Opinião | Medida de Bolsonaro põe em risco ZFM. Políticos do AM reagem

Opinião | Medida de Bolsonaro põe em risco ZFM. Políticos do AM reagem

Opinião | Medida de Bolsonaro põe em risco ZFM. Políticos do AM reagem

A medida anunciada pelo presidente Bolsonaro que visa reduzir progressivamente a alíquota do IPI sobre concentrado de refrigerantes de 8% para 4% no transcorrer de 3 anos, colocará em risco o modelo de desenvolvimento Zona Franca de Manaus (ZFM). É o que afirma a nota conjunta distribuída em conjunto pelo Governo do Amazonas e toda bancada federal, três senadores e oito deputados federais.

Anúncios

Desigualdades e preservação

A Zona Franca tem por objetivo compensar ou reduzir as desvantagens locais da região promovendo o desenvolvimento e a sua integração socioeconômica às demais regiões do país através de incentivos fiscais. Além disso, vale ressaltar que essa atividade econômica propiciada pela ZFM contribui de forma relevante para manutenção e preservação da maior floresta tropical do planeta, patrimônio nacional.

“É preciso acordar”

Na opinião do prefeito Arthur Virgílio, o governo federal precisa entender que tem que tratar a Zona Franca com todo o respeito e dar a devida atenção à região mais importante do Brasil.

“Estamos precisando de dinheiro para pesquisas em cima da biodiversidade, necessitamos de investimentos em portos, hidrovias, internet, em telefonia celular, formação de mão de obra, inovação e investimentos em novos polos, mas tirar incentivos não. Não façam isso. Só mexam aqui se for para melhorar”, afirmou Arthur.

Desafio é manter em 8%

Hoje, a ZFM conta com 600 empresas instaladas, gerando cerca de 500 mil empregos diretos e indiretos, e essas medidas causam insegurança jurídica e afastam novas empresas.

O desafio é unir todas as forças políticas do estado, para juntos pressionarmos Bolsonaro a reavaliar essa redução e manter o IPI no nível mínimo de 8%, a fim de garantir a sobrevivência das empresas na ZFM.

Gato confirmado

Ontem (16) noticiamos que a Amazonas Energia encontrou na sede do PT, fraude de energia elétrica ou o famoso “gato”. O episódio foi flagrado e filmado por um pedestre.

Em nota ao Direto ao Ponto, a empresa Amazonas Energia confirmou o “gato”.

Fofoquinha

O presidente municipal do PT, Waldemir Santana, informou ao Direto ao Ponto que tomou posse em dezembro e não foi apresentado nada sobre a situação do partido em relação ao débito de energia.

“As contas do partido estão pagas. A Maria Odmar, presidente anterior, jamais iria deixar de pagar as contas do partido”, disse Waldemir ao falar que o vídeo que está circulando nas redes sociais não passa de fofoquinha e que deve ser alguém que fala mal do partido.

Zé Ricardo desmente

Já o deputado federal, José Ricardo (PT), afirmou ao Direto ao Ponto que é um absurdo essa situação. E ao contrário do que disse o presidente do partido, explicou que o ex-dirigente municipal do PT teve problemas com essa situação, mas que havia resolvido.

“Estaremos cobrando da atual direção, que assumiu recentemente, o posicionamento sobre o funcionamento da sede do PT, atuais pendências, contas e recursos que são utilizados” garantiu o pré-candidato à prefeitura de Manaus.

Requerimento

Após a viralização do vídeo e divulgação da nota da Amazonas Energia a alguns portais. O diretório do PT deverá encaminhar hoje (17) um requerimento à concessionária solicitando mais informações sobre o episódio.

No requerimento deve ser solicitado saber por qual motivo estavam no endereço, se foi encontrado algum tipo de irregularidade na unidade consumidora e porque não foi entregue notificação informando o teor da possível irregularidade.

Mau-caratismo

O deputado federal Delegado Pablo Oliva (PSL) comentou a situação e afirmou que ser for verdade é um mau-caratismo deste pessoal que conduz esta gestão do PT.

Inadmissível

Para o deputado Delegado Péricles é inadmissível que algo do tipo esteja acontecendo. “Tanto se fala em combate à corrupção, me surpreende que atos como esse ainda partam de siglas partidárias que deveriam defender a legalidade. Eu como grande crítico e opositor ao PT, admito não me surpreender mais com esse tipo de postura”, disse o parlamentar.

 

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

 

Fale com a gente:

WhatsApp: 92 98413-2214

WhatsApp: 92 99382-4598

Deixe um comentário