Opinião | Amazonino assume comando do Podemos de olho em 2022

Opinião | Amazonino assume comando do Podemos de olho em 2022

Opinião | Amazonino assume comando do Podemos de olho em 2022

Ex-governador nunca teve menos que 30% no 1º turno nas seis disputas para governo

Capitão Alberto Neto de malas prontas para o Podemos

Joana Darc deve entrar para o seleto rol de deputados cassados no Amazonas

Para muitos deputados, cassar Joana virou uma questão pessoal

Governador Wilson Lima ensaia entrar em campo para salvar sua aliada

A fórmula da longevidade para todo político é o poder. Que o diga a Rainha Elizabeth, que completará 95 anos na próxima quarta-feira (21), e está há 69 anos como monarca sem previsão de abdicar ao trono.

Anúncios

Alguém tem dúvida de que ela, assim como Amazonino Mendes, sente uma obrigação quase que divina de ser chefe de Estado, e que isso vale até a morte?!

⭕️

No vácuo

Com um vácuo na representatividade política local, acentuado nos últimos anos – onde poucas figuras despontaram com grande popularidade – o Negão sabe que ainda tem gordura para queimar e ainda tem a fidelidade de grande parte do eleitorado, por conta de sua trajetória política.

⭕️

Tá ON

Os números jogam a favor dele. Amazonino nunca teve menos de 30% em uma disputa para o Governo, o que o torna competitivo para 2022, mesmo com seus 81 anos de idade.

Apesar do mistério, que faz parte do seu misancene político de toda eleição que participa, pessoas próximas a Amazonino já confirmaram ao Direto ao Ponto que ele é candidato em 2022.

Se ao Senado ou ao Governo, isso meus amigos, vai ficar para os 48 do segundo tempo do ano que vem.

⭕️

Histórico

Todas as vezes que foi candidato ao Governo, ou ganhou no 1º primeiro turno, ou foi para 2º turno, ou perdeu com boa votação.

Em 1986, foi eleito governador pela primeira vez no 1º turno com 54,28% (270.875 votos).

Em 1994 foi eleito pela 2º vez governador no primeiro turno com 62,26% (406.060) dos votos.

Em 1998 foi reeleito no 1º turno com 51,13% (418.373 votos).

Em 2006 perdeu para Eduardo Braga no 1º turno com 40% (543.412 votos).

Na eleição suplementar de 2017, Amazonino teve 38,77% (577.397) no 1º turno. E venceu no 2º se elegendo governador pela quarta vez.

Em 2018, teve 32,74% (579.016 votos) no primeiro turno. E perdeu no 2º turno para Wilson Lima.

⭕️

Malas prontas

O deputado federal Capitão Alberto Neto (Republicanos) recebeu convite para ingressar no Podemos e disse que está estudando a filiação para disputar a reeleição. “Estamos namorando.”

⭕️

Cassação

A deputada estadual Joana Darc (PL) está de licença-maternidade, mas mesmo afastada do parlamento terá que se articular caso ainda queira ter uma cadeira na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) após os seis meses de afastamento a que tem direito.

⭕️

Comissão de Ética

Na sessão plenária que elegeu a nova Mesa Diretora da Aleam, em dezembro do ano passado, a parlamentar acusou Roberto Cidade (PV) de comprar, por R$ 200 mil, cada um dos 16 votos que conquistou dos colegas.

Na ocasião, Joana disse que apresentaria provas da denúncia, mas não apresentou e agora seu mandato está na Comissão de Ética do Parlamento Estadual, sob relatoria de Dermilson Chagas (Podemos), um dos seus principais desafetos.

⭕️

Quebra de decoro

Se perder o mandato – o que é possível, uma vez que a denúncia se enquadra em quebra de decoro parlamentar – Joana Darc integrará um seleto grupo de deputados cassados pelo Conselho de Ética da Aleam.

O primeiro foi Antônio Cordeiro, que perdeu o cargo em 2004 após ser alvo da Operação Albatroz que o apontou como chefe de uma quadrilha que desviou R$ 500 milhões dos cofres públicos do Estado. O segundo e mais famoso, é o caso de Wallace Souza, cassado em 2009 por ser acusado de chefiar uma organização criminosa na cidade.

A história, inclusive, virou série da Netflix.

⭕️

Data marcada

Relator do pedido de cassação de Jaona Darc na Comissão de Ética, Dermilson Chagas, declarou na semana passada que só dará andamento ao processo após o retorno da deputada às atividades no parlamento. A licença-maternidade dela se encerra no dia 3 de setembro.

“De antemão, eu já antecipo à deputada Joana Darc que traga um recibo, uma filmagem ou uma fotografia de alguém recebendo, entregando ou negociando duzentos mil reais”, desafiou Dermilson Chagas.

⭕️

Bastidores

Para grande parte dos deputados da Aleam cassar Joana virou uma questão pessoal.

Nos bastidores, Wilson Lima ensaia entrar em campo para buscar uma solução de salvar a líder do governo na Aleam. A pergunta que fica, no entanto, é até que ponto o governador vai comprar uma briga e tornar isso um cavalo de batalha?

Ainda mais agora que conseguiu retomar as relações com a Casa, pacificar os ânimos e recompor a base.

Aguardemos as cenas dos próximos capítulos…

 

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

WhatsApp: 92 98413-2214

Deixe um comentário