Opinião | Lula não virá a Manaus apoiar Zé Ricardo

Opinião | Lula não virá a Manaus apoiar Zé Ricardo

Opinião | Lula não virá a Manaus apoiar Zé Ricardo

Ontem (20) o Direto ao Ponto, teve uma conversa rápida com o candidato a prefeito de Manaus, José Ricardo (PT) sobre a vinda do ex-presidente Lula a Manaus, o IPI de 8% dos concentrados de refrigerantes e sobre a proposta de emenda à Constituição que estabelece a possibilidade de prisão após condenação em segunda instância.

Anúncios
⭕

Não virá

Cogitado antes mesmo de iniciar a campanha eleitoral, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, não virá à capital amazonense, apoiar fisicamente o deputado federal e candidato a prefeito de Manaus, José Ricardo.

Ontem (20), no lançamento da candidatura do ex-vereador, Ademar Bandeira, Zé Ricardo, afirmou ao Direto ao Ponto que Lula não está podendo viajar por fazer parte do grupo de risco do Covid-19.

Entretanto, Zé confirmou que o ex-presidente apoia sua candidatura.

⭕

2ª Instância

Parlamentares favoráveis à prisão após condenação em segunda instância pressionam o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para pôr em votação a proposta que permite que juízes autorizem o começo do cumprimento de pena de condenados em segunda instância.

A pressão aumentou depois da repercussão negativa a respeito da libertação do traficante André Oliveira Macedo, conhecido como André do Rap, um dos chefes do PCC.

⭕

Privilégios

“O judiciário que nós temos não é um judiciário que o Brasil precisa para se modernizar e se desenvolver. É um judiciário atrasado, onde juízes, desembargadores e ministros tem privilégios sem fim, com regalias, altíssimos salários e com pouca produtividade, comparado a outros países. Então nós temos que fortalecer o judiciário, mas com mudança na legislação”, salientou Zé Ricardo.

⭕

Conveniência

“Precisamos ter mais rapidez nos julgamentos, pois tem juízes e ministros que ficam sentados em cima de pilhas de processos e conforme conveniências políticas eles colocam para tramitar. Como a decisão que tivemos no supremo que apoiaram o impedimento do Lula ser candidato”, criticou Zé que disse que a 2ª instancia não pode servir para encarcerar inimigos políticos, mas sim estuprador, assassinos e os grandes narcotraficantes.

⭕

8% para ZFM

Zé Ricardo também aproveitou para comentar com o Direto ao Ponto, sobre o decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, que fixa permanentemente em 8% o crédito do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) no polo de Refrigerantes da Zona Franca de Manaus (ZFM).

“Foi uma luta para garantir um diferencial de vantagens para o setor de concentrados de refrigerantes. O governo vai continuar tentando tirar incentivos e nós vamos ter que continuar lutando para manter os incentivos, como Lula fez e Dilma fez. Lula prorrogou por 10 anos e Dilma 50 anos, mas as canetadas do Ministro da Economia Paulo Guedes e do Bolsonaro no dia a dia, vão enfraquecendo aqui o nosso polo industrial”, disse.

⭕

Veto

O governador Wilson Lima (PSC) decidiu, nesta última terça-feira (20), vetar o Projeto de Lei (PL), que veta a contratação de parentes de Secretários de Estado, como fornecedores de produtos e serviços, criado pelos deputados membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

O que não causou muita satisfação.

⭕

Retirado de pauta

O projeto foi aprovado em plenário com os votos de deputados da bancada governista, após a CPI apontar ligação do marido da então secretária de comunicação do AM, Daniela Assayag, com empresa envolvida em venda de respiradores.

O Governo do Amazonas justificou dizendo que cabe apenas ao Governo Federal legislar sobre normas gerais de licitação e contratação.

Hoje (21) o projeto foi retirado de pauta da sessão, presidida pela deputada estadual Alessandra Campelo.

⭕

Inadmissível

“Inadmissível que o governo vete um projeto tão importante que visa impedir a contratação de empresas de parentes e secretários de estado. O argumento para vetar é equivocado, diz apenas que se trata de novas gerais quando, claramente, se estabelece normas específicas”, disse o presidente da CPI, deputado Péricles.

 

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

 

Fale com a gente:

WhatsApp: 92 98413-2214

Deixe um comentário