Opinião | Deputado João Luiz quer pastores vacinados antes de policiais e professores

Opinião | Deputado João Luiz quer pastores vacinados antes de policiais e professores

Opinião | Deputado João Luiz quer pastores vacinados antes de policiais e professores

STF obriga Senado a abrir CPI da Covid-19

Senador Plínio Valério diz que ministro Barroso deveria seguir a fila: “Antes da CPI sobre COVID, tem na frente a da Lava Toga e a de minha autoria sobre ONGs na Amazônia”

Prefeitura de Manaus e CMM cada dia mais alinhadas

Apesar de Sylvio Puga ter sido o mais votado na eleição para a reitoria da Ufam, pode ficar de fora do cargo

O deputado estadual João Luiz (Republicanos) apresentou um requerimento solicitando ao Governo do Amazonas a inclusão dos pastores e demais líderes religiosos cristãos na etapa prioritária da vacina contra a Covid-19.

Anúncios

Segundo o parlamentar, que também é pastor e irá se beneficiar com a aprovação da matéria, as lideranças religiosas, tanto na capital quanto no interior, também estão na linha de frente do combate ao Covid-19.

⭕

Pastor da Universal

A criação de leis e outras ações legislativas na área religiosa é a principal bandeira de João Luiz, que é presidente da Frente Parlamentar Cristã da Aleam e pastor da Igreja Universal.

Já dizia o velho ditado do saudoso Bezerra da Silva: “Farinha poucameu pirão primeiro”

⭕

Critérios de vacinação

A Secretaria de Estado da Saúde afirmou que segue as prioridades de vacinação definidas pelo Ministério da Saúde.

Atualmente, o Estado vacina idosos, profissionais de saúde, pessoas com comorbidades, indígenas e quilombolas.

⭕

Profissionais da segurança

Recentemente o Governador Wilson Lima ganhou na justiça o direito à vacinação de trabalhadores das forças estaduais de segurança e salvamento que atuam na linha de frente no enfrentamento da pandemia da Covid-19.

Foram contemplados cerca de 5 mil servidores da segurança pública.

⭕

Professores são os próximos

O Governador também pediu a inclusão de professores na prioridade de vacinação.

Caso a solicitação para vacinar os professores seja aceita, será a segunda vez que o governo altera grupos prioritários do PNI.

⭕

CPI da Covid-19

O ministro Luís Roberto Barroso, do STF, determinou ontem (8) que o Senado instale uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar eventuais omissões do governo federal no enfrentamento à pandemia.

⭕

Processo

O ministro analisou uma ação apresentada pelos senadores Alessandro Vieira e Jorge Kajuru para que o Senado instale a CPI.

Ao todo, 31 senadores assinaram o pedido de criação da CPI em fevereiro – quatro a mais que os 27 exigidos pelo regimento. Eduardo Braga (MDB), Omar Aziz (PSD) e Plínio Valério (PSDB) do Amazonas, assinaram o pedido.

⭕

Apoia, mas crítica STF

Mesmo sendo um dos assinantes da CPI da Covid-19, Plínio criticou a decisão de Barroso, e afirmou “se julga semideus”.

“O ministro Barroso não tem esse poder todo que pensa ter. Ele desconhece que antes da CPI sobre COVID, tem na frente a da Lava Toga e a de minha autoria sobre ONGs na Amazônia. É norma seguir a fila!”.

⭕

Núcleo de apoio parlamentar

A prefeitura de Manaus está cada dia mais alinhada com a Câmara Municipal de Manaus.

Essa semana foi inaugurado na CMM, com a presença do Secretário Municipal de Limpeza Urbana, Sabá Reis, o Núcleo de Apoio Parlamentar, onde a prefeitura de Manaus irá disponibilizar aos vereadores, vários serviços com foco no acolhimento, orientação e encaminhamento das demandas do mandato, como limpeza e tapa-buracos.

⭕

Novo reitor

A lista tríplice com os nomes para reitor da UFAM, formada pelos professores Sylvio Puga, Therezinha de Jesus, a “Teca”, e Selma Baçal, já está nas mãos de Bolsonaro.

O presidente tem até o dia 1º de julho para definir o nome.

Apesar de Sylvio Puga ter sido o mais votado na eleição para reitor, pode ficar de fora.

Isso porque entre as 30 nomeações feitas desde o início do mandato presidencial até agora, Bolsonaro nomeou 12 reitores que não figuravam na primeira posição da lista. Praticamente um terço deles.

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

WhatsApp: 92 98413-2214

Deixe um comentário