Opinião | Sexta-feira decisiva: último debate e fim do horário eleitoral

Opinião | Sexta-feira decisiva: último debate e fim do horário eleitoral

Opinião | Sexta-feira decisiva: último debate e fim do horário eleitoral

Clima de guerra entre David e Amazonino

Ministro do STF pede prisão de Silas Câmara

No penúltimo dia da campanha eleitoral, o último debate entre os candidatos a prefeito de Manaus é visto como estratégico nessa reta final.

O enfrentamento entre os candidatos Amazonino Mendes e David Almeida ocorre nesta sexta (27), na TV Amazonas (Globo), às 21h30. As assessorias de ambos confirmaram presença. Mas nos bastidores, há quem aposte que David não irá comparecer.

Hoje também acaba a exibição do horário gratuito de rádio e televisão, outro veículo estratégico na disputa.

⭕

Clima de guerra

A expectativa é de uma corrida apertada às urnas, por isso cada detalhe importa. A expectativa é que tanto no debate de hoje quanto nos próximos dias na internet, se intensifique as trocas de acusações, em especial na internet.

Vale lembrar que no último debate da TV Norte, houve uma discusão acalorada que quase chegou às vias de fato de David Almeida contra Amazonino Mendes e seu marqueteiro Martinelli.

⭕

Amazonino Mendes

Em seu último programa, Amazonino Mendes convocou a população de Manaus a votar, em especial a terceira idade.

“O futuro de Manaus não está nas repetições de gestões duvidosas da saúde. O futuro de Manaus não está em contratos bilionários, investigados pelo Ministério Público. O futuro de Manaus não está em quem se vende como um homem de paz, mas ameaça com ódio e raiva. O futuro de Manaus está no equilíbrio, serenidade e experiência”, afirmou Amazonino, enumerando realizações e compromissos de campanha como o auxílio de R$ 300,00 a 137 mil pessoas em vulnerabilidade.

⭕

David Almeida

Já David Almeida, em seu último programa, se disse feliz por todo o apoio recebido durante a campanha.

“Poucas vezes Manaus viu uma mobilização tão grande em torno de um projeto de governo”

No programa David reafirma seu compromisso em cuidar da cidade e das pessoas, em especial as pessoas com deficiência.

“Vocês representam mais de 500 mil pessoas nessa cidade. Eu quero criar a Secretaria da Pessoa com Deficiência. Quero dar voz às pessoas que têm necessidade”, disse David afirmando que vai mudar a realidade de Manaus nos próximos quatro anos.

⭕

Segundo turno

O segundo turno das eleições 2020 acontece no próximo domingo (29). O horário de votação é das 7h às 17h, sendo o intervalo entre 7h e 10h reservado para eleitores com mais de 60 anos.

Quem já estiver na fila às 17h poderá votar, mesmo que só chegue à urna depois do horário.

⭕

Rachadinha

O ministro do STF, Luís Roberto Barroso, fixou uma pena de cinco anos e três meses de prisão e a perda do mandato do deputado federal Silas Câmara (Republicanos).

Barroso, que é o relator da Ação Penal 864 que investiga Silas, também estipulou 123 dias-multa de cinco salários mínimos e a devolução de R$ 248.205,93.

⭕

“Desviou recursos públicos”

O deputado do Amazonas é acusado de promover a conhecida “rachadinha”, prática em que se recolhe parte dos salários dos servidores do gabinete parlamentar.

“Os elementos probatórios produzidos na instrução processual demonstraram que o réu, valendo-se do cargo, desviou recursos públicos destinados ao pagamento de assessores parlamentares, em proveito próprio”, diz Barroso em seu voto.

⭕

Voto de Fachin

O ministro Edson Fachin acompanhou o voto de Barroso.

Para ele, no período da ocorrência dos fatos descritos na denúncia, é possível verificar a transferências de valores ou a realização de depósitos feitos por seus próprios secretários parlamentares em datas próximas ao recebimento das respectivas remunerações e os subsequentes saques.

⭕

Peculato

Silas foi denunciado no STF por peculato, sob a acusação de empregar em seu gabinete “funcionários fantasmas” e de ter retido parte dos salários de secretários parlamentares. Os crimes teriam ocorrido entre 2000 e 2011, totalizando um desvio de quase R$ 145 mil, em valores da época.

A expectativa entorno do julgamento de Silas é que o STF usará como base para julgar o caso do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ).

 

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

WhatsApp: 92 98413-22

Deixe um comentário