Opinião | CPI da Pandemia é instalada com Omar Aziz na presidência

Opinião | CPI da Pandemia é instalada com Omar Aziz na presidência

Opinião | CPI da Pandemia é instalada com Omar Aziz na presidência

Mandetta vai ser o primeiro a depor e crise em Manaus será investigada

Braga e Flávio Bolsonaro trocam farpas

Aziz pode se reinventar de olho em 2022

⭕

CPI da Pandemia

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, nome oficial escolhido pelos senadores, foi instalada nesta terça-feira (27) no Senado Federal e terá o Amazonas como destaque.

Anúncios

Não só pela escolha de Omar Aziz (PSD) como presidente e Eduardo Braga (MDB) como membro titular, mas sobretudo por conta dos problemas no abastecimento de oxigênio hospitalar vividos em Manaus no mês de janeiro, que é um dos assuntos de interesse dos parlamentares e já citado pelo senador Luis Carlos Heinze (PP-RS).

⭕

Formação

A Comissão, vale lembrar, abrangerá além da atuação do Governo Federal na gestão da pandemia, supostas irregularidades no uso de verba federal para enfrentamento da Covid-19 por prefeituras e governos estaduais.

A CPI é formada por 11 membros. O Senador Omar Aziz (PSD) foi eleito presidente com 08 votos; Randolfe Rodrigues (Rede-AP) foi eleito vice-presidente. A relatoria com Renan Calheiros (MDB-AL), indicado por Omar.

Fecham o grupo: Eduardo Braga (MDB); Ciro Nogueira (PP-PI); Eduardo Girão (Podemos-CE); Humberto Costa (PT-PE); Jorginho Mello (PL-SC); Marcos Rogério (DEM-RO); Otto Alencar (PSD-BA) e Tasso Jereissati (PSDB-CE).

⭕

Início dos trabalhos

A expectativa é que já na próxima terça-feira (4 de maio) o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta seja ouvido na CPI. Ele foi o primeiro a deixar o cargo durante a pandemia. Seus sucessores, Nelson Teich e Eduardo Pazuello, serão ouvidos na sequência.

As sessões serão realizadas de maneira híbrida (com alguns senadores de forma presencial e outros virtual) e se estenderão por 90 dias. Ao final da CPI, será produzido um relatório que deve ser encaminhado ao Ministério Público ou à Advocacia Geral da União para que tomem as devidas providências jurídicas e/ou penais.

⭕

Indagações

Já nesta quarta-feira (28), os membros da CPI poderão apresentar requerimentos para indicar quais assuntos devem ser investigados. A expectativa é em relação aos pedidos de Omar e Eduardo, uma vez que provavelmente abrangerão assuntos locais.

O relator Renan Calheiros já se antecipou e ontem mesmo protocolou 11 requerimentos. Ele quer ouvir o atual ministro e os ex-ministros da Saúde e ter acesso aos processos administrativos de aquisição das vacinas. Sobre Manaus, quer informações acerca dos pedidos de auxílio e de envio de suprimentos hospitalares, em especial oxigênio, além das respostas do Governo Federal.

⭕

Braga: entre tretas e elogios

Eduardo Braga foi um dos que mais falou durante a sessão de instalação da CPI. Teve um pequeno atrito com Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), que acusou o senador do Amazonas de exclui-lo da escolha dos membros da Comissão, uma vez que MDB e Republicanos fazem parte do mesmo bloco partidário.

Além de justificar o ato de forma técnica, ainda elogiou sarcasticamente o filho do presidente da República por estar usando máscara.

⭕

Sarcasmo

“Parabéns a vossa excelência que está usando máscara, porque no domingo o ex-ministro da Saúde estava desfilando sem máscara num shopping da minha cidade dando um péssimo exemplo à população”, afirmou. Ele se referiu ao episódio onde Eduardo Pazuello foi flagrado sem máscara caminhando no Manauara Shopping.

⭕

Alinhamento

Num outro momento, Braga elogiou a escolha de Omar para a presidência, deixando de lado recentes desavenças políticas entre eles.

⭕

Oportunidade de ouro

Por falar em Omar, a presidência da CPI é uma oportunidade de ouro para o senador ganhar pontos com o eleitor amazonense e pavimentar o caminho para a reeleição.

Em seu primeiro discurso à frente da comissão, afirmou que os trabalhos serão conduzidos de maneira “transparente” e “técnica” e afastado do embate político.

“Tenho certeza de que o debate será proveitoso, que essa CPI irá levar uma esperança maior na aquisição de vacinas, de kits, de tecnologia, para que a gente possa dar uma esperança a milhares de pessoas”, afirmou Aziz.

Agora, Omar ganha destaque na mídia local, nacional e poder de barganha com o governo federal, estadual e municipal, de olho em 2022.

 

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

WhatsApp: 92 98422-0558

Deixe um comentário