Você está visualizando atualmente Vacinação contra influenza segue em 167 unidades de saúde até sexta-feira

Vacinação contra influenza segue em 167 unidades de saúde até sexta-feira

Vacinação contra influenza segue em 167 unidades de saúde até sexta-feira

Na reta final da vacinação contra a influenza (gripe), a Prefeitura de Manaus reforça o convite às pessoas dos grupos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde (MS) para que busquem o imunizante em uma das 167 salas de vacina gerenciadas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), até a sexta-feira, (15). As unidades seguem ainda abertas para a atualização vacinal de crianças e adolescentes de 0 a 14 anos, durante a estratégia de multivacinação, que se encerra na mesma data.

A lista com as unidades abertas ao público, com dias e horários de atendimento, pode ser conferida em https://bit.ly/SalasVacinaManaus. Os usuários devem apresentar CPF ou o Cartão Nacional de Saúde (Cartão SUS) para receber os imunizantes.

A vacina contra a gripe é indicada para crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias do parto), idosos, trabalhadores da saúde, indígenas e professores do ensino básico ao superior. Para esses grupos, que compõem uma população estimada em 567.752 pessoas, a meta de imunização estipulada pelo MS é de 90%.

A secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe, reforça que mesmo as pessoas que já foram vacinadas contra a influenza neste ano devem receber nova dose. Isso porque a estratégia anual de imunização contra a doença na região Norte, ela explica, agora vai passar a ocorrer no segundo semestre, antes do período das chuvas, que é de maior risco de transmissão das síndromes gripais.

“Quem deixar de tomar a dose nesta etapa só vai poder receber outra no final do próximo ano. Se você faz parte dos grupos prioritários, vá a uma das nossas unidades para renovar sua proteção até a vacinação de 2024”, orienta a secretária.

A gerente de Imunização da Semsa, Isabel Hernandes, enfatiza que a vacina influenza trivalente, utilizada no Sistema Único de Saúde (SUS), pode ser aplicada junto com outros imunizantes do calendário básico e também com a vacina contra a Covid-19.

“A influenza é altamente transmissível, e pode causar de quadros leves a graves, podendo até levar a óbito. Além de proteger contra a doença, reduzindo o risco de complicações e de morte, a vacinação ajuda a diminuir a circulação do vírus entre a população”, aponta.

Além dos sete grupos prioritários com metas definidas pelo MS, a vacinação contra a influenza é voltada ainda a pessoas com deficiência permanente; pessoas em situação de rua; caminhoneiros; forças de segurança e salvamento; Forças Armadas; trabalhadores do transporte coletivo; trabalhadores portuários; pessoas privadas de liberdade; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em cumprimento de medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional; e pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas.

Para esses grupos, a estratégia de vacinação busca alcançar o máximo de pessoas imunizadas, sem meta estabelecida.

Multivacinação

As unidades da Semsa seguem abertas também para a multivacinação, voltada a crianças e adolescentes de 0 a 14 anos, não vacinadas ou com esquema incompleto no Calendário Nacional de Vacinação. O objetivo da estratégia de imunização é elevar a cobertura vacinal no município e fortalecer a proteção da população da capital amazonense contra doenças preveníveis por vacina.

Shádia Fraxe reitera a importância de pais e responsáveis manterem atualizada a caderneta vacinal dos filhos, em especial crianças menores de 1 ano de idade.

“As vacinas contribuem para a saúde da criança no primeiro ano de vida, que é uma fase extremamente importante, prevenindo doenças que podem afetar o desenvolvimento dela, como a poliomielite ou o sarampo”, pontua a secretária.

Todas as vacinas recomendadas para o público de 0 a 14 anos são ofertadas na multivacinação. Dentre elas, Hepatite B, Poliomielite VIP, Poliomielite VOP, Rotavírus, Pentavalente (DTP + HIB + HB), Pneumocócica 10-valente, Meningocócica C, Febre Amarela, Tríplice Viral (Sarampo, Caxumba e Rubéola), DTP (Difteria, Tétano e Coqueluche), DT (Difteria e Tétano), Papilomavírus Humano, Varicela, Hepatite A, Meningocócica ACWY, e dTPa (adolescentes grávidas), estão disponíveis em todas as 167 salas de vacina da Semsa.

Já a vacina BCG está disponível apenas em unidades específicas, listadas no link https://bit.ly/SalasBCGManaus.

Deixe um comentário