Opinião | Candidatos em 2022, Braga e Omar terão palanque antecipado na CPI da Covid

Opinião | Candidatos em 2022, Braga e Omar terão palanque antecipado na CPI da Covid

Opinião | Candidatos em 2022, Braga e Omar terão palanque antecipado na CPI da Covid

Bolsonaro terá minoria em CPI da Covid-19

Braga cotado para assumir a presidência ou a relatoria

CNN questiona participação de Omar na CPI

Delegado Pablo: “Mais 30 leitos de UTI e R$ 5 milhões para o turismo no AM”

Criada nesta terça-feira (13) no Senado, a CPI da Covid deve se firmar como uma vitrine para senadores que são potenciais candidatos nas eleições do próximo ano.

Anúncios

Dos 11 membros indicados por blocos partidários como titulares da CPI, 6 podem disputar governos estaduais e 2 devem concorrer à reeleição ao Senado em outubro de 2022.

⭕

CPI da Covid

A CPI irá investigar ações e omissões da gestão Jair Bolsonaro na pandemia e a aplicação de verbas federais repassadas aos estados e prefeituras. Foi criada após determinação do STF, medida que irritou o presidente e provocou novo desgaste na relação entre os Poderes.

⭕

Vitrine

Por tratar da pandemia da Covid-19, assunto mais relevante do país no momento, e por acontecer em um ano pré-eleitoral, a CPI tem um cenário ideal para ampliar o capital político de seus membros.

Nas sessões da comissão, eles terão um espaço para demonstrar capacidade de trabalho, defender aliados e fustigar potenciais adversários nos estados.

⭕

Bolsonaro terá minoria

A Gestão Jair Bolsonaro não terá vida fácil na CPI da Covid-19.

Dos 11 membros titulares, apenas quatro são de sua base. Os outros sete se dividem entre independentes (cinco deles) e oposição (os outros dois).

Com essa configuração, há a possibilidade de que relatoria e presidência do grupo que investigará a omissão do Governo na crise do coronavírus fiquem com senadores considerados independentes.

⭕

Eduardo Braga

O senador Eduardo Braga (MDB) pode ter destaque na CPI. Ele está cotado para assumir a presidência ou a relatoria da Comissão.

Braga é candidato ao Governo do Amazonas em 2022, e irá usar a CPI como palanque político e moeda de troca.

Alguém tem dúvida?

⭕

Omar Aziz

O senador Omar Aziz será membro da CPI. Ele tem sido um dos parlamentares mais críticos na condução da pandemia por parte do governo federal. E afirmou que não irá passar a mão na cabeça de ninguém.

Omar é candidato a reeleição em 2022.

⭕

Telhado de vidro

A exposição é uma via de mão dupla. Braga e Omar que já tiveram seus nomes envolvidos em diversos escândalos de corrupção no Amazonas na época que governavam o estado, de obras a saúde, passando pela Lava Jato, também podem virar alvo. O senador Omar Aziz, por exemplo, ontem mesmo foi destaque nacional.

⭕

Maus Caminhos

Omar foi destaque na CNN, que questionou a participação de um membro que é investigado por desvios de recursos para a área da saúde quando foi governador do Amazonas.

Aziz foi alvo em 2016 de uma operação do Ministério Público Federal chamada “Maus Caminhos”.

O objeto principal da investigação é o desvio de cerca de R$ 260 milhões de verbas públicas da saúde por meio de contratos milionários firmado com o governo do estado do Amazonas.

⭕

Grande circo

Apertem os cintos, até porque no fundo no fundo, a gente sabe que a CPI não passa de uma Campanha Política Intensa, pra turma que só pensa naquilo.

Um grande circo dos horrores, para servir de palanque eleitoreiro e autopromocional.

Quem vai sair vitorioso? Não dá pra saber, a única certeza é que não vai ser o povo.

⭕

Saúde e Economia

Ontem (14) o deputado federal delegado Pablo anunciou que o Ministério da Saúde irá liberar R$ 64 milhões para instalar 1.336 leitos de UTI no Brasil, destes 30 serão instalados no Amazonas.

Pablo também esteve reunido com a equipe do Ministério do Turismo em busca da liberação de recursos para 19 cidades do Amazonas, em um total de 5 milhões de reais que ajudarão na retomada deste importante segmento que movimenta a economia de nossa região.

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

WhatsApp: 92 98413-2214

Deixe um comentário