Roberto Cidade quer união e respeito no parlamento estadual

Roberto Cidade quer união e respeito no parlamento estadual

Roberto Cidade quer união e respeito no parlamento estadual

“É preciso respeitar a legitimidade dos 16 votos dos parlamentares que consagraram a nossa chapa vencedora. Todos os ritos foram seguidos, respeitados e tiveram a participação de todos os deputados”, destacou o deputado Roberto Cidade (PV), em discurso na manhã desta quarta-feira (9), na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

Anúncios

Roberto Cidade que foi eleito presidente da Casa, para o biênio 2021/22, na última quinta-feira (3), defendeu a legitimidade do processo de escolha da nova Mesa Diretora, usando um tom conciliador. Para ele, é preciso superar as discordâncias políticas para o bem maior da população.

“A população espera de nós uma postura proativa, respeitosa e democrática. Temos que sempre colocar os interesses da população amazonense em primeiro lugar”, pontuou Roberto Cidade.

Respeito

Ainda na tribuna da Aleam e apoiado por apartes de seus pares, Roberto Cidade, disse que respeita o direito de qualquer cidadão de contestar e requerer na justiça quando se sentir prejudicado, mas lembrou que no caso da votação que o elegeu presidente do Poder Legislativo para os próximos dois anos, se faz fundamental acatar a escolha da maioria.
A votação de quinta-feira (3) terminou com o placar de 16×8.

“Porém, há sempre que se respeitar a democracia e conviver com os resultados em que uma maioria se manifesta a favor de um posicionamento diferente, sempre respeitando o direito e as leis estabelecidas”, enfatizou Roberto Cidade.

O parlamentar aproveitou para agradecer mais uma vez, a confiança dos 16 colegas deputados. Ele ainda reforçou sua confiança no Poder Judiciário e disse que aguardará a decisão. “Minha total confiança no Poder Judiciário do nosso Estado, e aguardaremos, respeitosamente, a análise final e as determinações judiciais para que possamos, com tranquilidade, acatar e cumprir os ditames legais”, finalizou Roberto Cidade.

Deixe um comentário