora Vanessa, aumenta a pena para o estupro coletivo e tipifica os crimes de divulgação de cenas de estupro e importunação sexual.

Entre Aspas

Ainda sobre a participação das mulheres na política, a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB) foi entrevistada pela jornalista Mônica Waldvogel no programa “Entre Aspas” – GloboNews, sobre os motivos que levam à baixa participação das mulheres na política.

Crime eleitoral

O deputado Sabá Reis acusou explicitamente, na tribuna da Aleam, o governador Amazonino Mendes de “estar transformando os prefeitos do interior em cabos eleitorais”.

Segundo Sabá, Amazonino vai se reunir com 61 prefeitos nesta sexta-feira (9), na Sefaz, acenando que tem R$ 1 bilhão em caixa para o interior.

“Um bilhão de reais do povo do Amazonas, dinheiro esse que eles escondem e dizem que não têm”, afirmou Sabá.

Confuso

Não ficou claro o motivo de um boicote à um projeto do governo, protagonizado pela própria bancada governista na votação desta quarta-feira (7) na Assembleia Legislativa.

O projeto abriria um crédito de R$ 3,5 milhões à UEA, para pagamento de auxílio-alimentação dos servidores da universidade.

Esvaziada

Do nada, a votação marcada para esta quarta foi suspensa, por falta de quórum. Não haviam deputados suficientes para votar as matérias em pauta. Isso porque ainda nem começou o período eleitoral.

Cortejo

A UEA tem sido bem cortejada pelos últimos chefes do Executivo. Em agosto passado o então governador David Almeida enviou – e a Assembleia aprovou – um projeto que devolveu à UEA o direito de utilizar integralmente os recursos arrecadados do Distrito Industrial em prol da instituição.

Antes disso, o governo podia usar parte dos recursos como bem entendesse.

Chororô

Esse projeto de David Almeida foi resultado de uma revelação feita em julho de 2017, pelo reitor Cleinaldo de Almeida Costa, de que a UEA estava falida, quebrada, esfarrapada.

Cada um fala o que quer

Quando o assunto é polícia militar, é o maior “disse me disse”.

A oposição, a favor da promoção na carreira da Polícia Militar, diz que o governo não quer recebê-los para conversar.
Já os governistas dizem que a oposição não quer dialogar, mas usar os policiais militares como massa eleitoral, fazendo gritaria.

Nesse disse me disse quem sai perdendo é o policial militar que teve sua promoção cancelada pelo governo de Amazonino Mendes.

Escalado

Depois do bate-boca da última terça-feira entre o líder do governo, deputado Dermilson Chagas, e o deputado Cabo Maciel, quem foi escalado para defender o governo nesta quarta foi o deputado Vicente Lopes, conhecido por ser um gentleman.

Com sua fala mansa, Vicente pediu sensatez aos Policiais Militares, no sentido de evitar a greve marcada para o próximo dia 15.
Segundo Vicente, paralisar a polícia, só vai piorar o quadro de insegurança nos municípios do interior e na capital.

Vicente apontou a promoção de 1.100 policiais militares e a concessão de tíquete-alimentação aos servidores da Saúde e Educação como atitude de boa vontade do governador, que quer acertar.

Senado ataca Lava Jato

O plenário do Senado aprovou na quarta-feira o PLS 366/2015, que altera o Código de Processo Penal e garante o exercício do contraditório durante o inquérito policial, com acesso da defesa aos autos.

Uma emenda do senador João Capiberibe reduziu o estrago, ao impedir o acesso dos advogados a registros de diligências em andamento e a medidas cautelares sigilosas, o que inviabilizaria qualquer investigação.

Apesar da melhora no texto, o projeto ainda pode sofrer alterações na Câmara. O objetivo das grandes bancas de criminalistas e dos políticos corruptos é conhecido.

Plano para livrar Lula

A defesa de Lula vai apresentar um novo habeas corpus para que Edson Fachin leve-o em mesa para julgamento imediato do plenário.
É a forma mais rápida de evitar a prisão do petista e não precisa de autorização de Cármen Lúcia.

Resta saber se Fachin terá coragem.

Deixe um comentário