Você está visualizando atualmente Opinião | Manauaras ignoram recomendações da OMS e pedem retorno das atividades, aponta pesquisa

Opinião | Manauaras ignoram recomendações da OMS e pedem retorno das atividades, aponta pesquisa

Opinião | Manauaras ignoram recomendações da OMS e pedem retorno das atividades, aponta pesquisa

Segundo pesquisa, publicada recentemente, pela Perspectiva, 55% dos manauaras apóia o retorno das atividades comerciais, escolares e empresariais na capital.

Para 29% da população, o retorno deve acontecer desde que medidas de segurança sejam adotadas.

20% afirmaram que é mais importante salvar a renda e o emprego, em detrimento das mortes inevitáveis.

E para 6% o isolamento simplesmente não funcionou. E o retorno às atividades deve ser imediato.

Crescimento das mortes

Sobre a possibilidade do aumento no número de óbitos no mês de maio em relação a abril, 77% da população acredita em um aumento em 50% ou mais no número de mortes.

Caos anunciado

Sobre as condições financeiras do manauara para comprar máscaras e itens de proteção e segurança, 70% afirmaram não terem condições de adquirir os produtos.

Outro dado alarmante aponta que apenas 13% da população está usando máscaras constantemente. 27% usando só algumas vezes. E 60% não está usando máscara.

Urgência

Este, sem dúvida é o dado mais alarmante da pesquisa. E precisa com urgência ser levado em consideração pelos poderes públicos para que busquem meios de fornecer e baratear, pelo menos as máscaras para a população, assim como a ampliação de ações de conscientização e até repressão contra os “cidadãos e estabelecimentos” que não estão cumprindo normas e leis de controle ao Covid 19.

Desinformação

Apenas 17% disse estar bem informada e por dentro dos assuntos relacionados à pandemia.

77% dos manauaras não tem certeza, está confuso ou não sabe em quem confiar, em relação às informações e orientações que recebem todos os dias, dos mais variados meios de comunicação, sobre a pandemia.

Politicagem

Decisões mal explicadas, guerras de narrativas entre políticos, restrições de direitos e decisões tomadas de forma monocrática, são fatores determinantes para a desinformação e agravamento da pandemia.

Prova disso é que para os manauaras, 74% dos políticos estão sendo oportunistas, desqualificados e não estão respeitando a tragédia que vivemos.

Distanciamento Social

Um dia depois do presidente Jair Bolsonaro voltar a desrespeitar e atacar o distanciamento social, o novo ministro da Saúde, Nelson Teich, afirmou que a política oficial do governo federal é a da manutenção do distanciamento social para enfrentar a pandemia do novo coronavírus.

Vai ser mantido

“A gente tem deixado claro que não existe uma mudança de política em relação ao distanciamento, tem de ser mantido”, disse Teich após visita ao CMA, em Manaus.

“Neste momento, a política de distanciamento não foi mudada.”

‘Uma das melhores do Brasil’

O Ministro Nelson Teich e o governador Wilson Lima visitaram a unidade referência no tratamento do Covid-19, o Hospital Delphina Aziz.

O ministro ainda elogiou a unidade “É uma das melhores do Brasil”.

Ainda em visita ao Hospital Nilton Lins, o ministro afirmou que vai ajudar na ampliação da capacidade, tanto em relação a equipamentos, quanto recursos humanos.

Trabalho pioneiro

Já com o prefeito Arthur Virgílio, o ministro visitou o Hospital de Campanha Municipal Gilberto Novaes.

Arthur apresentou, junto com o deputado Ricardo Nicolau, o trabalho pioneiro feito pela prefeitura de Manaus, junto à Samel e ao Instituto Transite, para salvar as pessoas acometidas pela Covid-19.

O prefeito aproveitou a oportunidade para fazer uma série de solicitações ao ministro. Segundo o prefeito foi solicitado tudo que precisamos para continuar oferecendo atendimento à população.

 

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

 

Fale com a gente:

WhatsApp: 92 98413-2214

Deixe um comentário