Você está visualizando atualmente Não vai ter greve

Não vai ter greve

Está suspensa a greve anunciada pelo Sindicato dos Rodoviários para quarta-feira, 23.

A Prefeitura de Manaus e o Sinetram deram entrada em uma ação na Justiça alegando ilegalidade da greve e conseguiram uma liminar suspendendo a paralisação.

Também não vai ter água

Se a greve dos rodoviários foi suspensa, a Amazonas Ambiental segue o exemplo da Justiça e suspende na quarta-feira (23), o fornecimento de água para toda a cidade. Supostamente será por apenas três horas.

 

Chumbo grosso

O governador Amazonino Mendes tem uma carta coringa na manga para mostrar na hora da campanha eleitoral.

Determinou que a Sefaz e a Procuradoria do Estado investiguem um contrato sem licitação firmado pela Suhab e a empresa Ezo Participações, durante o governo interino de David Almeida.

Caçado com pente fino, David vai ter que explicar essa história direitinho, já que Amazonino vem anunciando que deve ser um escândalo

Mais chumbo

Enquanto Amazonino investiga David, a Coordenadoria de Infraestrutura e Acessibilidade do MPC-AM (Ministério Público de Contas do Amazonas) investiga contratos da Secretaria Estadual de Infraestrutura) e da CGL (Comissão Geral de Licitação) relativos à primeira fase de concepção e implantação da Cidade Universitária, em Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus).

O pedido de apuração abrange, entre outros, sete contratos que totalizam R$ 207,2 milhões.

Desespero

Mais de quatro mil pessoas compareceram à Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) para se candidatar a pouco mais de 300 vagas de pedreiro e ajudante de pedreiro.

Pouco mais de duas mil conseguiram se cadastrar. O atendimento continua hoje.

Foras da lei

A reunião da Comissão Eleitoral da OAB-AM, que analisa as candidaturas ao cargo de desembargador do TJAM, terminou em empurra-empurra e bate-boca na noite desta segunda-feira (20).

A comissão cassou a candidatura do advogado Charles Garcia a desembargador, por abuso de poder econômico. Depois disso, ninguém mais se entendeu. A confusão foi tão grande que até o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) pode intervir.

O advogado Charles Garcia se mantém no pleito até o julgamento dos recursos. O candidato negou todas as acusações e afirmou que vai recorrer até a última instância.

Mote eleitoral

A quantidade de pessoas na fila da Seminf dá bem a medida de qual deve ser um dos principais temas da campanha que se aproxima: o desemprego. Candidato que ignorar esse mote está sujeito a derrotas!

PT chuta Dilma

“Aliados de Dilma Rousseff dizem que hoje o mais provável é ela não ser candidata ao Senado por Minas Gerais”.

Fernando Pimentel está desesperado para se livrar de Iolanda.

Petistas constrangidos a financiar Instituto Lula

O Instituto Lula está falindo.

“Com o chefe preso as receitas secaram e não há mais como arcar com a manutenção e o pagamento de funcionários”, diz O Globo.

E mais: “Parlamentares petistas estão sendo constrangidos a contribuir para manter as atividades funcionando minimamente.”

Estancando a sangria de Meirelles

O MDB apresenta hoje a candidatura de Henrique Meirelles.

Romero Jucá diz à Folha de S. Paulo que está se mexendo e “quer marcar uma série de encontros – especialmente com os partidos do centrão que procuram uma alternativa a Geraldo Alckmin”.

TSE discute cota de fundo eleitoral para mulheres

O TSE deverá analisar hoje à noite consulta de um grupo de deputadas e senadoras. Elas querem fixar um patamar mínimo de 30%, do bilionário fundo eleitoral, para candidaturas femininas, informa Fausto Macedo.

Raquel Dodge mandou ao tribunal um parecer favorável à medida. A PGR disse considerar a consulta “tão legítima quanto necessária”.

Partido de Bolsonaro convida mãe PM a ser candidata

O PSL, partido de Jair Bolsonaro, convidou a cabo PM Kátia Sastre para ser candidata a deputada estadual pela sigla, informa a Folha.

Kátia é a PM que reagiu a um assalto em Suzano na frente da escola da filha, na véspera do Dia das Mães, matando o assaltante que havia acabado de sacar sua arma.

O convite à policial foi feito pelo diretório do PSL em São Paulo, presidido pelo deputado federal Major Olímpio. Procurada pelo jornal, Kátia respondeu que não quer “dar esse tipo de informação ainda”.

 

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook:
 facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

 

Fale com a gente:

WhatsApp: 92 984132214                                                                                                                               

E-mail: [email protected]

Deixe um comentário