Opinião | Para 84% dos brasileiros, Lava Jato precisa continuar

Opinião | Para 84% dos brasileiros, Lava Jato precisa continuar

Opinião | Para 84% dos brasileiros, Lava Jato precisa continuar

Corrupção aumento para 39,3% das pessoas

52% dos brasileiros aprovam a forma de governar de Bolsonaro

Maus Caminhos: Mouhamad Mustafá é alvo de ação na justiça

A Confederação Nacional do Transporte (CNT) divulgou, nesta segunda-feira (26), os resultados da sua última Pesquisa CNT de Opinião realizada em parceria com o Instituto MDA.

Anúncios

Questionados sobre o encerramento da Lava Jato, a imensa maioria dos entrevistados se mostrou contrária ao fim da operação. Segundo o levantamento, 84% das pessoas ouvidas demonstraram que a Operação Lava Jato ainda é importante e precisa continuar atuando na luta contra a corrupção, enquanto para 10,9% dos entrevistados a Lava Jato já fez o que era necessário e pode ser encerrada. 5,1% dos ouvidos não sabe ou não respondeu.

⭕

Corrupção aumentou

Questionados a respeito da percepção sobre a corrupção no Brasil nos últimos dois anos, 39,3% dos entrevistados acredita que ela aumentou durante o período. Já para 36,6% das pessoas ouvidas a corrupção permaneceu igual nos últimos dois anos e 21,7% acredita que os casos diminuíram. 2,4% não souberam ou não responderam.

⭕

Governo Bolsonaro em alta

A pesquisa ainda aponta uma avaliação positiva (ótimo/bom) do governo Jair Bolsonaro que cresceu nove pontos percentuais entre maio e outubro deste ano, de 32% para 41%.

Já a avaliação negativa (ruim/péssimo) despencou 16 pontos, passando de 43% em maio para 27% agora.

⭕

Auxílio Emergencial

O período coincide com o início do pagamento do auxílio emergencial para pessoas que perderam renda na pandemia e com a intensificação das viagens do presidente aos estados. Já os que consideram a atuação do governo apenas regular subiram de 23% para 30%.

⭕

Desempenho pessoal

Os entrevistados também foram perguntados sobre o desempenho pessoal de Jair Bolsonaro: 52% disseram aprovar a forma de governar do presidente, contra 43% que desaprovam. Quase 5% não quiseram opinar.

⭕

Covid-19

Já 57% das pessoas disseram aprovar a forma como Bolsonaro lidou com a pandemia de Covid-19, enquanto outras 39% discordam.

⭕

Melhorou

Para 41%, já se percebem melhorias na gestão Bolsonaro na comparação com governos anteriores; para 30%, nada mudou; e, para 26%, houve piora. Apenas 2% não souberam responder.

⭕

Direita é maioria

Quase o triplo dos entrevistados se declararam como sendo de direita se comparado aos que se consideram de esquerda.  Essa proporção explica a avaliação positiva do governo Bolsonaro, aprovado por 41% da população, segundo o mesmo estudo.

Perguntados como se declaravam do ponto de vista de preferência política, 27,7% dos entrevistados se declararam como sendo de Direita, enquanto 4,3% afirmaram ser de Centro-direita, 17,1% Centro, 2,7% Centro-esquerda, 11% Esquerda e uma boa parcela, 37,2%, não souberam ou não responderam à questão.

⭕

Ação

Nesta segunda-feira (26), dezessete médicos apresentaram ação na Justiça do Amazonas pedindo a retirada do nome deles da Sociedade Integrada Médica do Amazonas (Simea), que tem como sócio administrador o empresário Mouhamad Moustafá, condenado na Operação Maus Caminhos. Para tentar acelerar o processo, os sócios minoritários renunciaram as suas cotas, que variam entre R$ 50 e R$ 500.

⭕

Pedido não atendido

De acordo com o advogado Eduardo Deneriaz Bessa, os médicos alegam que pediram administrativamente a saída do quadro societário da empresa em 2017, mas não foram atendidos. Enquanto isso, segundo Bessa, a imagem deles “fica denegrida em virtude das ações penais” contra Mouhamad Moustafá.

⭕

Mouhamad Mustafá

Moustafá é apontado pelo Ministério Público Federal (MPF) como líder do esquema de fraudes que desviou R$ 104 milhões da Saúde do Amazonas entre 2014 e 2016 e que foi descoberto pela Operação Maus Caminhos. Ele já foi condenado em 12 ações penais que somam 131 anos de prisão por crimes de peculato e organização criminosa.

 

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

WhatsApp: 92 98413-2214

Deixe um comentário