You are currently viewing Roberto Cidade participa da posse da nova corte do Tribunal de Justiça do Amazonas

Roberto Cidade participa da posse da nova corte do Tribunal de Justiça do Amazonas

Roberto Cidade participa da posse da nova corte do Tribunal de Justiça do Amazonas

O presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado estadual Roberto Cidade (UB), participou nesta segunda-feira (4), no Teatro Amazonas, da solenidade de posse dos novos dirigentes do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), os desembargadores Flávio Pascarelli, Maria das Graças Figueiredo e Anselmo Chíxaro. O presidente, a vice-presidente e o corregedor-geral de Justiça, respectivamente, foram aclamados para um mandato que se estenderá até o dia 2 de janeiro de 2023.

Anúncios

 

Representando o Poder Legislativo do Amazonas na mesa de autoridades, o deputado estadual Roberto Cidade recordou que a Assembleia Legislativa autorizou a mudança de datas na eleição e posse para os cargos Presidente, Vice-Presidente e Corregedor-Geral de Justiça para que o pleito pudesse coincidir com o período eleitoral de outros poderes, organizando melhor questões burocráticas e orçamentárias. A Aleam autorizou ainda a realização da eleição extraordinária para o chamado “mandato-tampão”.

 

“O desembargador Pascarelli é experiente, já foi presidente em outra oportunidade e, com certeza, fará um grande trabalho, tocará o ‘mandato-tampão’, que foi aprovado pela Assembleia por unanimidade pelos deputados, juntamente com a Dra. Graça Figueiredo, vice-presidente, e o corregedor-geral, Anselmo Chíxaro, com muita qualidade. Tenho certeza de que irão trabalhar respeitando a independência e autonomia dos poderes. O Tribunal de Justiça sempre foi o nosso ponto firme, nos momentos em que a sociedade precisou, sempre buscou tomar decisões assertivas e soberanas para o estado do Amazonas. Desejo muito sucesso à nova corte do Tribunal de Justiça do Estado”, afirmou.

 

 

 

 

 

Mandato de seis meses

 

 

 

Os magistrados foram aclamados em sessão do Pleno realizada no dia 12 de abril deste ano, e substituem a gestão formada por Domingos Chalub (presidente), Wellington Araújo (vice-presidente) e Nélia Caminha Jorge (corregedora-geral de Justiça).

 

A desembargadora Carla Reis integrou a gestão como vice-presidente da Corte até maio deste ano, quando foi eleita para compor a gestão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/AM), nos cargos de vice-presidente e de corregedora, sendo substituída por Araújo.

 

Pascarelli e Graça Figueiredo já foram presidentes do Tribunal de Justiça do Amazonas e, em regra, não poderiam ser eleitos para os principais cargos diretivos da Corte, exceto para “mandato-tampão”, como é o caso do período que se inicia.

 

 

 

Esse mandato de seis meses, que será concluído em 2 de janeiro de 2023, foi instituído para permitir que, a partir de então, todas as gestões do Judiciário amazonense comecem no início do ano e não mais em julho, o que dificultava a administração e o exercício financeiro do período.

 

A proposta aprovada do “mandato tampão” se baseou no princípio da eficiência na administração pública e para a melhor transição dos cargos de direção. Com a mudança, buscou-se melhorar a disposição da norma para a posse dos novos dirigentes em janeiro seguinte ao término do mandato de seus antecessores, ou seja, iniciando o ano, bem como o exercício financeiro.

Deixe um comentário