Você está visualizando atualmente Janja faz uma pose perante a tragédia do RS

Janja faz uma pose perante a tragédia do RS

Depois de tentar protagonizar à distância o salvamento de um cavalo ilhado, primeira-dama voltou a chamar a atenção para si mesma em meio aos esforços de auxílio e de reconstrução no Rio Grande do Sul

A primeira-dama Janja (foto) voltou a chamar a atenção para si mesma em meio aos esforços de auxílio e recuperação do Rio Grande do Sul. Depois de tentar protagonizar à distância o salvamento de um cavalo ilhado em meio às enchentes, a mulher de Lula publicou em suas redes sociais uma foto na qual posa ao lado de várias cestas básicas em avião da Força Aérea Brasileira (FAB).

“Hoje, a maioria dos passageiros do avião presidencial tinham um só nome: Solidariedade. A Força Aérea Brasileira já transportou 900 toneladas de alimentos para o Rio Grande do Sul. Umas das maiores operações humanitárias do mundo”, diz a postagem da primeira-dama.

As redes sociais de Janja, que acompanha a comitiva de Lula e de ministros ao Rio Grande do Sul nesta quarta-feira, 15, estão cheias de vídeos chamando a atenção para sua presença no estado. “Hoje retorno pela quarta vez ao Rio Grande do Sul. Desembarco em Canoas (RS) trazendo mensagens de esperança de doações de Brasília”, registra em uma das postagens.

Eu e o Presidente Lula

Em um dos vídeos, com trilha sonora e tudo, ela posa para as câmeras entregando uma cesta básica ao prefeito do município de São Leopoldo. “O momento é de cuidar do povo! Eu e o Presidente Lula visitamos hoje um abrigo em São Leopoldo (RS). Toda a nossa solidariedade e apoio ao Rio Grande do Sul”, diz a primeira-dama em outra postagem.

Em outra gravação, Janja aparece contemplando o trabalho dos voluntários à distância para dizer o seguinte: “O frio já chegou ao Rio Grande do Sul e as milhares de pessoas que perderam tudo estão recebendo doações de roupas e cobertores quentinhos para se proteger das baixas temperaturas. Mas ainda precisam de muito mais!”.

Pimenta no RS

Lula escolheu Paulo Pimenta, até então ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom), para comandar o recém-criado Ministério da Reconstrução do Rio Grande do Sul. O ministro petista pretende concorrer ao governo gaúcho em 2026.

Entre as pretensões políticas de Pimenta e o protagonismo ilusório de Janja, a tragédia do Rio Grande do Sul soa como um detalhe para o governo Lula.

Deixe um comentário