ZFM em risco

ZFM em risco

Os senadores da bancada do Amazonas questionam o governo sobre facilidades encontradas por empresários brasileiros no Paraguai que podem colocar em risco Zona Franca de Manaus.

O senador Eduardo Braga (PMDB-AM) sugeriu a criação de comissão externa para averiguar in loco a situação e propor soluções.

Segundo ele, indústrias brasileiras têm se instalado no país vizinho devido aos impostos mais baixos e à energia barata gerada pela Usina de Itaipu.

Deu o tom

Em seu primeiro pronunciamento no retorno aos trabalhos do Congresso Nacional, o senador Omar Aziz deu o tom da área que deve intensificar o seu discurso: Segurança Pública.

Omar que se elegeu governador em 2010 com um forte apelo na área de segurança, entre eles o projeto Ronda no Bairro, marcou posição cobrando mais recursos para investimentos em equipamento, tecnologia e valorização dos policiais. Sobrou críticas até para o presidente Temer.

Ainda segundo o Senador, como governador adotou ações de segurança que valorizavam o policial. E reduziram em até 30% os índices de violência.

Dois gumes

Uma frase dita pelo deputado Sabá Reis (PR), um dos parlamentares mais críticos ao governo atual, em seu discurso nesta quinta-feira (8) na Assembleia Legislativa (Aleam), revela dois perigos.

Sabá afirmou que o governador Amazonino Mendes suspendeu todas as licitações e está fazendo contratações diretas por meio de emergências “para fazer procedimentos de favorecimento a pessoas ligadas ao governo”.

Perigo 1 – se for verdade, Sabá Reis sabe de coisas que deveria denunciar oficialmente ao Ministério Público – Estadual ou de Contas.

Perigo 2 – se não for verdade, Sabá Reis está indicando o tom que vai ser usado no processo eleitoral deste ano, o que, além de ser um possível tiro no pé, tem como foco levar o eleitor a estados emocionais baseados em engodos.

Pagando o pato

Entidades de defesa do consumidor analisam com pente fino a lei da Zona Azul, criada pelo prefeito Arthur Neto.

Lá no meio, em letras pequenas, está inserido que as empresas que cobrarão o estacionamento não irão se responsabilizar por prejuízos sofridos pelos consumidores.

Ou seja, consumidores só têm o dever de pagar, sem direitos garantidos. Estamos de olho!

Mais um golpe

Por falar em defesa do consumidor, a Câmara dos Deputados, em Brasília, analisa a nova Lei dos Planos de Saúde cujo texto é um atentado aos usuários.

Pela nova lei, haverá o reajuste dos planos de beneficiários com idade superior a 60 anos, redução do valor de ressarcimento ao Sistema Único de Saúde (SUS), redução do valor de multas aplicadas contra os planos e extinção de projetos de lei que beneficiam usuários.

Cobrança em dobro

Pra quem não sabe, os usuários dos planos de saúde pagam em dobro pelo atendimento, caso o plano encaminhe o paciente ao SUS.

Pagam ao plano e, como contribuintes, pagam ao SUS, indiretamente, com seus impostos.

Paternidade

Um olhar rápido sobre os releases divulgados pelas assessorias de imprensa nesta quinta-feira, quando a Assembleia Legislativa aprovou reajuste para os peritos da Polícia Civil, mostra que todo mundo quer ser o “pai da criança”.

E isso acontece em um universo de menos de 200 eleitores. Imagina como será quando for aprovada uma lei que beneficia a todos os 2,2 milhões de votos do Amazonas!

Caixa preta

O Tribunal de Contas do Estado decidiu nesta quinta-feira (8) que vai investigar o sistema de Administração Financeira Integrada do Estado (AFI) da Secretaria de Fazenda do Amazonas (Sefaz).

Alertado pela Controladoria Geral da União, que apontou indícios de irregularidades nas movimentações bancárias e no sistema AFI o TCE quer explicações mais claras.

O ex-presidente do TCE, o conselheiro Ari Moutinho Júnior lembrou que em sua gestão (2016-2017), travou um embate com a Sefaz, pela primeira vez na história do Amazonas, para fiscalizar a própria Sefaz.

A pasta, em algumas ocasiões, segundo ele, negou informações à Corte de Contas.

À espera de Lula

Segundo a revista ISTO É, que esteve no Complexo Médico Penal de Pinhais (PR), já está quase tudo pronto para receber o ex-presidente Lula, tão logo sua prisão seja decretada.

Já foram definidos até o local em que o petista irá dormir – uma cela de 12 m2, com capacidade para três presos.

‘Folha’ abandona Facebook

Com quase 6 milhões de seguidores em sua página, a ‘Folha de S. Paulo’, um dos jornais de maior circulação do País, decidiu suspender os posts no Facebook.

Culpa do algoritmo

Em nota com tom de editorial, a marca do Grupo Folha, não poupa críticas ao modelo adotado pela rede social nos últimos tempos e deixa claro que se sente prejudicado com o fato de o ambiente “diminuir a visibilidade do jornalismo profissional”.

No mês passado, o Facebook informou que priorizaria ainda mais os materiais divulgados diretamente por perfis, não pelas páginas – inclusive as mantidas por veículos da mídia tradicional.

Preocupação com fake news

De saída do Facebook, a Folha aproveitou o comunicado para abordar a questão que afeta a imprensa e o público em geral, as fake news.

O veículo reforça que a proliferação das chamadas notícias falsas tem aumentado dentro da plataforma. “Reforça a tendência do usuário a consumir cada vez mais conteúdo com o qual tem afinidade, favorecendo a criação de bolhas de opiniões e convicções”.

 

Este post tem um comentário

  1. Angela

    Excelente publicação. Direto ao ponto é top.

Deixe um comentário