Opinião | Fausto Jr. e outros políticos classificam como covardes os ataques de Omar Aziz

Opinião | Fausto Jr. e outros políticos classificam como covardes os ataques de Omar Aziz

Opinião | Fausto Jr. e outros políticos classificam como covardes os ataques de Omar Aziz

Assembleia Legislativa do Amazonas não aceita ameaças e intimidações de Omar

Arthur Neto classifica atitude de Omar como recalcada e cheia de ódio

Juristas dizem que notícia-crime é baseada em hipóteses

Wilson Lima anuncia investimento de R$ 1 bilhão em obras

Governo do Amazonas vai gerar 123 mil empregos

Retaliação

Após depor na CPI da Covid no Senado e afirmar que a crise na saúde pública do Amazonas, evidenciada durante a pandemia, é fruto de má gestão de governos passados, o deputado estadual Fausto Jr (MDB) se tornou “persona non grata” e passou a ser perseguido pelo presidente do colegiado, senador Omar Aziz (PSD-AM), que governou o Amazonas de 2010 a 2014.

Anúncios

Denúncia

Na última quarta-feira (14), Omar apresentou à Polícia Federal uma notícia-crime contra a mãe de Fausto, a conselheira do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), Yara Lins, onde faz acusações, também, ao próprio deputado, irmã e tio.

“Ele (Omar) tenta, a todo custo, atacar quem diz a verdade. Enviaram uma notícia-crime cheia de erros de português, com informações falsas, documentos incertos e cheia de suposições infundadas”, disse Fausto.

CPI usada para perseguição

Esse é mais um episódio que evidencia o uso da estrutura da CPI do Senado pelo, pelo presidente, Senador Omar Aziz, como instrumento de perseguição política a opositores.

Assim tem sido o modus operandi em relação ao Governo Federal e está sendo agora com Fausto Jr.

“Não vou me rebaixar ao nível de escória do senador. Ele está usando a CPI em benefício próprio”, afirmou o deputado.

Na sua fala, Fausto ainda afirmou que “homem que para atacar um outro homem, ataca a sua mãe, não é homem. É um moleque.”

Assembleia se posiciona

Em nota, publicada nas redes sociais, a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), prestou solidariedade à conselheira Yara Lins e ao deputado Fausto Júnior pelos ataques sofridos por Omar.

“Em 46 anos de vida pública, a conselheira sempre pautou sua conduta com honra, princípios e retidão, valores que a levaram ao posto de primeira mulher a comandar a Corte de Contas”, diz.

Políticos se solidarizam

A perseguição de Omar repercutiu no meio político e Fausto Jr recebeu a solidariedade de muitos políticos, entre eles do ex-senador, Arthur Virgílio Neto (PSDB).

O tucano, inclusive, subiu o tom nas críticas a Omar e disse que o recalque e ataques pessoais à família são típicos do senador.

“Se ele tem alguma coisa contra a corte de Contas do Amazonas, deve mesmo pedir que se faça uma devassa. Mas não é o caso! Omar escolheu atacar a Dra. Yara porque o filho dela – na prerrogativa de deputado e que tem o dever de falar – disse que o senador não tinha moral para acusar ninguém no que se refere à pandemia, porque foi acusado de desviar milhões da saúde”, escreveu nas redes sociais.

Cheia de suposições

Juristas ouvidos pelo Direto ao Ponto afirmaram que a notícia-crime, apresentada por Omar contra Yara Lins, é pautada em suposições e uma clara manobra para denegrir a imagem da conselheira.

Pacote de obras

O governador Wilson Lima (PSC) anunciou ontem (15), em coletiva de imprensa, um pacote de obras de verão na ordem de R$ 1 bilhão. A recuperação do sistema viário dos municípios é uma das prioridades.

“Essa é a resposta aos que nos criticam. O trabalho fala pela gente. Nenhum governador enfrentou o que estamos enfrentando, mas ninguém fez o Prosamim da Comunidade Sharp e nós vamos fazer, nenhum fez a AM-010 e nós vamos fazer. No nosso governo a obra começa e termina”, afirmou.

Incentivo à economia

O governador destacou ainda que as obras irão aquecer a economia do Estado, já que a previsão é de haja a geração de mais de 120 mil empregos diretos e indiretos.

 

Siga a Direto ao Ponto:

Facebook: facebook.com/diretoaopontonews1

Instagram: @diretoaopontonews

Twitter: @diretoaoponto1_

Fale com a gente:

Rebeca a coluna no seu WhatsApp: 92 98422-0558

Redação: 92 99189-4271

Editor-chefe: 92 99109-1099

Deixe um comentário