Opinião | Roberto Cidade é eleito presidente da Assembleia Legislativa do AM

Opinião | Roberto Cidade é eleito presidente da Assembleia Legislativa do AM

Opinião | Roberto Cidade é eleito presidente da Assembleia Legislativa do AM

Base do governo é pega de calças curtas

Joana Darc xinga, simula agressão e pode ser cassada

Ontem (3), o deputado estadual Roberto Cidade (PV) foi escolhido para ser o novo presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas.

Anúncios

A antecipação ocorreu através da aprovação de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), que antecipou em alguns dias a votação para as eleições da Mesa Diretora da Aleam para o biênio 2021/2022.

⭕

Votação

Por 16 votos a 8, a votação que estava prevista para o dia 16 de dezembro, ocorreu nesta quinta (3) e elegeu a chapa que tem o deputado Roberto Cidade no comando e o até então presidente da Aleam, Josué Neto (PRTB), como vice.

A chapa do governo, montada de última hora, onde Alessandra Campelo foi substituída por Belarmino Lins, para tentar uma rearticulação de última hora, foi derrotada.

⭕

A Chapa

Confira todos os novos membros da mesa para o biênio de 2021/2022:

Roberto Cidade (PV) – presidente; Josué Neto (PRTB) – vice-presidente; Dra. Mayara Pinheiro (PP) – 2ª vice-presidente; Adjuto Afonso (PDT) – 3º vice-presidente; Delegado Péricles (PSL) – secretário geral; Álvaro Campelo (PP) – 1º secretário; Sinésio Campos (PT) – 2º secretário; Fausto Júnior (PRTB) – 3º secretário; Felipe Souza (Patriota) – ouvidor; Therezinha Ruiz (PSDB) – corregedora.

A nova Mesa Diretora toma posse no dia 1 de fevereiro de 2021.

⭕

Entenda o caso

A eleição estava prevista inicialmente para o dia 16 e era tida como certa a tentativa de reeleição do atual presidente Josué Neto. De outro lado, quatro candidatos da base governista tentavam se viabilizar, Abdala Fraxe, Alessandra Campelo, Roberto Cidade e Saullo Vianna.

Alessandra foi a escolhida pelo governador Wilson Lima o que causou um racha dentro da base, onde muitos já não estavam muito satisfeitos.

⭕

Volta do anzol

Mas como culpar o deputado Carlinho Bessa, acusado por Alessadra, de ser um dos articuladores, cujo irmão teve pouca ajuda do Governo do Amazonas e não conseguiu ser reeleito prefeito em Tefé.

Ou delegado Péricles, hoje independente, cujo irmão militar foi perseguido por tecer críticas ao governo e quase foi preso por isso. Entre outros…

⭕

“Foi Golpe”

Alessandra Campelo (MDB) passou grande parte da sessão acusando a votação, que ocorreu de forma legal, de golpe e disse que iria judicializar a eleição.

Nos bastidores muitos deputados lembraram a atuação das petistas Gleisi Hoffmann defendo Dilma Rousseff.

⭕

Barraco

Outra que não digeriu bem e esperneou com a escolha do novo presidente foi a deputada Joana Darc.

A parlamentar xingou, fez acusações seríssimas contra os parlamentares e ainda tentou simular uma agressão em cima do presidente eleito Roberto Cidade.

Parlamentares estudam entrar com um pedido de cassação contra Joana por quebra de decoro.

⭕

Teoria da conspiração

Há quem diga que o governador Wilson Lima, havia dado carta branca para uma articulação de Roberto Cidade, em detrimento de Alessadra Campelo. Mas que não poderia expor isso publicamente.

⭕

Apostas

O fim de ano termina quente e é uma prévia para sabermos o que nos espera em 2021. Muitas apostas na mesa. Possivelmente teremos duas vagas na disputa para o Tribunal de Conta (TCE-AM), uma é certa.

Ainda há quem aposte em um afastamento do governador Wilson Lima e do vice Carlos Almeida a pedido da Procuradoria Geral da República no primeiro semestre do ano que vem.

Isso porque, a polícia federal está próxima de concluir as últimas diligencias da Operação Sangria que investiga possíveis crimes de fraude à licitação, desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro na compra de respiradores para tratar pacientes com Covid-19.

 

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

WhatsApp: 92 98413-2214

Deixe um comentário