Opinião | Com votação apertada, Wilson emplaca presidente e relator na comissão de impeachment

Opinião | Com votação apertada, Wilson emplaca presidente e relator na comissão de impeachment

Opinião | Com votação apertada, Wilson emplaca presidente e relator na comissão de impeachment

Os ânimos na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) e no Governo do Estado andam exaltados, tudo por conta de um processo de impeachment contra o governador Wilson Lima (PSC) e o vice-governador Carlos Almeida (PTB) por supostamente terem cometido crimes de responsabilidade e improbidade administrativa.

Anúncios

Pedidos

O primeiro pedido de impeachment havia sido ingressado pelos deputados Wilker Barreto e Dermilson Chagas, ambos do Podemos, no final do ano passado, pela prática de crimes de responsabilidade e improbidade administrativa.

No entanto, a mesa diretora da Aleam decidiu pelo arquivamento do pedido.

Em abril deste ano, o sindicato dos médicos ingressou com novo pedido, que foi suspenso por ação direta de inconstitucionalidade.

Prosseguimento

Porém, em decisão no dia 7 de julho, coincidentemente após a operação da Polícia Federal, a procuradoria da Aleam manifestou-se, após pedido da presidência e informou que não haveria vedação para o avanço no processo de impeachment, desde que fossem observadas as leis federais.

Comissão definida

Nessa terça-feira (14), foi eleita e homologada pelo plenário os 17 membros da Comissão Processante do Impeachment.

Votação apertada

Com 9 votos à 6 e uma abstenção de Saullo Vianna (PTB), Alessandra Campelo foi eleita à presidência da Comissão.

O relator Dr. Gomes foi eleito por 10 votos à 6 e uma abstenção de João Luiz (Republicanos).

Prazo de 10 dias

O próximo passo da Comissão será o de emitir em 10 dias o parecer opinando se a denúncia deve ou não ser julgada objeto de deliberação.

Dentro desse período, a comissão poderá realizar as diligências que julgar necessárias e o governador e vice, deverão apresentar defesa prévia.

Renunciou à vice-liderança

Durante a sessão, o deputado Álvaro Campelo (Progressista) comunicou sua renúncia da função de vice-líder do governo do Amazonas.

“Eu não tenho mais como postergar essa decisão, portanto na manhã desta terça eu comunico à Casa e à população que eu deixo o cargo de vice-liderança do governo do Amazonas e retorno ao bloco dos independentes do qual eu fiz parte na primeira metade de 2019”, explicou o parlamentar, que disse ao Direto ao Ponto, que deu ouvidos à população.

Possível rompimento

A possível rompimento entre o governador Wilson Lima e o vice Carlos Almeida ficou mais evidente ontem com a abstenção do deputado Saullo Vianna (PTB), na votação que elegeu Alessandra Campelo para presidente da Comissão.

Saullo tem uma relação umbilical com o colega de partido, o vice-governador, Carlos Almeida (PTB).

Cobrança ao Governo

Em tom inflamado, o presidente da Aleam, deputado Josué Neto (PRTB), criticou o governo do Estado por ainda não ter enviado o projeto de lei da Comissão Especial de Estudos, que regulariza o mercado de gás natural no Amazonas.

Josué falou que o projeto de lei do gás natural está pronto, mas está engavetado.

“Crime não é apenas utilizar os recursos de forma errada, mas quando o governo não cumpre a sua função de promover o bem comum, de construir o futuro e trilhar os caminhos do desenvolvimento do Estado”, acusou o presidente.

“Leviana e Irresponsável”

Wilson, em nota, repudiou a declaração de Josué Neto.

“É leviana e irresponsável qualquer acusação que faça menção a interesse meu. Não tenho nenhum interesse pessoal e particular no caso. Mas não permitirei que uma decisão tão importante para o Estado do Amazonas, que define questões econômicas fundamentais, seja tomada de maneira intempestiva. Daí porque optei por buscar estudos e avaliações técnicas que embasem minha decisão. O que está em pauta é o futuro do povo do Amazonas e não questões meramente políticas”, disse o governador.

Novo Comando

O jornalista Rodrigo Araújo vai assumir a Secretaria de Comunicação do Governo (SECOM). Com vasta experiência no mercado local, o jornalista já comandou redações e a comunicação de caciques do Amazonas.

 

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

 

Fale com a gente:

WhatsApp: 92 98413-2214

Deixe um comentário