Opinião | Governo do AM gasta mais de R$ 2 milhões em Árvore de Natal, sem licitação

Opinião | Governo do AM gasta mais de R$ 2 milhões em Árvore de Natal, sem licitação

Opinião | Governo do AM gasta mais de R$ 2 milhões em Árvore de Natal, sem licitação

Parlamentares questionam gastos e cobram investimentos na saúde do AM

Final de semana de paz e confraternização entre deputados

Alessandra Campelo e Saullo Vianna desistem de ADI

Marcelo Ramos se prepara para concorrer ao Governo do AM

O Governo do Amazonas utilizou o decreto de calamidade pública no estado, que tem vigência até 31 de dezembro, e dispensou a licitação para a compra de decoração natalina.

Anúncios

No total, serão gastos mais de R$ 2 milhões, em meio a uma pandemia que alcançou o número de 5 mil mortes e 186 mil casos no Amazonas.

⭕

Dispensa de licitação

A dispensa foi assinada por Edval Machado Junior, Presidente de Agência Amazonense de Desenvolvimento Cultural.

A empresa que irá receber os mais de R$ 2 milhões sem licitação é a AC Entretenimento e Produção, Cenart Produções e Serviços Cenográficos e Ecoard Estrutura e Produção.

⭕

Peladão 2020

O patrocínio de R$ 1,6 milhão no Peladão 2020 também foi alvo de críticas.

O valor consta em contrato assinado entre a Secretaria de Cultura do Estado (SEC) e a Editora Cultural da Amazônia LTDA, que pertencente à Rede Calderaro de Comunicação.

Deputados estaduais criticaram o investimento do governo, que chegou a declarar, nesta semana, não ter recursos para comprar vacina contra a Covid-19, mas escolheu investir no campeonato realizado pela empresa privada.

⭕

“Absurdo”

O deputado estadual Dermilson Chagas questionou a atitude:

“Não tem dinheiro para reajustar os salários dos servidores públicos e nem para comprar as vacinas contra o COVID-19. Mas para pagar R$ 1,6 milhão para o campeonato “peladão” e R$ 2 milhões para empresas montarem uma árvore de natal, tem dinheiro de sobra. Infelizmente essa é a prioridade do governo do Amazonas”

⭕

“Afronta a sociedade”

O deputado Wilker Barreto questionou as prioridade do Governo com a compra da árvore de Natal e do patrocínio ao Peladão.

“Wilson Lima está gastando quase R$ 4 milhões em árvore de Natal e Peladão, em plena pandemia. Isso é um absurdo, uma afronta à sociedade!!!”

⭕

Confra

Após a turbulência das últimas semanas na Assembleia Legislativa por conta da eleição da Mesa Diretora, a maioria dos deputados estaduais tiraram o final de semana para confraternizar.

⭕

Confra dos unidos

A confraternização que contou com 13 deputados estaduais foi promovida pelos presidentes Josué Neto e Roberto Cidade, em exercício e eleito, respectivamente. E contou com a presença dos deputados Álvaro Campelo, Carlinhos Bessa, Delegado Péricles, Dermilson Chagas, Dra. Mayara Pinheiro, Fausto Jr., Felipe Souza, Josué Neto, Ricardo Nicolau, Therezinha Ruiz e Wilker Barreto.

⭕

Confra dos excluídos

Outra confraternização promovida no final de semana foi a do deputado Saullo Vianna. Essa menos prestigiada pelos colegas, contou apenas com a presença dos deputados estaduias Abdala Fraxe e Joana Darc.

⭕

Desistência

Os deputados Alessandra Campêlo e Saullo Vianna desistiram da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) ajuizada, na terça-feira passada, no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) para anular a eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Amazonas, quando foi eleito o deputado Roberto Cidade (PV) para a presidência da Casa.

⭕

Preparação

Usuário ávido de redes sociais, o deputado Marcelo Ramos, disse em resposta a um internauta que o queria ver como governador do Amazonas, que está se preparando.

“Tudo no tempo de Deus. Estou me preparando para quando isso acontecer eu estar a altura da responsabilidade.”, disse Marcelo, que hoje enfrenta o desafio da eleição da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, concorrendo como vice na chapa de Arthur Lira, candidato de Bolsonaro.

 

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

WhatsApp: 92 98413-2214

Este post tem um comentário

  1. Rivelino

    Infelizmente, o povo Amazonense assim como todos os brasileiros não tem para quem recorrer, nosso poder judiciário é uma vergonha, sonhamos um dia ter a justiça trabalhando como justiça ao invés de ser protetora de criminosos, enquanto o povo sofre com as irregularidades praticadas pelos políticos brasileiros em todas as esferas, Federal, estadual e municipal não à investigação e quando existe acaba tudo em festa, os políticos brasileiros enriquecem com o dinheiro do povo e por isso fica. O que era para ele realizar em prol da população como: saúde, educação, segurança pública, infraestrutura, ação social, moradias populares, entre outros trabalhos que tragam crescimento ao invés disso temos saúde precária, educação precária, segurança pública precária enfim tudo funcionando de forma inconsistente sem promover benefício algum a população.

Deixe um comentário