Você está visualizando atualmente Opinião | Vanessa, Braga e Omar dão nó em Temer

Opinião | Vanessa, Braga e Omar dão nó em Temer

Por 29 votos a 10, o plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (10) um projeto que derruba o decreto do presidente Michel Temer que retira benefícios das industrias de refrigerantes da ZFM.

O Governo Federal trabalhou contra tentando retirar senadores da base do Plenário para que não houvesse quórum para votar o texto, mas não obteve êxito. Levou um nó tático de Vanessa, Braga e Omar.

Bola com a Câmara de Deputados

Aprovado no Senado, o PDS 57/2018 segue para analise e votação na Câmara dos Deputados onde os 8 deputados federais do Amazonas terão uma árdua tarefa e a oportunidade de mostrar o poder de articulação da bancada a favor da ZFM.

Ministros enquadrados

A Comissão de Serviço e Infraestrutura do Senado aprovou nesta terça (10) um requerimento de convocação dos ministros Valter Cassimiro (Transporte), Edson Duarte (Meio Ambiente) e Raul Jungmann (Justiça) para darem explicações sobre o “descaso” com processo de licenciamento para o reasfaltamento do trecho do meio (entre os quilômetros 250 a 655) da BR-319, que liga Manaus (AM) a Porto Velho (RO).

O requerimento é de autoria da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB) e foi subscrito pelos senadores Eduardo Braga (MDB) e Acir Gurgacz (PDT-RO).

Mais de uma década esperando

Há 15 anos o Amazonas espera uma definição sobre estudo de impacto ambiental para conseguir a liberação da licença para o asfaltamento da rodovia.

De lá para cá já foram gastos R$ 100 milhões nos estudos ambientais e R$ 64 milhões na criação de 27 Unidades de Conservação ao longo da BR.

“Isso é um desrespeito com a população do Amazonas, Rondônia e Roraima”, reagiu a senadora Vanessa.

Caixa-preta do Dnit

O senador Eduardo Braga sugeriu que se abra a caixa-preta da BR 319 e se esclareça os reais motivos do por que, em 15 anos, não se conseguiu licenciar a rodovia.

“A população do Amazonas quer clareza, transparência e entender os motivos que persistem para o atraso da licença,” afirmou o senador.

LDO em votação

A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) vota nesta quarta-feira (11) a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do Governo do Estado, que vai balizar a elaboração do Orçamento de 2019.

A LDO recebeu 49 emendas dos deputados estaduais, mas 10 já foram rejeitadas na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), antes de chegarem ao plenário.

Recesso só depois

A votação da LDO é o último ato de votação em plenário no primeiro semestre do ano. Se não votarem até na quinta-feira (12), os deputados não poderão entrar em recesso.

Então, quarta e quinta, serão dias corridos entre as bancadas governista e de oposição.

“Arraiá parlamentá”

Quem dá como certa a votação da LDO, sem atrasos nem delongas, inaugurando o recesso na quinta-feira é o deputado Sabá Reis.

Ele organizou uma grande festa para o já tradicional Arraial da Aleam, na noite de quinta, na certeza de que na sexta-feira não haverá sessão extraordinária.

Mais votação urgente

Um novo projeto do governo do Estado também deverá ser votado nesta quarta ou na quinta, no máximo. É um Projeto de Lei que cria concurso público para a área de Segurança Pública. São 1,4 mil novas vagas na Polícia Militar, Bombeiros e Polícia Civil.

O líder do governo, Dermilson Chagas, pediu urgência e votação antes do recesso. O presidente David Almeida ainda não confirmou se o pedido será atendido.

O concurso vai custar R$ 1,1 milhão ao Estado.

Para o ano

Esse concurso só vai acontecer em 2019, porque em ano eleitoral é proibido realizar esses certames.

Ameaça de cancelamento

Por falar em concurso, que vexame esse concurso da Seduc, feito pelo Instituto Acesso, hein? São muitas as denúncias de irregularidades. Tantas que o Tribunal de Contas do Estado já está promovendo investigação para anular as provas.

PSL lança Bolsonaro no dia 22

O PSL marcou a data para a convenção nacional que vai consagrar Jair Bolsonaro o candidato do partido a presidente.

Será no dia 22, no Rio de Janeiro, num evento para duas mil pessoas.

Além de Bolsonaro, de dirigentes do partido e de deputados que o apoiam, o guru econômico do capitão, Paulo Guedes, também discursará.

PSDB marca convenção nacional

O PSDB marcou para 4 de agosto a convenção nacional em que deve escolher oficialmente o ex-governador paulista Geraldo Alckmin candidato do partido à Presidência da República.

A informação foi repassada nesta terça-feira a Crusoé pelo ex-governador de Goiás Marconi Perillo, coordenador político da campanha do tucano. De acordo com ele, o evento acontecerá em Brasília.

CNJ vai investigar Favreto, Gebran e Moro

O corregedor-nacional de Justiça, ministro João Otávio de Noronha, determinou a abertura de procedimento para apurar as condutas dos desembargadores Rogério Favreto e João Pedro Gebran Neto, ambos do TRF-4, e do juiz Sergio Moro no episódio do último domingo.

Em comunicado, o CNJ informa que as oito representações apresentadas contra Favreto e as duas contra Moro “serão sobrestadas e apensadas ao procedimento determinado pelo corregedor-nacional, já que se trata de uma apuração mais ampla dos fatos”.

A apuração, acrescenta o CNJ, será iniciada “imediatamente”. ​

 

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook:
 facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

 

Fale com a gente:

WhatsApp: 92 984132214                                                                                                                               

E-mail: [email protected]

 

 

Deixe um comentário