Opinião | Semana decisiva

Opinião | Semana decisiva

A eleição entra na última semana com os candidatos dando o último gás e intensificando os pedidos de votos. Faltando menos de cinco dias para o primeiro turno das eleições, os candidatos ao Governo do Amazonas participarão do debate da Rede Amazônica de Televisão (Globo-AM) nesta terça-feira (02), às 21h.

Apesar das pesquisas apontarem Wilson Lima (PSC) na liderança das intenções de voto, ultrapassando Amazonino Mendes (PDT), Omar Aziz (PSD) e David Almeida (PSB) tentam minimizar as pesquisas de opinião na reta final da campanha, apostando nos eleitores indecisos para alcançar o segundo turno.

Fortes emoções

O debate promovido na Rede Globo é sem dúvida o mais aguardado entre os candidatos ao Governo do Amazonas, e muitos vão para o tudo ou nada nessa noite. Preparem os ouvidos para muitos embates. Tudo pode acontecer.

Surpresa

Quem confirmou presença hoje no último debate foi o governador e candidato à reeleição Amazonino Mendes (PDT). Amazonino já havia deixado de comparecer em seis debates nesse primeiro turno. Sua única participação foi no debate promovido pela TV Band Amazonas, de propriedade da família de sua vice, Rebecca Garcia (PP).

Wilson e o efeito Bolsonaro

Em primeiro lugar nas intenções de voto para o Governo do Amazonas, Wilson Lima tem se mostrado ser igual massa de pão: quanto mais apanha mais cresce.

Após ser alvo de matérias sensacionalistas nas últimas semanas, por veículos ligados ao executivo, que não surtiram efeito no eleitorado, as atenções passaram para o seu vice, o defensor público Carlos Almeida (PRTB).

O problema é que esse duplo padrão de alguns veículos de comunicação muita gente nota e rejeita.

Segunda vaga

Nas eleições deste ano há duas vagas sendo disputadas para o Senado. As últimas pesquisas apontam a consolidação de Eduardo Braga (MDB) na liderança das intenções de voto. A briga pela segunda vaga segue acirrada com a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB) na frente das intenções de voto, seguida por Alfredo Nascimento (PR) e Plínio Valério (PSDB).

Plínio é condenado pelo TRE

Por propagar notícias inverídicas em seu programa eleitoral o candidato Plínio Valério foi condenado pela justiça eleitoral e perdeu parte do seu tempo de TV.

Por determinação da justiça eleitoral, ontem foi ao ar o direto de resposta que a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB) ganhou nos programas eleitorais do vereador Plínio Valério (PSDB).

Na decisão que condenou Plínio,  o Juiz Auxiliar do TRE/AM, Ricardo Augusto de Sales justificou que “transformar a propaganda eleitoral em palco de difamações, injúrias e calúnias contribui apenas para a desinformação, cujo único prejudicado é o próprio eleitor, que mesmo onerado pelos pesados impostos que custeiam o horário eleitoral gratuito, vê-se privado de conhecer as efetivas propostas dos candidatos.”

Direito de Resposta

No vídeo que foi ao ar Vanessa afirma que Plínio foi punido pela justiça eleitoral por mentir e caluniar seus adversários. Vanessa, no vídeo, provoca o vereador sugerindo que ele comece a fiscalizar e cobrar do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio (PSDB), para que este  cuide da capital que está abandonada ao invés de propagar Fake News de seus adversários.

Dor de cabeça

Já não bastasse a dor de cabeça de Plínio, que ao ser condenado pela justiça eleitoral perdeu grande parte do seu tempo de televisão para Vanessa, na última segunda-feira, caiu como um míssil em sua campanha um vídeo, onde em entrevista ao jornal A Crítica, o candidato ao senado Plínio Valério, declara voto e apoio ao candidato à presidência da República, Geraldo Alckmin (PSDB).

Alckmin anda mal nas pesquisas e tem grande rejeição no Brasil, em especial no Amazonas, por conta dos ataques que promoveu à Zona Franca de Manaus e aos incentivos fiscais.

Para se ter ideia do estrago, em Minas Gerais, o candidato à deputado federal Aécio Neves (PSDB), companheiro de partido de Plínio, tem omitido Alckmin em seu material de campanha.

Plínio pelo menos não abandonou seu candidato à presidência, apesar de que ser parceiro de Alckmin, nesse momento, não me parece a melhor a estratégia.

Ibope: Bolsonaro 31%; Haddad 21%

A menos de uma semana das eleições 2018, o candidato a presidente Jair Bolsonaro(PSL) subiu quatro pontos porcentuais e chegou a 31% das intenções de voto, segundo levantamento Ibope/Estado/TV Globo divulgado nesta segunda-feira, 1º, – seu patamar mais alto desde o início desta série de pesquisas.

Em segundo lugar, o petista Fernando Haddad se manteve com os 21% registrados no levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 26.

A seguir, aparecem Ciro Gomes (PDT), que oscilou de 12% para 11%, e Geraldo Alckmin(PSDB), que manteve seus 8%. Marina Silva (Rede) passou de 6% para 4%, sua taxa mais baixa desde o início da campanha.

Delação de Palocci

Sergio Moro levantou o sigilo sobre parte da delação de Antonio Palocci.

Em sua delação premiada o ex-ministro Antonio Palocci também revela um traço singular da personalidade de Lula.

Segundo ele, o então presidente simulava indignação toda vez que uma denúncia de ilícitos lhe chegava aos ouvidos. Ocorre que era crimes autorizados pelo próprio Lula.

Palocci narra que, em fevereiro de 2007, após a reeleição, Lula o chamou no Palácio do Planalto, em ambiente reservado, para perguntar sobre fatos envolvendo Renato Duque e Paulo Roberto Costa.

“Lula indagou ao colaborador se aquilo era verdade, tendo respondido afirmativamente, que então indagou ao colaborador quem era a pessoa responsável pela nomeação dos diretores; que o colaborador afirmou que era o próprio Luiz Inácio Lula da silva.”

Ainda sobre a delação

O ex-ministro Antonio Palocci revela o esquema de propinas nos contratos de publicidade da Petrobras.

Segundo ele, as empresas de marketing e propaganda contratadas pela gestão de Wilson Santarosa, “destinavam cerca de 3% dos valores dos contratos de publicidade ao PT através dos tesoureiros”.

Santarosa, que comandava a Gerência Executiva de Comunicação Institucional da estatal, era conhecido líder sindical dos petroleiros do PT de Campinas, ligado a “Lula, Luiz Marinho e Jacob Bittar”.

Leia também: EXCLUSIVO: A DELAÇÃO DE PALOCCI PARA A PF EM CURITIBA

 

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook:
 facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

 

Fale com a gente:

WhatsApp: 92 984132214                                                                                                                               

E-mail: [email protected]

Deixe um comentário